Connect with us

Economia

Canábis é a cultura mais valiosa do Estado do Maine. Pacientes lideram consumo

Avatar

Publicado

em

Foto: D.R. | Leafly

A canábis já gerou vendas de mais de 200 milhões de dólares no Estado do Maine, apesar da situação pandémica, com os pacientes e cuidadores a encabeçar a lista de consumidores. A canábis torna-se assim a cultura mais valiosa do Maine, superando os produtos agrícolas tradicionais, como batatas, leite ou mirtilos.

As vendas de canábis medicinal no estado do Maine totalizaram 221,8 milhões de dólares entre Janeiro e Outubro, mais do que o dobro do que havia sido vendido no período homólogo, de acordo com os dados do Estado relativos às vendas. Isso coloca o sector num ritmo que pode culminar em vendas de 266 milhões de dólares durante este ano, apesar de uma pandemia global que deixou muitos habitantes do país desempregados e reduziu os gastos dos consumidores em todo o país.

“Desde Março, todos participamos numa experiência nacional”, disse Patrick Anderson, CEO do Anderson Economic Group, que emite avaliações comparativas mensais do mercado nacional de canábis. “O que aprendemos é que não importa o que aconteça, os americanos vão conseguir a sua canábis, álcool, alimentos de panificação e carros, independentemente da economia.”

Vendas dispararam em 2020, durante a pandemia

No ano passado, a primeira vez que o Maine conseguiu tabular todas as vendas legais de canábis medicinal, registou mais de 100 milhões de dólares em vendas, o dobro do esperado. As vendas acumuladas em 2020 mostram que o mercado dobrou mais uma vez, crescendo 152%.

O gasto médio mensal com canábis aumentou quando os bloqueios de COVID-19 começaram no início de 2020 e os consumidores aumentaram as compras para ter o seu próprio abastecimento, de acordo com a New Frontier Data. No Colorado, o consumidor médio gastou 43% mais em Abril do que em Março; em Las Vegas, os gastos aumentaram 32% no mesmo período e em Massachusetts as vendas aumentaram 48%.

A indústria canábis aparenta ser imune a muitos dos problemas que afectam os negócios durante a pandemia, de acordo com o analista de pesquisa Noah Tamares da New Frontier Data. Por ser uma “droga” federalmente ilegal, a maior parte da produção e do consumo de canábis é local, protegendo-a de falhas na cadeia de abastecimento. As medidas de confinamento também parecem não ser motivadoras de disfunções nos padrões de consumo – antes da pandemia 65% dos consumidores relataram usar canábis sozinhos.

Pacientes e cuidadores lideram consumo de canábis

Com a probabilidade de uma nova onda de confinamentos e medidas restritivas no futuro, os gastos com canábis estão a disparar novamente, de acordo com a New Frontier Data. Colorado viu aumentos nos gastos de 25 por cento de Agosto a Setembro e 38 por cento de Setembro a Outubro. Durante os mesmos períodos em Massachusetts, os gastos aumentaram 16 e 34 por cento, respectivamente.

Uma análise mensal das vendas de canábis medicinal do Maine mostra números cada vez maiores ao longo do ano, mas uma comparação direta com o Colorado e Massachusetts é difícil, porque muitas empresas enviam os seus impostos sobre vendas – que servem de base para os números de vendas projectados do estado -, numa base trimestral, em vez de mensal.

Os números incluem vendas de oito dispensários de canábis medicinal do Maine e uma rede de quase três mil cuidadores registados que atendem cerca de 65 mil pacientes certificados de canábis medicinal. O Maine só começou a rastrear dados de impostos sobre vendas para cuidadores no ano passado. Em 2019, os cuidadores comandaram as vendas, sendo responsáveis por uns surpreendentes 76% do mercado de canábis medicinal do estado, que totalizou 109 milhões de dólares.

_______________________________________________________________________

Foto de destaque: Leafly

 

Publicidade

O CannaReporter é um projecto independente e completamente suportado pela comunidade.

Para continuar a desenvolver este projecto e para garantir os recursos para acompanhar a indústria em Portugal, o apoio dos leitores é fundamental.


l

Clique abaixo e torne-se apoiante do CannaReporter!

Torna-te Patreon e contribui para o projecto CannaReporter!
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *