Connect with us

Nacional

Laboratório Militar abre pós-graduação em GMP para Canábis Medicinal

Publicado

em

Ouvir este artigo

O Laboratório Militar de Produtos Químicos e Farmacêuticos (LMPQF) vai realizar uma pós-graduação em GMP (Good Manufacturing Practices) para a indústria da Canábis Medicinal, em parceria com a Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa (FFUL) e a Associação para o Desenvolvimento do Ensino e Investigação em Microbiologia (ADEIM).

A formação tem início já no próximo mês de Setembro e decorre até 14 de Dezembro de 2019, destinando-se a detentores de grau académico em Ciências Farmacêuticas ou outras áreas das ciências da saúde e ciências da vida. Podem, no entanto, ser admitidos candidatos que não satisfaçam as condições referidas, mas cujo curriculum académico, científico ou profissional demonstre adequada preparação para a frequência da pós-graduação.

As inscrições estão abertas até final de Julho e as vagas são limitadas a 25 participantes.
A carga horária é de 117 horas, divididas em módulos a decorrer entre 20 de Setembro e 14 de Dezembro, no Laboratório Militar, na Avenida Dr. Alfredo Bensaúde, Olivais-Norte, em Lisboa, às Sextas-feiras das 15h00 às 21h00 e aos Sábados das 9h00 às 12h00.

A direcção do programa está a cargo de Rui Loureiro, Professor Universitário na FFUL, especialista em Farmacêutica Industrial e membro do Board European Health Futures Forum (EHFF), com a investigação actual focada nos sistemas de Gestão da Qualidade na Saúde e Gestão de Risco na Saúde.

“Com a Lei 33/2018, de 18 de julho, estabeleceu-se o quadro legal para a utilização de medicamentos, preparações e substâncias à base da planta da canábis para fins medicinais. Desta forma toda a cadeia de produção e desenvolvimento, desde o cultivo da planta à sua preparação e distribuição, deve ser monitorizada e controlada, para garantir que todos os produtos são produzidos de acordo com as boas práticas e requisitos aplicáveis, como a certificação GMP. Este imperativo cria assim novos desafios a todos os intervenientes no circuito farmacêutico e a presente pós-graduação tem como objetivo permitir a actualização prática aos participantes, bem como a projecção de futuros desenvolvimentos no sector da canábis em Portugal”, explicou Rui Loureiro ao CannaReporter.

A pós-graduação contará com os seguintes módulos:

  • Regulamentações comparadas (nacional, comunitárias e extra comunitárias, Diretiva 2001/83/EC, Diretiva 2003/94/EC, …)
  • GMP (Good Manufacturing Practices)
  • GACP (Good Agricultural and Collection Practices)
  • “GxP” aplicáveis
  • Logística Nacional e Internacional
  • Segurança das Tecnologias de Informação e Física
  • Sistemas de Gestão da Função Qualidade
  • Sistemas de Gestão de Risco
  • Instalações, equipamentos, materiais. recursos humanos, processos e fluxos
  • SOP construção gestão e controlo
  • Desafios específicos (microbiológicos, pesticidas, “metais pesados”, segurança, …)
  • Auditorias
  • Farmacovigilância, canábis e derivados
  • Desenvolvimento de medicamentos, preparações, substancias a base de canábis

A propina para frequência da pós-graduação é de 4.225 euros (mais IVA) e o pedido de inscrição deverá ser feito através deste formulário até 31 de Julho de 2019.

As inscrições aceites serão comunicadas entre 19 e 30 de Agosto de 2019.
Mais informações através do e-mail GxPcannabis@gmail.com.

 

____________________________________________________________________________________________________

[Aviso: Por favor, tenha em atenção que este texto foi originalmente escrito em Português e é traduzido para inglês e outros idiomas através de um tradutor automático. Algumas palavras podem diferir do original e podem verificar-se gralhas ou erros noutras línguas.]

____________________________________________________________________________________________________

O que fazes com 3€ por mês? Torna-te um dos nossos Patronos! Se acreditas que o Jornalismo independente sobre canábis é necessário, subscreve um dos níveis da nossa conta no Patreon e terás acesso a brindes únicos e conteúdos exclusivos. Se formos muitos, com pouco fazemos a diferença!

Licenciada em Jornalismo pela Universidade de Coimbra, Laura Ramos é Jornalista desde 1998, tendo desempenhado funções de redactora e repórter em vários meios de comunicação (RTP, Euronotícias, BiT, A Capital, Sábado, JN). Foi correspondente do Jornal de Notícias em Roma, Itália, em 2004/2005, altura em que fez uma pós-graduação em Fotografia Profissional no Istituto Europeo di Design de Roma. De 2006 a 2009 foi Assessora de Imprensa no Gabinete da Ministra da Educação e criou o arquivo fotográfico de street-art “O que diz Lisboa?”. Co-fundadora do jornal A Folha — Cultura Canábica para Adultos (2008) e da CannaPress (2017), Laura Ramos é actualmente Editora do CannaReporter e da Cannadouro Magazine, tendo realizado o documentário “Pacientes”, sobre os utilizadores de canábis medicinal em Portugal. Fundadora e directora de programa das conferências internacionais de cannabis medicinal PTMC - Portugal Medical Cannabis (2018), Laura integrou ainda a equipa de organização da primeira Pós-Graduação em GMP’s para Canábis Medicinal (2019), em parceria com o Laboratório Militar de Produtos Químicos e Farmacêuticos e a Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa.

1 Comment
Subscribe
Notify of

1 Comentário
Inline Feedbacks
View all comments
Carlos
2 anos atrás

Bom dia Canna Reporter.
Antes de publicar estes assunto devem esclarecer com as fontes LMPQF e FFUL do enquadramento a legalidade dos mesmos.

Publicidade


Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Comunicados de Imprensa2 dias atrás

Cannabis Europa recebe líderes europeus e norte-americanos em Londres para capitalizar o mercado europeu da canábis

A indústria norte-americana de canábis está a criar um movimento significativo através do Atlântico, à medida que os líderes deste...

Internacional5 dias atrás

Polícia alemã esclarece que não sugeriu consumo de canábis (em vez de álcool) aos adeptos ingleses do Euro 2024

A polícia de Gelsenkirchen, na Alemanha, foi citada numa notícia onde afirmou que as atenções estariam mais centradas nos adeptos...

Eventos6 dias atrás

Substâncias sintéticas ameaçam enorme sucesso da Mary Jane Berlin

Era expectável que esta edição da Mary Jane Berlin fosse a maior concentração de sempre da comunidade da canábis na...

Nacional1 semana atrás

ICAD promove inquérito europeu sobre consumo de drogas em Portugal

O Instituto para os Comportamentos Aditivos e as Dependências (ICAD) iniciou a 4ª edição do European Web Survey on Drugs...

Eventos1 semana atrás

Maren Krings, autora do livro “H is for Hemp”, apresenta documentário sobre a Ucrânia hoje, em Lisboa

Maren Krings, fotojornalista e autora do livro “H is for Hemp” está hoje em Lisboa para apresentar o seu novo...

Internacional1 semana atrás

EUA: Pediatra Bonni Goldstein lança petição contra a proibição de medicamentos de CBD natural na Califórnia

A pediatra norte-americana Bonni Goldstein está a alertar para a tentativa de proibição de medicamentos derivados de CBD natural na...

Internacional1 semana atrás

Europa tem quase 23 milhões de utilizadores de canábis, a mais consumida de todas as substâncias ilícitas

A canábis continua a ser, de longe, a substância ilícita mais consumida na Europa. Estas são as conclusões do “Relatório...

Eventos2 semanas atrás

Mary Jane celebra a cultura da canábis legal pela primeira vez na Alemanha

É já no próximo fim-de-semana, de 14  16 de Junho, que se realiza a já habitual Mary Jane, na Messe...

Eventos2 semanas atrás

CB Club reúne profissionais da canábis antecipando a Mary Jane, em Berlim

A antecipar a CB Expo (Cannabis Business Expo and Conference), que acontecerá em Dortmund, em Setembro, a CB Company vai...

Reportagem2 semanas atrás

África do Sul: a legalização de uma indústria que já prospera

Nas semanas que antecederam as eleições para Assembleia Geral na África do Sul, na passada quarta-feira, 29 de Maio, havia...