Connect with us
Publicidade
Publicidade

Uncategorized

Tunísia: Primeira condenação por uso de canábis já não resulta em prisão

Publicado

em

Os tunisinos condenados por consumo de canábis vão evitar a prisão se se tratar da sua primeira condenação, em resultado da legislação que entrou hoje em vigor.

Este país norte-africano tem enfrentado apelos crescentes de grupos de defesa de direitos cívicos para reformar uma lei que coloca jovens na cadeia durante um ano por fumarem um cigarro de marijuana.

PUB

A Lei 52, que é da era do derrubado Presidente Zine El Abidine Ben Ali, impõe uma obrigatória condenação a cadeia durante um ano pelo uso de narcóticos, excluindo quaisquer circunstâncias atenuantes.

Mas o Conselho de Segurança Nacional, dirigido pelo Presidente Beji Caid Essebsi, anunciou hoje medidas para limitar o número de utilizadores condenados a prisão.

Quando se tratar de uma primeira condenação, os juízes vão ser capazes de decidir um perdão assim que a sentença for pronunciada.

As novas medidas vão ter efeito a partir de segunda-feira, o dia da independência da Tunísia.

Antes da revolução tunisina de 2011, a Lei 52 era usada para suprimir as críticas ao regime de Ben Ali.

A sua aplicação generalizou-se desde então, com milhares de jovens tunisinos detidos todos os anos, na sua maioria por ofensas relacionadas com o consumo de canábis.

Entre 2011 e 2016, o número de julgamentos ao abrigo desta Lei caiu em 732 para 5.744, indicam as estatísticas oficiais.

No final de dezembro, o governo apresentou uma proposta de alteração ao parlamento. O texto, que previa inicialmente a abolição de condenações à prisão nas duas primeiras sentenças, continua bloqueado pelos deputados.

Yosra Frawes, da Federação Internacional dos Direitos Humanos, disse que as novas medidas eram “um passo em frente”, acrescentando que “não era lógico amarrar as mãos dos juízes”, ao não autorizá-los a considerar circunstâncias atenuantes.

As mudanças “vão evitar milhares de detenções”, afirmou o advogado Ghazi Mrabet.

“Mas também significam que as decisões continuam a ser caso a caso e que os juízes vão continuar a ser capazes de enviar pessoas para a prisão”, relativizou.

Publicidade
Publicidade

Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Internacional15 horas atrás

High Tide e Sanity Group unem forças para a legalização na Alemanha

A High Tide Inc., uma empresa canadiana especializada na distribuição de acessórios para fumadores e produtos ligados ao consumo de...

Internacional19 horas atrás

Suíça iniciou vendas legais de canábis com software de rastreio focado na transparência

Após 6 meses de atraso, a Suíça está pronta a fazer história com a venda legal de canábis no país,...

Internacional20 horas atrás

Argentina cria Agência Regulatória da Indústria do Cânhamo e da Canábis Medicinal

A Argentina deu um passo ousado no sentido de se tornar um actor importante no mercado global da canábis, ao...

Internacional2 dias atrás

Como vão funcionar as associações de canábis em Malta?

A Autoridade para o Uso Responsável de Canábis (ARUC), entidade Maltesa com responsabilidade na regulamentação da indústria legal e recreativa...

Corporações2 dias atrás

Organigram notificada pela Nasdaq por falhar valor mínimo de negociação

A Organigram Holdings Inc. foi notificada pela Nasdaq de que terá até ao próximo mês de Julho para atingir o...

Cânhamo2 dias atrás

EUA: FDA recusa regulamentar CBD devido a preocupações de segurança

A Food and Drug Administration (FDA) rejeitou iniciar o processo de regulamentação do CBD em produtos alimentares, por não considerar...

Internacional3 dias atrás

Hong Kong: Proibição do CBD entra em vigor a 1 de Fevereiro, com multas milionárias e penas de prisão perpétua

Hong Kong vai classificar oficialmente o Canabidiol (CBD) como uma “droga perigosa” já a partir desta quarta-feira, 1 de Fevereiro,  e...

Internacional6 dias atrás

Japão dá passos para legalizar o uso medicinal de canábis

O governo do Japão está a considerar uma revisão da sua Lei de Controlo da Canábis, que permitiria o uso...

Comunicados de Imprensa7 dias atrás

EUA: Curaleaf encerra operações na Califórnia, Colorado e Oregon

A Curaleaf Holdings anunciou hoje em comunicado de Imprensa o encerramento proactivo da maioria das suas operações na Califórnia, Colorado...

Corporações7 dias atrás

Bedrocan expande produção de canábis medicinal para a Dinamarca

O produtor holandês de canábis medicinal Bedrocan vai abrir uma nova instalação na Dinamarca, de forma a responder à procura...