Connect with us
Publicidade
Publicidade

Nacional

Portugal: “A utilização de CBD para fins medicinais requer autorização do INFARMED”

Publicado

em

A recente decisão do Tribunal de Justiça da União Europeia (TJUE) em relação ao CBD fez antever mudanças estruturais nos mercados europeus e no estatuto legal desta substância, ao sentenciar que os estados-membros não podem proibir a comercialização de CBD. Como será o futuro desta indústria na Europa? E em Portugal, muda alguma coisa ou não?

O Cannareporter questionou o INFARMED — Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde I.P., sobre esta decisão do TJUE e obteve a seguinte resposta do Gabinete de Canábis Medicinal. Para já, e enquanto não houver uma decisão de reclassificação da canábis e do CBD na 63ª Sessão da CND — Convenção de Drogas e Narcóticos da ONU (Organização das Nações Unidas) o CBD continua sujeito a autorização do INFARMED. Mas a Autoridade Nacional do Medicamento admite mudar o estatuto do CBD, caso seja esse o resultado da votação, e implementar a decisão da CND. A 63ª sessão da CND decorre em Viena, na Áustria, de 2 a 4 de Dezembro de 2020. 

“A utilização do CBD ou de qualquer substância derivada de canábis para fins medicinais requer autorização do INFARMED. O estatuto do CBD enquanto substância controlada decorre das Convenções das Nações Unidas, ratificadas pelo Estado Português.

Efetivamente qualquer decisão superior que altere as definições legais das substâncias reguladas pelo Infarmed, no nosso país, terá a nossa melhor atenção, no sentido de ajustarmos a nossa realidade ao estipulado, cumprindo assim com as obrigações legais como temos feito.

Adicionalmente e como é do conhecimento público, encontram-se em discussão na Convenção de Estupefacientes das Nações Unidas (CND), várias recomendações da Organização Mundial de Saúde, entre as quais a recomendação de excecionar o CBD do âmbito da Tabela I do Convenção Única das Nações Unidas de 1961. Encontramo-nos a aguardar a decisão do CND sobre esta e as outras recomendações da OMS neste âmbito, e em função da decisão que vier a ser tomada o INFARMED adotará as diligências necessárias com vista à implementação da decisão”.
____________________________________________________________________________
Foto de Destaque: D.R.

Clique aqui para comentar
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade

Mais recentes

internacional1 dia atrás

Zimbabwe: Presidente pede 27 milhões de canábis medicinal à Swiss Biocieuticals

O Presidente do Zimbabwe, Emmerson Mnangagwa, comissionou a empresa de canábis medicinal Swiss Biocieuticals a produzir cerca de 27 milhões de...

Opinião5 dias atrás

A canábis pode ajudar a estudar?

No mundo contemporâneo, entrar na Universidade tornou-se sinónimo de “futuro”, ao mesmo tempo que também se podem viver as primeiras experiências...

internacional1 semana atrás

Tailândia: Ministro da Saúde quer oferecer um milhão de plantas de canábis à população

O Ministro da Saúde Pública da Tailândia, Anutin Charnvirakul, surpreendeu, mais uma vez, o mundo, ao anunciar que quer oferecer...

Opinião1 semana atrás

O papel da Enfermagem no cuidado ao paciente submetido a tratamento com canabinóides

Hoje, dia 12 de Maio, assinala-se o Dia Mundial do Enfermeiro. De acordo com o código ético e deontológico de...

Opinião1 semana atrás

Legalização da canábis em Nova York: Equidade social e económica no licenciamento e extinção de condenaçãoCannabis Legalization in New York: Social & Economic Equity Licensing and Conviction Expungement

A aplicação draconiana anti-canábis, perseguida ao longo dos anos nos Estados Unidos, é uma das coisas mais insanas que uma...

Dá-me música!2 semanas atrás

Playlist da Canábis: #2 – Peter Tosh – “Legalize it”

A pedido dos leitores – porque também vos ouvimos – a seguinte entrada na nossa playlist é o hino pró-legalização...

Eventos2 semanas atrás

PTMC – Portugal Medical Cannabis regressa em 2022 a Lisboa e à Madeira

A PTMC – Portugal Medical Cannabis está de volta! Lisboa – 16 e 17 de Junho – Auditório dos Contabilistas...

internacional2 semanas atrás

Alemanha: Ministro da Saúde vai avançar com a legalização do uso adulto de canábis

O Ministro da Saúde alemão, Karl Lauterbach, anunciou ontem novas medidas sobre a assistência médica na Alemanha, onde incluiu a...

Entrevistas2 semanas atrás

Tej Virk tem uma mensagem para o Governo Português: “Legalizem antes da Alemanha!”

Tej Virk, CEO da Akanda Corporation, que recentemente adquiriu a portuguesa Holigen por 26 milhões de euros, ganhou reputação no espaço global...

internacional3 semanas atrás

Depois da Itália, Curaleaf obtém licença para medicamentos à base de extractos de canábis em Malta

A Curaleaf International obteve licença para uma linha de medicamentos à base de extractos de canábis em Malta. A gama de...

Publicidade