Connect with us

Internacional

Itália: Supremo Tribunal aprova auto-cultivo de canábis

Publicado

em

Ouvir este artigo

O Supremo Tribunal de Justiça italiano acaba de tomar uma decisão histórica, ao aprovar o cultivo doméstico de canábis em pequena escala. O Tribunal decretou que o crime de cultivar canábis deverá excluir “pequenas quantidades cultivadas internamente para uso exclusivo do produtor”. A decisão já desencadeou revolta no seio dos partidos políticos mais conservadores do país. 

A decisão foi tomada a 19 de Dezembro, mas passou despercebida até esta quinta-feira, dia 26, quando a notícia foi finalmente avançada pela Agência de notícias italiana ANSA e imediatamente reproduzida pela Reuters e outros meios de comunicação internacionais.

A notícia iniciou imediatamente um aceso debate político sobre o uso de canábis em Itália, com os conservadores a manifestarem-se contra e os políticos mais progressistas a regozijar com o avanço da lei. Enquanto que o M5S favorece uma abordagem mais liberal da canábis, os partidos de centro-esquerda são mais cautelosos, assumindo-se a direita manifestamente contra qualquer tipo de legalização da canábis.

Matteo Mantero, senador do Movimento 5 Estrelas (M5S), manifestou a sua satisfação perante a legalização do auto-cultivo: “Mais uma vez, a jurisprudência toma o lugar de um legislador cobarde. O Tribunal liderou o caminho, agora cabe a nós. Até esta sentença histórica, comprar canábis a um traficante, alimentando crimes e colocando a saúde em risco com produtos duvidosos, não era crime, enquanto que o cultivo de algumas plantas em casa para uso pessoal poderia custar penas de prisão”.

Mantero apresentou uma emenda ao orçamento italiano de 2020, pedindo a legalização e a regulamentação do uso doméstico de canábis, mas foi declarada “inadmissível” pelo presidente do Senado do partido conservador Forza Italia, de Silvio Berlusconi.

“As drogas causam danos, esqueçam cultivá-las ou comprá-las em lojas”, disse Matteo Salvini, líder do Partido da Liga de direita em comunicado, divulgado na sexta-feira, referindo-se às lojas que vendem “canábis light” em Itália.

Maurizio Gasparri, senador da Forza Italia e aliado da Liga, disse mesmo que a primeira lei que aprovaria se chegasse ao poder seria “cancelar o veredicto absurdo do Tribunal”.

Numa tentativa fracassada de desencadear eleições antecipadas, Matteo Salvini, que foi ministro do Interior até deixar o governo em Agosto, tentou fechar as lojas legais de canábis light.

O comércio dos derivados de canábis prosperou nos últimos três anos em Itália sob a legislação de 2016, permitindo a venda de canábis com um teor máximo de THC de 0,5%.
_______________________________________________________________

Foto de destaque: Esteban Lopez , Unsplash

 

____________________________________________________________________________________________________

[Aviso: Por favor, tenha em atenção que este texto foi originalmente escrito em Português e é traduzido para inglês e outros idiomas através de um tradutor automático. Algumas palavras podem diferir do original e podem verificar-se gralhas ou erros noutras línguas.]

____________________________________________________________________________________________________

O que fazes com 3€ por mês? Torna-te um dos nossos Patronos! Se acreditas que o Jornalismo independente sobre canábis é necessário, subscreve um dos níveis da nossa conta no Patreon e terás acesso a brindes únicos e conteúdos exclusivos. Se formos muitos, com pouco fazemos a diferença!

Clique aqui para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade


Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Internacional3 dias atrás

Utilizadores regulares de canábis podem necessitar de mais anestesia durante procedimentos médicos

Os utilizadores regulares de canábis podem necessitar de mais anestesia durante os procedimentos médicos para permanecerem sedados, se comparados com...

Internacional4 dias atrás

O futuro do CBD no Japão: Como as reformas legais irão moldar o mercado

No final do ano passado, o Japão deu um grande passo em direcção à reforma da canábis depois de aprovar...

Nacional5 dias atrás

Portugal: GreenBe Pharma obtém certificação EuGMP nas instalações de Elvas

A GreenBe Pharma, uma empresa de canábis medicinal localizada em Elvas, Portugal, obteve a certificação EU-GMP, ao abrigo dos regulamentos...

Nacional1 semana atrás

Álvaro Covões, da Everything is New, compra instalações da Clever Leaves no Alentejo por 1.4 milhões de euros

Álvaro Covões, fundador e CEO da agência promotora de espectáculos ‘Everything is New‘, que organiza um dos maiores festivais de...

Eventos1 semana atrás

ICBC regressa a Berlin a 16 e 17 de Abril

É uma das maiores e mais reconhecidas conferências de B2B sobre canábis da Europa e regressa a Berlim já nos...

Internacional2 semanas atrás

A legalização da canábis na Alemanha vista pelos olhos do hacker que criou um mapa essencial

Um hacker de Koblenz, uma cidade do estado da Renânia-Palatinado, criou um mapa com os locais onde, a partir de...

Nacional2 semanas atrás

André Ventura diz que quer “Limpar toda a canábis de Portugal”

André Ventura, o conhecido líder do partido político português de extrema-direita, Chega, disse que quer “limpar toda a canábis de...

Internacional2 semanas atrás

EUA: Kamala Harris diz que classificação actual da canábis é “absurda” e “manifestamente injusta”

A vice-presidente dos Estados Unidos da América (EUA), Kamala Harris, defendeu na semana passada a desclassificação da canábis na tabela...

Eventos2 semanas atrás

EVO NXT: Festival de Produtos da Próxima Geração regressa a Málaga. Canábis estará em destaque

A 2ª edição do Festival de Negócios para os Produtos da Próxima Geração, EVO NXT, regressa a Málaga já na...

Internacional3 semanas atrás

É oficial: Alemanha é o terceiro país da Europa a legalizar o uso recreativo de canábis

O Bundesrat aprovou hoje, sexta-feira, o projecto de lei para regulamentar a utilização de canábis para fins recreativos no país....