Connect with us
Publicidade
Publicidade

internacional

Canadá: Canábis já é legal para fins recreativos

Publicado

em

O Canadá tornou-se hoje, dia 17 de Outubro de 2018, o primeiro país industrializado permitir a utilização da canábis para fins recreativos em todas as províncias do país. Este é um dia histórico para o país, porque a nova legislação permite que os adultos canadianos possam consumir legalmente canábis para fins recreativos, após quase um século de proibição.

As primeiras vendas de canábis legal foram registadas logo após a meia-noite de dia 16 de Outubro, no lado leste do Canadá, na província de Newfoundland and Labrador. Na capital da província, a St. John’s, acumularam-se clientes e entusiastas no exterior dos dispensários onde a canábis seria colocada à venda.

Bruce Linton, CEO do grupo Tweed Marijuana, abriu as honras ao vender directamente os seus produtos aos primeiros clientes, que comentaram aos meios de comunicação social: “saí hoje à noite para ser a primeira pessoa no Canadá a comprar o primeiro grama legal de canábis recreativa, para ajudar a chegar ao fim da proibição no Canadá”.

A decisão é uma vitória política do primeiro-ministro Justin Trudeau, que prometeu legalizar a canábis na sua campanha eleitoral de 2015. Essa promessa visava retirar os lucros do crime organizado e regulamentar a produção, distribuição e consumo de um produto que milhões de canadenses estavam a consumir ilegalmente.

Mas as províncias e as empresas têm se esforçado para se preparar, e a legalização foi adiada das expectativas iniciais de um início em julho para permitir a criação de redes de distribuição e vendas. O governo federal e muitas províncias têm sido cautelosas, começando com lojas e produtos limitados, incluindo não comestíveis por um ano, e controle rígido sobre a oferta.

As maiores cidades, como Toronto e Vancouver, não terão estabelecimentos abertos.

RUPTURA DE STOCK

O reverso da medalha nesta situação, é que o reduzido número de pedidos aprovados pelos vários governos de cada província e a potencial ruptura de stock nos estabelecimentos legais podem vir a significar que vários interessados em adquirir canábis de forma legal, serão confrontados com a sua indisponibilidade.

Brad Poulos, um professor e especialista em negócios de canábis da Universidade Ryerson, em Toronto afirma que “haverá muitas celebrações no dia e quase todas serão com canábis ilegal. Os utilizadores recreativos de canábis no Canadá apenas continuarão a recorrer às suas fontes até que o sistema legal alcance estabilidade” disse Brad Poulos.

Apesar da escassez de estabelecimentos nas maiores cidades do Canadá, os consumidores podem comprar online legalmente, de governos provinciais ou revendedores licenciados, embora o transporte leve alguns dias. Ontário, lar da cidade mais populosa do Canadá, Toronto, não terá lojas físicas até abril de 2019, devido a uma mudança no modelo de venda e a mudanças no governo provincial.

A Colúmbia Britânica, que planeia estabelecimentos privados e administrados pela província, tem apenas uma loja do governo a 350 quilómetros da sua maior cidade, Vancouver.

Mesmo em províncias com mais lojas, as prateleiras vazias provavelmente são devidas a uma escassez de produtos. Um estudo da Universidade de Waterloo e do think tank da política econômica C.D. O Howe Institute descobriu que a oferta legal atenderá a menos de 60% da demanda nos primeiros meses, embora isso mude conforme a produção aumente.
____________________________________________________________________
Foto de Destaque: D.R.

Clique aqui para comentar
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade

Mais recentes

internacional1 dia atrás

Zimbabwe: Presidente pede 27 milhões de canábis medicinal à Swiss Biocieuticals

O Presidente do Zimbabwe, Emmerson Mnangagwa, comissionou a empresa de canábis medicinal Swiss Biocieuticals a produzir cerca de 27 milhões de...

Opinião5 dias atrás

A canábis pode ajudar a estudar?

No mundo contemporâneo, entrar na Universidade tornou-se sinónimo de “futuro”, ao mesmo tempo que também se podem viver as primeiras experiências...

internacional1 semana atrás

Tailândia: Ministro da Saúde quer oferecer um milhão de plantas de canábis à população

O Ministro da Saúde Pública da Tailândia, Anutin Charnvirakul, surpreendeu, mais uma vez, o mundo, ao anunciar que quer oferecer...

Opinião1 semana atrás

O papel da Enfermagem no cuidado ao paciente submetido a tratamento com canabinóides

Hoje, dia 12 de Maio, assinala-se o Dia Mundial do Enfermeiro. De acordo com o código ético e deontológico de...

Opinião1 semana atrás

Legalização da canábis em Nova York: Equidade social e económica no licenciamento e extinção de condenaçãoCannabis Legalization in New York: Social & Economic Equity Licensing and Conviction Expungement

A aplicação draconiana anti-canábis, perseguida ao longo dos anos nos Estados Unidos, é uma das coisas mais insanas que uma...

Dá-me música!2 semanas atrás

Playlist da Canábis: #2 – Peter Tosh – “Legalize it”

A pedido dos leitores – porque também vos ouvimos – a seguinte entrada na nossa playlist é o hino pró-legalização...

Eventos2 semanas atrás

PTMC – Portugal Medical Cannabis regressa em 2022 a Lisboa e à Madeira

A PTMC – Portugal Medical Cannabis está de volta! Lisboa – 16 e 17 de Junho – Auditório dos Contabilistas...

internacional2 semanas atrás

Alemanha: Ministro da Saúde vai avançar com a legalização do uso adulto de canábis

O Ministro da Saúde alemão, Karl Lauterbach, anunciou ontem novas medidas sobre a assistência médica na Alemanha, onde incluiu a...

Entrevistas2 semanas atrás

Tej Virk tem uma mensagem para o Governo Português: “Legalizem antes da Alemanha!”

Tej Virk, CEO da Akanda Corporation, que recentemente adquiriu a portuguesa Holigen por 26 milhões de euros, ganhou reputação no espaço global...

internacional3 semanas atrás

Depois da Itália, Curaleaf obtém licença para medicamentos à base de extractos de canábis em Malta

A Curaleaf International obteve licença para uma linha de medicamentos à base de extractos de canábis em Malta. A gama de...

Publicidade