Connect with us

Internacional

Início do Projecto Piloto Holandês previsto para 2021

Publicado

em

Ouvir este artigo

A Holanda está a protagonizar uma reforma na legislação, confore noticiado em Abril de 2018. Um acordo foi alcançado para o projecto piloto de quatro anos. Segundo a legislação em vigor, a canábis pode ser vendida sem receita em cafés licenciados, mas é ilegal produzir e fornecer aos estabelecimentos comerciais.

A partir de 2021, as “coffeeshops” de 10 municípios serão abastecidas de forma legal, com canábis de alta qualidade de produtores devidamente licenciados, numa tentativa de reduzir a atividade do mercado negro.

Grandes cidades de fora da experiência

As autoridades decidiram que seria perigoso e oneroso, levar a cabo a experiência nas quatro maiores cidades, Amsterdão, Roterdão, Haia e Utrecht, que foram assim excluídas do projecto piloto. As cidades escolhidas são então Arnhem, Almere, Breda, Groningen, Heerlen, Hellevoetsluis, Maastricht, Nijmegen, Tilburg e Zaanstad.

O quadro legal Holandês, mais liberal no que toca à drogas, há muito que divide a opinião pública. Os cultivos de canábis continuam a ser um assunto delicado, pois o cultivo em casa para consumo pessoal é proibido num país associado à utilização pública e recreativa da canábis.

Regulamentar, para não se extinguir

Amesterdão é um importante destino turístico para os entusiastas da canábis, mas o país fecha os olhos para o abastecimento das “coffeeshops”. São ainda produtores ilícitos que  abastecem o mercado, ao passo que as autoridades ignoram estas transações. No entanto, as preocupações com as flutuações do mercado negro e com o encerramento de centenas de cafés na última década, o governo foi forçado a estudar um modelo para um mercado totalmente regulamentado, de forma a não perder as dezenas de milhões de euros gerados anualmente pelo turismo de canábis.

As cidades mostravam-se relutantes em envolver-se inicialmente no projecto piloto do governo, com preocupações de que qualquer fornecedor legítimo seria mais caro e afastaria os clientes. A experiência ocorrerá em 79 “coffeeshops”, que relatarão o sucesso de serem fornecidas pelos produtores legais entre 2021 e 2025. Se o julgamento resultar numa mudança positiva, o governo holandês tentará estendê-lo em todo o país e implementar uma lei totalmente legal. 

Ao anunciar a decisão, o ministro da Justiça Ferdinand Grapperhaus e o ministro da saúde Bruno Bruins disseram que a protecção do consumidor era a principal prioridade. A dupla acredita que o plano poderá acabar com a política “ilógica e inconsistente” que coloca as “coffeeshops” em contacto com fornecedores ilegais.

Os produtores licenciados têm contratos de exportação dispendiosos e atualmente não há indicação de preços que oferecerão aos cafés, que já alertaram que, se o custo da compra não for mantido, os consumidores irão simples e directamente ao mercado negro.

 

 

____________________________________________________________________________________________________

[Aviso: Por favor, tenha em atenção que este texto foi originalmente escrito em Português e é traduzido para inglês e outros idiomas através de um tradutor automático. Algumas palavras podem diferir do original e podem verificar-se gralhas ou erros noutras línguas.]

____________________________________________________________________________________________________

O que fazes com 3€ por mês? Torna-te um dos nossos Patronos! Se acreditas que o Jornalismo independente sobre canábis é necessário, subscreve um dos níveis da nossa conta no Patreon e terás acesso a brindes únicos e conteúdos exclusivos. Se formos muitos, com pouco fazemos a diferença!

+ posts

Sou um dos directores do CannaReporter, que fundei em conjunto com a Laura Ramos. Sou natural da inigualável Ilha da Madeira, onde resido actualmente. Enquanto estive em Lisboa na FCUL a estudar Engenharia Física, envolvi-me no panorama nacional do cânhamo e canábis tendo participado em várias associações, algumas das quais, ainda integro. Acompanho a industria mundial e sobretudo os avanços legislativos relativos às diversas utilizações da canábis.

Posso ser contactado pelo email joao.costa@cannareporter.eu

Clique aqui para comentar
Subscribe
Notify of

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade


Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Eventos1 semana atrás

CannaTrade regressa a Zurique de 24 a 26 de Maio

A CannaTrade – Feira e Festival Internacional do Cânhamo de Zurique atinge em 2024 a maioridade, celebrando a sua 18ª...

Comunicados de Imprensa2 semanas atrás

Grupo SOMAÍ e a sua subsidiária RPK Biopharma ampliam parceria com Cookies para incluir Europa e Reino Unido

LISBOA, PORTUGAL, 16 de maio de 2024 /EINPresswire.com/ — O Grupo SOMAÍ (“SOMAÍ”) e a sua subsidiária, RPK Biopharma expandiram...

Nacional2 semanas atrás

Portugal: Consumo estimado de CBD aumenta, apesar da proibição

O relatório “Cannabis in Portugal”, realizado pela Euromonitor International, divulgou os dados mais recentes sobre a indústria da canábis, os...

Nacional2 semanas atrás

“Canábis. Maldita e Maravilhosa”, de Margarita Cardoso de Meneses, chega às livrarias a 16 de Maio

Margarita Cardoso de Meneses, colaboradora do CannaReporter®, acaba de publicar o livro “Canábis. Maldita e Maravilhosa”, editado pela Oficina do...

Comunicados de Imprensa3 semanas atrás

Montemor-o-Velho: Detido por cultivo de canábis

O Comando Territorial de Coimbra, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) do Destacamento Territorial de Montemor-o-Velho, hoje, dia 9...

Eventos3 semanas atrás

PTMC – Portugal Medical Cannabis reúne indústria da canábis medicinal a 22 de Maio, em Lisboa

A PTMC – Portugal Medical Cannabis vai reunir os profissionais da indústria da canábis medicinal no próximo dia 22 de...

Corporações3 semanas atrás

EUA: MedMen declara falência com 400 milhões de dólares de dívidas

A gigante norte-americana da canábis MedMen entrou em colapso sob o peso da sua dívida, anunciando na semana passada que...

Notícias3 semanas atrás

Estudo revela que legalização da canábis não aumenta consumo de outras substâncias

Um dos argumentos mais usados contra a legalização da canábis para uso adulto ou recreativo tem sido a ideia de...

Cânhamo3 semanas atrás

Letónia: Hemp School, da Obelisk Farm, é finalista do Prémio EFT Green Skills 2024

A Obelisk Farm continua a ser reconhecida mundo fora pela sua abordagem sui generais à exploração do cânhamo industrial. O projecto familiar, que...

Eventos3 semanas atrás

EUA: CannMed 24 Innovation & Investment Summit regressa a Marco Island, na Florida, de 12 a 15 de Maio

É uma das mais importantes conferências científicas sobre a indústria da canábis medicinal e regressa a Marco Island, na Florida,...