Connect with us

Entrevistas

Tom Hemp’s: “Dillaz une conhecimento e cultura e mostra que o CBD não faz mal”

Publicado

em

Foto: D.R.

Depois da publicação do lançamento de uma linha de flores de cânhamo seleccionadas pelo rapper português Dillaz, falámos com a Tom Hemp’s,  para perceber a relação desta empresa com Portugal e a sua visão do cânhamo e do mercado europeu.

Em entrevista exclusiva ao CannaReporter, uma porta-voz da empresa respondeu às questões via e-mail.

Como começou a Tom Hemp’s?
Qual é a nossa história? Foi de um pequeno café a um projecto de paixão e a uma marca de estilo de vida na capital alemã. O nosso fundador, Cristian Accardo, já comercializava alimentos e produtos de mercearia à base de cânhamo no seu pequeno café na animada Kreuzberg, antes que todos soubessem dos benefícios do CBD. Foi assim que a ideia inicial para a primeira loja CBD da Europa surgiu e foi lançada. Muita coisa aconteceu desde então, mas nós, ainda hoje, na Tom Hemp’s estamos a trabalhar incansavelmente para tornar nossa visão uma realidade: não só para uma quantidade reservada de selecionados, mas para que uma grande massa tenha acesso a produtos baseados em CBD, para entendê-los, usá-los e para ter uma noção mais alargada. Acreditamos que a CBD merece ainda mais atenção – e é para isso que trabalhamos todos os dias.

Cristian Accardo é o CEO e fundador da Tom Hemp’s

Como vêem o mercado de flores de cânhamo na Europa? Está em crescimento?
A Tom Hemp’s é uma marca de CBD sediada em Berlim, com duas lojas em Berlim, uma loja principal em Palma de Maiorca, Espanha e em breve abriremos a nossa primeira loja em Itália e no Luxemburgo. Em geral, o mercado de CBD está a crescer constantemente. É lindo ver como o mercado europeu se está a desenvolver. Infelizmente, ainda existem muitos problemas, devido à falta de regulamentação, o que basicamente acontece em toda a Europa. Isto torna, às vezes, as coisas muito difíceis, pois é sempre muito incerto o que virá no futuro.

Como é que optaram por esta parceria com um rapper Português?
Há dois anos, quando nos juntámos pela primeira vez com a Tom Hemp’s à feira internacional do cânhamo portuguesa, a Cannadouro, tivemos a oportunidade de construir uma forte ligação a Portugal. Nós conhecemos óptimas pessoas e foi uma experiência maravilhosa desde o início. Também iniciámos uma parceria maravilhosa com nosso distribuidor Santello Hempstyle e ainda estamos a trabalhar lado a lado até aos dias de hoje. É claro que esta é apenas uma das muitas razões pelas quais iniciámos a parceria com o artista português Dillaz – devido à nossa forte ligação a Portugal, aos nossos revendedores e, claro, aos nossos estimados distribuidores, a Santello Hempstyle.

Como é que a Tom Hemp’s descreveria o mercado em Portugal?
O mercado em Portugal é muito importante porque está em constante crescimento e de uma forma geral Portugal foi um dos primeiros países a legalizar a canábis medicinal, o que deu às empresas uma base nestes últimos anos. Ficámos com a impressão de que Portugal tem um grande apreço pela planta do cânhamo e pelos seus efeitos fantásticos. Em geral, os produtos naturais são muito importantes e por isso pensámos na Tom Hemp’s representar produtos naturais, feitos com amor e paixão, na capital alemã, Berlim.

Cristian Accardo em Portugal, entrevistado por João Carvalho, na CannaDouro 2019, no Porto

Todos os nossos produtos são feitos com cânhamo industrial 100% europeu, são certificados pela UE e isentos de pesticidas e herbicidas. Isto torna o mercado português tão especial, bem como a paixão pelo CBD e também a visão para o mesmo. Como em toda a Europa, Portugal também tem de lidar com problemas e arbitrariedades do Estado, devido à falta de regulamentação. Acreditamos que um dia iremos receber o respeito e a compreensão pelo nosso trabalho e é muito bom ver que Portugal também luta por ele constantemente.

Por que é que faz sentido ter o Dillaz como parceiro?
Uma das razões é que Dillaz, como artista, tem muito interesse no produto em si. Esta é a base para todas as colaborações que a Tom Hemp’s está a fazer em todo o mundo. A colaboração com Dillaz une conhecimento e cultura e mostra ao público que o CBD não faz mal, e tem efeitos positivos no corpo humano sem quaisquer efeitos psicoactivos. A segunda razão é porque amamos o Dillaz como artista e a música que ele está a criar. Ele é uma pessoa maravilhosa e as pessoas da Crew 75 que estão com ele, fazem um trabalho fantástico. As nossas visões combinam desde o início e foi maravilhoso colaborar e lançar um produto juntos.

Vários internautas já manifestaram o seu agrado com o produto seleccionado por Dillaz

Portugal é um mercado atraente para os produtos da Tom Hemp’s?
Claro que o mercado português está muito aberto aos produtos naturais e agradecemos cada parceria. Como mencionado anteriormente, temos a impressão que partilhamos a mesma visão e paixão pelos produtos. Estamos trabalhando incansavelmente para tornar a nossa visão uma realidade e tornar os produtos baseados em CBD disponíveis, compreensíveis, fáceis de usar e vistos de forma holística para muitos, não apenas para alguns. Ficámos com a impressão de que o mercado português acredita nas mesmas coisas, principalmente que o CBD merece ainda mais atenção.

O CannaReporter é um projecto independente e completamente suportado pela comunidade. Para continuar a desenvolver este projecto, o apoio dos leitores é fundamental.
Clique abaixo e torne-se apoiante do CannaReporter desde 3€ por mês !
Publicidade
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Copyright © 2020 CannaReporter. Todos os direitos reservados.
O CannaReporter é um projecto mantido e apoiado na totalidade pela comunidade. Sem o indispensável suporte dos nossos patronos não conseguiríamos tornar este projecto possível. Agradecemos a todos os nossos patronos pelo apoio !

Blooming Patron:
CannaDoca
Grower Patron:
CannaCasa, Barry McCullough, Joao Xabregas, High Lit
Seed Supporter
Julio Teixeira, Pedro Spinola, Helio Cafua, Seven Sisters, Eduardo Continentino, Soraia Tomás, Beatriz Pamplona, Julia Lindsay, Tregardock Farm, Rita Machado