Connect with us

Economia

Americanos gastam com canábis o dobro do que gastam com leite

Avatar

Published

on

Foto: D.R.

Os americanos estão a caminho de gastar duas vezes mais com canábis do que com leite, revelam os dados das vendas do primeiro semestre de 2021, analisados pela Leafly e pela Whitney Economics. Um crescimento desta dimensão garante a manutenção da posição da indústria da canábis como a indústria em mais rápido crescimento nos Estados Unidos da América (EUA). 

Os americanos gastaram mais de 12 mil milhões de dólares em produtos legais de canábis nos primeiros seis meses de 2021, o que representa quase o mesmo valor que o total de leite consumido em 2020, cerca de 12,6 mil milhões de dólares, segundo os dados da Dairy Farmers of America.

Em 2020, as vendas de canábis chegaram aos 18 mil milhões de euros e a tendência dos primeiros seis meses em 2021 coloca a indústria num ritmo de crescimento das receitas de 35% por ano, podendo mesmo atingir um valor total anual de entre 25 a 26 mil milhões de dólares (o que representa aproximadamente 10% do PIB de Portugal).

Um crescimento desta ordem confirma a manutenção da posição da indústria da canábis como a indústria em mais rápido crescimento nos EUA. Em 2020, as receitas das vendas aumentaram cerca de 60% em relação a 2019, impulsionadas pelo aumento das compras durante a pandemia.

Dados do primeiro semestre de 2021 da Leafly e da Whitney Economics projectam vendas de 25 mil milhões em 2021.   Imagem: D.R. | Leafly

Com base nos dados das vendas mais recentes, a Whitney Economics aumentou a sua previsão de 2021 de 22,2 para 25 mil milhões de dólares. A previsão para 2025 aumentou também para cerca de 44,9 mil milhões de dólares.

Publicidade

O CannaReporter é um projecto independente e completamente suportado pela comunidade.

Para continuar a desenvolver este projecto e para garantir os recursos para acompanhar a indústria em Portugal, o apoio dos leitores é fundamental.


l

Clique abaixo e torne-se apoiante do CannaReporter!

Torna-te Patreon e contribui para o projecto CannaReporter!
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *