Connect with us

Uncategorized

Tunísia: Primeira condenação por uso de canábis já não resulta em prisão

Publicado

em

Ouvir este artigo

Os tunisinos condenados por consumo de canábis vão evitar a prisão se se tratar da sua primeira condenação, em resultado da legislação que entrou hoje em vigor.

Este país norte-africano tem enfrentado apelos crescentes de grupos de defesa de direitos cívicos para reformar uma lei que coloca jovens na cadeia durante um ano por fumarem um cigarro de marijuana.

PUB

A Lei 52, que é da era do derrubado Presidente Zine El Abidine Ben Ali, impõe uma obrigatória condenação a cadeia durante um ano pelo uso de narcóticos, excluindo quaisquer circunstâncias atenuantes.

Mas o Conselho de Segurança Nacional, dirigido pelo Presidente Beji Caid Essebsi, anunciou hoje medidas para limitar o número de utilizadores condenados a prisão.

Quando se tratar de uma primeira condenação, os juízes vão ser capazes de decidir um perdão assim que a sentença for pronunciada.

As novas medidas vão ter efeito a partir de segunda-feira, o dia da independência da Tunísia.

Antes da revolução tunisina de 2011, a Lei 52 era usada para suprimir as críticas ao regime de Ben Ali.

A sua aplicação generalizou-se desde então, com milhares de jovens tunisinos detidos todos os anos, na sua maioria por ofensas relacionadas com o consumo de canábis.

Entre 2011 e 2016, o número de julgamentos ao abrigo desta Lei caiu em 732 para 5.744, indicam as estatísticas oficiais.

No final de dezembro, o governo apresentou uma proposta de alteração ao parlamento. O texto, que previa inicialmente a abolição de condenações à prisão nas duas primeiras sentenças, continua bloqueado pelos deputados.

Yosra Frawes, da Federação Internacional dos Direitos Humanos, disse que as novas medidas eram “um passo em frente”, acrescentando que “não era lógico amarrar as mãos dos juízes”, ao não autorizá-los a considerar circunstâncias atenuantes.

As mudanças “vão evitar milhares de detenções”, afirmou o advogado Ghazi Mrabet.

“Mas também significam que as decisões continuam a ser caso a caso e que os juízes vão continuar a ser capazes de enviar pessoas para a prisão”, relativizou.

 

____________________________________________________________________________________________________

[Aviso: Por favor, tenha em atenção que este texto foi originalmente escrito em Português e é traduzido para inglês e outros idiomas através de um tradutor automático. Algumas palavras podem diferir do original e podem verificar-se gralhas ou erros noutras línguas.]

____________________________________________________________________________________________________

O que fazes com 3€ por mês? Torna-te um dos nossos Patronos! Se acreditas que o Jornalismo independente sobre canábis é necessário, subscreve um dos níveis da nossa conta no Patreon e terás acesso a brindes únicos e conteúdos exclusivos. Se formos muitos, com pouco fazemos a diferença!

+ posts

Sou um dos directores do CannaReporter, que fundei em conjunto com a Laura Ramos. Sou natural da inigualável Ilha da Madeira, onde resido actualmente. Enquanto estive em Lisboa na FCUL a estudar Engenharia Física, envolvi-me no panorama nacional do cânhamo e canábis tendo participado em várias associações, algumas das quais, ainda integro. Acompanho a industria mundial e sobretudo os avanços legislativos relativos às diversas utilizações da canábis.

Posso ser contactado pelo email joao.costa@cannareporter.eu

Clique aqui para comentar
Subscribe
Notify of

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade


Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Eventos1 semana atrás

CannaTrade regressa a Zurique de 24 a 26 de Maio

A CannaTrade – Feira e Festival Internacional do Cânhamo de Zurique atinge em 2024 a maioridade, celebrando a sua 18ª...

Comunicados de Imprensa2 semanas atrás

Grupo SOMAÍ e a sua subsidiária RPK Biopharma ampliam parceria com Cookies para incluir Europa e Reino Unido

LISBOA, PORTUGAL, 16 de maio de 2024 /EINPresswire.com/ — O Grupo SOMAÍ (“SOMAÍ”) e a sua subsidiária, RPK Biopharma expandiram...

Nacional2 semanas atrás

Portugal: Consumo estimado de CBD aumenta, apesar da proibição

O relatório “Cannabis in Portugal”, realizado pela Euromonitor International, divulgou os dados mais recentes sobre a indústria da canábis, os...

Nacional2 semanas atrás

“Canábis. Maldita e Maravilhosa”, de Margarita Cardoso de Meneses, chega às livrarias a 16 de Maio

Margarita Cardoso de Meneses, colaboradora do CannaReporter®, acaba de publicar o livro “Canábis. Maldita e Maravilhosa”, editado pela Oficina do...

Comunicados de Imprensa3 semanas atrás

Montemor-o-Velho: Detido por cultivo de canábis

O Comando Territorial de Coimbra, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) do Destacamento Territorial de Montemor-o-Velho, hoje, dia 9...

Eventos3 semanas atrás

PTMC – Portugal Medical Cannabis reúne indústria da canábis medicinal a 22 de Maio, em Lisboa

A PTMC – Portugal Medical Cannabis vai reunir os profissionais da indústria da canábis medicinal no próximo dia 22 de...

Corporações3 semanas atrás

EUA: MedMen declara falência com 400 milhões de dólares de dívidas

A gigante norte-americana da canábis MedMen entrou em colapso sob o peso da sua dívida, anunciando na semana passada que...

Notícias3 semanas atrás

Estudo revela que legalização da canábis não aumenta consumo de outras substâncias

Um dos argumentos mais usados contra a legalização da canábis para uso adulto ou recreativo tem sido a ideia de...

Cânhamo3 semanas atrás

Letónia: Hemp School, da Obelisk Farm, é finalista do Prémio EFT Green Skills 2024

A Obelisk Farm continua a ser reconhecida mundo fora pela sua abordagem sui generais à exploração do cânhamo industrial. O projecto familiar, que...

Eventos3 semanas atrás

EUA: CannMed 24 Innovation & Investment Summit regressa a Marco Island, na Florida, de 12 a 15 de Maio

É uma das mais importantes conferências científicas sobre a indústria da canábis medicinal e regressa a Marco Island, na Florida,...