Connect with us

Corporações

Empresa de Dan Bilzerian processada por dívida de meio milhão de dólares

Publicado

em

A Ignite, empresa de canábis de Dan Bilzerian, está a ser alvo de um processo judicial por parte da KushCo Holdings, avançou a Cannabis Law Report. A KushCo alega que a Ignite lhe comprou centenas de milhares de dólares em produtos e não pagou a conta.

A 24 de setembro de 2020, a KushCo revelou que a Ignite tinha uma dívida que ascendia a meio milhão de dólares e a companhia “falhou e recusou-se” a pagar. A Ignite é uma companhia de canábis da celebridade do Instagram Dan Bilzerian, que se insere no segmento de Lifestyle, mas para a qual o Verão e a COVID-19 apresentou vários desafios.

Dan Bilzerian é conhecido pelo seu estilo de vida excêntrico. Tem mais de 30 mil seguidores no Instagram

Em Julho a Ignite já tinha anunciado perdas de 50 milhões de dólares e o valor das acções da empresa caíram de 1,44 dólares canadianos para cerca de metade do valor nas negociações mais recentes. As dificuldades da empresa são agora acrescidas com a cessação do seu contrato de distribuição com a CannMart e com o processo judicial agora movido pela KushCo Holdings, relativo à falta de pagamento.

As dificuldades financeiras forçaram a empresa de Bilzerian a suspender o arrendamento da sua mansão (que era alugada e paga pela empresa) em Los Angeles, depois de um ex-director do conselho de administração ter considerado os gastos da empresa em despesas pessoais da celebridade. Não obstante, a celebridade mantém-se confiante de que a liquidez da companhia não está em causa.

Turbulência na administração – 4 presidentes em um ano

Dan Bilzerian na plantação da sua empresa. Foto do Instagram.

A empresa de Bilzerian enfrenta também alguma turbulência nos quadros da gestão da empresa, tendo tido quatro presidentes em apenas um ano. O último foi John Schaefer, que trabalhou na companhia de canábis MedMen e na Bayer/Monsanto, tendo assumido em setembro, o cargo de vice presidente da Ignite.

De acordo com seu LinkedIn, Schaefer está na Ignite há mais de um ano, ingressando na empresa como director de operações em Agosto de 2019, após sua passagem pela MedMen, que saiu antes da implodir da empresa. Schaefer substituiu Lester Lee, cujo mandato como presidente durou apenas três meses, e continua no conselho de directores da empresa. Lee tomou posse para substituir o crítico Curtis Heffernan, ex-presidente da mesma empresa.

Heffernan deixou a companhia a 8 de Junho para “procurar outras oportunidades”, como a Ignite afirmou inicialmente em comunicado à imprensa. Se em certo sentido, esta expressão é verdade, por outro lado Heffernan está actualmente a entrar num processo litigioso precisamente contra a Ignite por, entre outras coisas, o ter demitido como retaliação por reagir ao que ele caracterizou como “gastos irresponsáveis e selvagens” de Dan Bilzerian com o cartão de crédito da empresa. Heffernan não ficou no cargo por muito tempo, saindo 8 meses depois de substituir Jim McCormick em novembro de 2019.

Texto do processo movido pela KushCo contra a Ignite:

Kush-Complaint-Filed-2

Apoie o João Costa on Patreon!
Publicidade

O CannaReporter é um projecto independente e completamente suportado pela comunidade.

Para continuar a desenvolver este projecto e para garantir os recursos para acompanhar a indústria em Portugal, o apoio dos leitores é fundamental.


l

Clique abaixo e torne-se apoiante do CannaReporter!

Torna-te Patreon e contribui para o projecto CannaReporter!
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *