Connect with us
Publicidade
Publicidade

Internacional

Macedónia do Norte prepara-se para legalizar o uso recreativo de canábis

Publicado

em

Photo by David Gabrić on Unsplash

A Macedónia do Norte prepara-se para se tornar o primeiro país dos Balcãs a permitir o uso recreativo de canábis,  de acordo com o jornal BalkanInsight. O primeiro-ministro, Zoran Zaev, disse na sexta-feira que o governo pretende adoptar um modelo semelhante ao holandês em Amesterdão, com autorização de consumo em bares, hotéis e outros pontos turísticos nas cidades mais visitadas do país, como Skopje ou Ohrid.

“A ideia é permitir o consumo de maconha em cafés, tanto nos existentes como nos novos, e em locais turísticos, incluindo Skopje, desde que respeitem certas normas de ventilação, provem a origem da canábis e assim por diante”, disse Zaev ao Deutsche Welle.

O primeiro-ministro disse que esta medida faz parte do pacote de medidas planeadas pelo governo para estimular a economia, que foi duramente atingida pela crise de saúde da pandemia.

Zaev, que nos últimos dois anos prometeu um debate público sobre o assunto, alertou que seu governo social-democrata ainda não tomou uma decisão final e insiste que, se a maioria do país rejeitar a proposta, ele está pronto para se retirar.

Canábis Medicinal já é legal na Macedónia e o CBD do cânhamo é autorizado

A Macedônia do Norte já permite que a canábis para uso medicinal seja vendida em farmácias desde 2016 e desde então, os produtores legais de canábis começaram a trabalhar, não sem críticas de algumas ONGs pró-canábis de que a lei foi moldada para proibir os pequenos empresários de entrar no negócio, permitindo apenas aos maiores investidores lucrarem.

Actualmente, apenas os médicos podem prescrever o medicamento para cancros específicos, epilepsia, esclerose múltipla e HIV. No entanto, é possível comercializar livremente o óleo de cânhamo com teor de THC inferior a 0,2%. O país agora está a recorrer às vendas das empresas do cânhamo com fins económicos, para reduzir o desemprego e ajudar a indústria. Isto significa que os medicamentos de canábis com teor de THC inferior a 0,2% estão agora disponíveis e podem ser adquiridos nas farmácias.

No entanto, o país não descriminalizou totalmente o uso de canábis. Na quinta-feira, o ministro da Justiça, Bojan Maricic, disse que seria positivo iniciar um debate público sobre a descriminalização total, no qual especialistas e o sector de ONGs deveriam partilhar opiniões.

“Uma regulamentação de qualidade nessa área pode trazer vários benefícios para o país, como regular o comércio de canábis, dissuadir a criminalidade e, claro, benefícios económicos, principalmente no turismo e hotelaria”, disse Maricic.

Também a Croácia, no início deste ano, elaborou uma lei sobre a legalização total da canábis para fins medicinais e recreativos. O projecto encontra-se em fase de debate público.

Clique aqui para comentar
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade
Publicidade

Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Internacional8 horas atrás

Como vão funcionar as associações de canábis em Malta?

A Autoridade para o Uso Responsável de Canábis (ARUC), entidade Maltesa com responsabilidade na regulamentação da indústria legal e recreativa...

Corporações8 horas atrás

Organigram notificada pela Nasdaq por falhar valor mínimo de negociação

A Organigram Holdings Inc. foi notificada pela Nasdaq de que terá até ao próximo mês de Julho para atingir o...

Cânhamo1 dia atrás

EUA: FDA recusa regulamentar CBD devido a preocupações de segurança

A Food and Drug Administration (FDA) rejeitou iniciar o processo de regulamentação do CBD em produtos alimentares, por não considerar...

Internacional1 dia atrás

Hong Kong: Proibição do CBD entra em vigor a 1 de Fevereiro, com multas milionárias e penas de prisão perpétua

Hong Kong vai classificar oficialmente o Canabidiol (CBD) como uma “droga perigosa” já a partir desta quarta-feira, 1 de Fevereiro,  e...

Internacional4 dias atrás

Japão dá passos para legalizar o uso medicinal de canábis

O governo do Japão está a considerar uma revisão da sua Lei de Controlo da Canábis, que permitiria o uso...

Comunicados de Imprensa5 dias atrás

EUA: Curaleaf encerra operações na Califórnia, Colorado e Oregon

A Curaleaf Holdings anunciou hoje em comunicado de Imprensa o encerramento proactivo da maioria das suas operações na Califórnia, Colorado...

Corporações5 dias atrás

Bedrocan expande produção de canábis medicinal para a Dinamarca

O produtor holandês de canábis medicinal Bedrocan vai abrir uma nova instalação na Dinamarca, de forma a responder à procura...

Internacional5 dias atrás

Malta: Registo para obter licenças de canábis inicia a 28 de Fevereiro

Já passou quase um ano desde que Malta aprovou a legislação para regulamentar o uso adulto da canábis, permitindo a posse...

Internacional6 dias atrás

França dá um passo em frente na legalização da canábis

O Conselho Económico, Social e Ambiental (Cese) de França propôs uma “legalização supervisionada” da canábis, num esforço para “ser orientado...

Comunicados de Imprensa6 dias atrás

Suíça: Linnea obtém licença para produção e exportação de API’s com alto teor de THC

A Linnea SA obteve a licença de narcóticos da Swissmedic, a equivalente suíça ao Infarmed I.P., tornando-a numa das primeiras...