Connect with us

internacional

Referendo para canábis recreativa com voto positivo do Ministro da Saúde

Published

on

A população da Nova Zelândia vota em 2020 um referendo que pretende legalizar em todo o país a canábis para fins recreativos. O ministro da saúde, que disse à TVNZ1 Q + A que “a proibição não funciona”, pretende votar a favor.

A população da Nova Zelândia prepara-se para decidir, em 2020, sobre a legalização da canábis para fins recreativos. Será o primeiro país a permitir a legalização da canábis por todo o país através do voto popular.

“O referendo é abordagem baseada na saúde dos consumidores de drogas, para minimizar os danos e tirar o controle dos grupos criminosos”, publicou o Ministro da Justiça em comunicado de imprensa.

O documento que será submetido a votação ainda não é conhecido, no entanto, irá conter os seguintes tópicos:

  • Idade mínima de 20 anos para usar e comprar canábis para fins recreativos;
  • Regulamentos e controlos no fornecimento comercial;
  • Opções limitadas de cultivo doméstico;
  • Um programa de educação pública;
  • Envolvimento das partes interessadas;

Ministro da Saúde vota a favor

Para o ministro da saúde neozelandês, os eleitores estão em condições de decidir se a canábis deverá ser legalizada para fins recreativos. referendo a ocorrer em simultâneo com as eleições gerais de 2020. 

“Provavelmente vou votar a favor”, disse o Dr. Clark. “Esta é uma questão de consciência, e não o faço como Ministro da Saúde.” Na “minha experiência a proibição não funciona” disse Clark, fundamentando que “já aconteceu antes com álcool nos EUA”.

O Ministro argumenta ainda que ”a qualidade da regulamentação da canábis para fins recreativos é a solução para garantir que a canábis não cai nas mãos erradas”.

 

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *