Connect with us

Uncategorized

Canábis na Bolsa de Valores: Canopy Growth Corp entra na bolsa Canadiana

Publicado

em

Ouvir este artigo

A maior empresa de canábis do Canadá entrou sexta-feira no principal índice bolsista do país.

A ideia que pairava de que a Canábis seria a próxima ‘big thing’ já está confirmada. Na última sexta-feira, 17 de Março, depois do fecho dos mercados, a Canopy Growth Corp (que na sessão desta quinta-feira encerrou a valorizar 1,84% para 11,08 dólares canadianos na bolsa de Toronto) – a maior fabricante de marijuana do mundo cotada em bolsa, avaliada em 1,23 mil milhões de dólares canadianos – vai integrar o principal índice bolsista do Canadá o S&P/TSX Composite Index.

Com vendas de Canábis contabilizadas no Norte da América que ascendiam 6,9 mil milhões de dólares, num mercado que crescia, nessa altura, 30% face a 2015. Um sucesso alcançado graças ao facto de em quase metade dos EUA ser legal o uso desta droga para fins medicinais.

A canábis pode fazer mal à carteira

Num mercado que pode ainda tornar-se mais valioso, quando se cumprir a promessa de legalização total no Canadá, que poderá ser uma realidade ainda este ano estará esta empresa preparada para o provável aumento da procura?

“A questão coloca-se porque os analistas fazem notar que a Canopy Growth ainda não registou lucros operacionais.”, pode ler-se numa notícia veiculada pelo Jornal de Negó
À primeira vista as contas da empresa cotada do sector da saúde são muito boas, mas é preciso cautela, avisam os analistas. Apesar de reconhecer que as acções desta empresa canadiana são ‘vencedoras’, o Seeking Alpha aponta vários problemas nos resultados da empresa, no Matte’s Micro-Cap Research. Nomeadamente o facto de a empresa ter revelado um lucro bruto superior ao das receitas.

<<A empresa diz ter gerado um crescimento nas receitas de cerca de 400% – para 12,699 milhões de dólares canadianos – e atingido uma margem bruta – de 18,986 mil. Dados que o analista diz serem “enganosos”, até porque são “engolidos” pelos custos de produção (19,722 milhões) e pela rubrica do inventário, que ascende a 12,79 milhões. “A empresa usa uma métrica confusa e potencialmente enganosa para calcular os seus lucros brutos. Esta métrica pode estar a esconder o que muitos considerariam uma perda bruta”, acrescenta o analista.>>

Outra das questões levantadas é o facto de a empresa utilizar como receita o lucro com activos como sementes da droga que ainda não geraram a planta do canábis de forma a gerar um lucro maior. Sem esta receita, que de facto ainda não é palpável, o crescimento da Canopy tem margens brutas negativas, garante o analista. Em causa está a avaliação dos activos não realizados, assente no desenvolvimento das plantas desde a semente e nos valores de “fair-value” que está a utilizar nas contas.

A empresa diz que esta rubrica representa “o valor justo dos activos biológicos”. E muitos analistas continuam a defender que esta é uma empresa e um sector onde vale a pena apostar. O CEO e fundador da empresa, Bruce Linton, diz que a entrada no maior indíce de Toronto significa que a empresa atinge agora a “maioridade” e que o futuro é promissor. A Canopy Growth Corp acredita que este passo vai ajudar a criar novos mercados de exportação e acelerar a legalização noutros países. O crescimento dificilmente será alcançado através dos EUA onde, apesar de em oito estados o uso de canábis já ser totalmente legal, o presidente Donald Trump prometeu apertar as regras da utilização de canábis para uso recreativo.

O ano passado a Canopy, fundada em 2014, foi a primeira empresa de canábis da história a atingir uma valorização superior a 1.000 milhões de dólares, um unicórnio (denominação das startups com tanto potencial que em pouco tempo conseguem passar a barreira de mil milhões de dólares).

A Canopy é líder mundial em canábis, agregando várias marcas e variedades desta droga como em extracto seco e óleo. Através das suas subsidiárias, a empresa canadiana opera em diversos sectores de produção e tem instalações com mais de meio milhão de metros quadrados de capacidade de produção.

De acordo com um recente relatório do ArcView Market Research, o canábis é “indiscutivelmente” a indústria com um mais rápido crescimento no mundo. “As previsões apontam para uma taxa de crescimento anual na ordem dos 26%, até chegar aos 21,6 mil milhões de dólares em 2021”, lê-se no mesmo relatório.

De acordo com a Investopedia, são já vários os fundos de capital de risco e “private equity” que investiram centenas de milhões de dólares em projectos relacionados com a venda de marijuana nos Estados Unidos.

A partir de segunda-feira, os investidores vão ver este unicórnio no índice de referência, com o seu já conhecido ticker de “WEED”. Desde o início do ano, a Canopy valoriza 21,23%, valendo actualmente 1,76 mil milhões de dólares canadianos (cerca de 1,23 mil milhões de euros).

Imagem: Jornal de Negócios

Fonte: Reuters e Jornal de Negócios

 

____________________________________________________________________________________________________

[Aviso: Por favor, tenha em atenção que este texto foi originalmente escrito em Português e é traduzido para inglês e outros idiomas através de um tradutor automático. Algumas palavras podem diferir do original e podem verificar-se gralhas ou erros noutras línguas.]

____________________________________________________________________________________________________

O que fazes com 3€ por mês? Torna-te um dos nossos Patronos! Se acreditas que o Jornalismo independente sobre canábis é necessário, subscreve um dos níveis da nossa conta no Patreon e terás acesso a brindes únicos e conteúdos exclusivos. Se formos muitos, com pouco fazemos a diferença!

Clique aqui para comentar
Subscribe
Notify of

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade


Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Eventos3 dias atrás

ICBC Berlim volta a brilhar. É o início de uma nova era para a indústria da canábis na Alemanha

A ICBC Berlin foi a primeira grande conferência internacional sobre canábis a ocorrer após a legalização do uso adulto na...

Internacional4 dias atrás

EUA: Produtos de Mike Tyson recolhidos por contaminação de bolor

As autoridades da Califórnia emitiram um aviso de recolha obrigatória para dois produtos da marca de canábis de Mike Tyson,...

Eventos5 dias atrás

O 4:20 está a chegar e há celebrações no Porto e em Lisboa

A data da celebração da cultura da canábis está a chegar! Este sábado, 20 de Abril, é o dia em...

Internacional1 semana atrás

Paul Bergholts, alegado líder da Juicy Fields, detido na República Dominicana

Paul Bergholts, o alegado líder do esquema em pirâmide Juicy Fields, terá sido detido na República Dominicana e será submetido a...

Saúde2 semanas atrás

Canabinóides revelam resultados promissores no tratamento do Transtorno da Personalidade Borderline

Uma investigação levada a cabo pela Khiron LifeSciences e coordenada por Guillermo Moreno Sanz sugere que os medicamentos à base de...

Internacional2 semanas atrás

Caso Juicy Fields: 9 detidos pela Europol e Eurojustice. Burla ultrapassa 645 milhões de euros

Uma investigação conjunta conduzida por várias autoridades europeias, apoiadas pela Europol e pela Eurojust, culminou na detenção de nove suspeitos...

Internacional2 semanas atrás

Utilizadores regulares de canábis podem necessitar de mais anestesia durante procedimentos médicos

Os utilizadores regulares de canábis podem necessitar de mais anestesia durante os procedimentos médicos para permanecerem sedados, se comparados com...

Internacional2 semanas atrás

O futuro do CBD no Japão: Como as reformas legais irão moldar o mercado

No final do ano passado, o Japão deu um grande passo em direcção à reforma da canábis depois de aprovar...

Nacional2 semanas atrás

Portugal: GreenBe Pharma obtém certificação EuGMP nas instalações de Elvas

A GreenBe Pharma, uma empresa de canábis medicinal localizada em Elvas, Portugal, obteve a certificação EU-GMP, ao abrigo dos regulamentos...

Nacional3 semanas atrás

Álvaro Covões, da Everything is New, compra instalações da Clever Leaves no Alentejo por 1.4 milhões de euros

Álvaro Covões, fundador e CEO da agência promotora de espectáculos ‘Everything is New‘, que organiza um dos maiores festivais de...