Connect with us
Publicidade
Publicidade

internacional

Macedónia do Norte prepara-se para legalizar o uso recreativo de canábis

Publicado

em

Photo by David Gabrić on Unsplash

A Macedónia do Norte prepara-se para se tornar o primeiro país dos Balcãs a permitir o uso recreativo de canábis,  de acordo com o jornal BalkanInsight. O primeiro-ministro, Zoran Zaev, disse na sexta-feira que o governo pretende adoptar um modelo semelhante ao holandês em Amesterdão, com autorização de consumo em bares, hotéis e outros pontos turísticos nas cidades mais visitadas do país, como Skopje ou Ohrid.

“A ideia é permitir o consumo de maconha em cafés, tanto nos existentes como nos novos, e em locais turísticos, incluindo Skopje, desde que respeitem certas normas de ventilação, provem a origem da canábis e assim por diante”, disse Zaev ao Deutsche Welle.

O primeiro-ministro disse que esta medida faz parte do pacote de medidas planeadas pelo governo para estimular a economia, que foi duramente atingida pela crise de saúde da pandemia.

Zaev, que nos últimos dois anos prometeu um debate público sobre o assunto, alertou que seu governo social-democrata ainda não tomou uma decisão final e insiste que, se a maioria do país rejeitar a proposta, ele está pronto para se retirar.

Canábis Medicinal já é legal na Macedónia e o CBD do cânhamo é autorizado

A Macedônia do Norte já permite que a canábis para uso medicinal seja vendida em farmácias desde 2016 e desde então, os produtores legais de canábis começaram a trabalhar, não sem críticas de algumas ONGs pró-canábis de que a lei foi moldada para proibir os pequenos empresários de entrar no negócio, permitindo apenas aos maiores investidores lucrarem.

Actualmente, apenas os médicos podem prescrever o medicamento para cancros específicos, epilepsia, esclerose múltipla e HIV. No entanto, é possível comercializar livremente o óleo de cânhamo com teor de THC inferior a 0,2%. O país agora está a recorrer às vendas das empresas do cânhamo com fins económicos, para reduzir o desemprego e ajudar a indústria. Isto significa que os medicamentos de canábis com teor de THC inferior a 0,2% estão agora disponíveis e podem ser adquiridos nas farmácias.

No entanto, o país não descriminalizou totalmente o uso de canábis. Na quinta-feira, o ministro da Justiça, Bojan Maricic, disse que seria positivo iniciar um debate público sobre a descriminalização total, no qual especialistas e o sector de ONGs deveriam partilhar opiniões.

“Uma regulamentação de qualidade nessa área pode trazer vários benefícios para o país, como regular o comércio de canábis, dissuadir a criminalidade e, claro, benefícios económicos, principalmente no turismo e hotelaria”, disse Maricic.

Também a Croácia, no início deste ano, elaborou uma lei sobre a legalização total da canábis para fins medicinais e recreativos. O projecto encontra-se em fase de debate público.

Clique aqui para comentar
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade

Mais recentes

internacional1 dia atrás

Zimbabwe: Presidente pede 27 milhões de canábis medicinal à Swiss Biocieuticals

O Presidente do Zimbabwe, Emmerson Mnangagwa, comissionou a empresa de canábis medicinal Swiss Biocieuticals a produzir cerca de 27 milhões de...

Opinião5 dias atrás

A canábis pode ajudar a estudar?

No mundo contemporâneo, entrar na Universidade tornou-se sinónimo de “futuro”, ao mesmo tempo que também se podem viver as primeiras experiências...

internacional1 semana atrás

Tailândia: Ministro da Saúde quer oferecer um milhão de plantas de canábis à população

O Ministro da Saúde Pública da Tailândia, Anutin Charnvirakul, surpreendeu, mais uma vez, o mundo, ao anunciar que quer oferecer...

Opinião1 semana atrás

O papel da Enfermagem no cuidado ao paciente submetido a tratamento com canabinóides

Hoje, dia 12 de Maio, assinala-se o Dia Mundial do Enfermeiro. De acordo com o código ético e deontológico de...

Opinião1 semana atrás

Legalização da canábis em Nova York: Equidade social e económica no licenciamento e extinção de condenaçãoCannabis Legalization in New York: Social & Economic Equity Licensing and Conviction Expungement

A aplicação draconiana anti-canábis, perseguida ao longo dos anos nos Estados Unidos, é uma das coisas mais insanas que uma...

Dá-me música!2 semanas atrás

Playlist da Canábis: #2 – Peter Tosh – “Legalize it”

A pedido dos leitores – porque também vos ouvimos – a seguinte entrada na nossa playlist é o hino pró-legalização...

Eventos2 semanas atrás

PTMC – Portugal Medical Cannabis regressa em 2022 a Lisboa e à Madeira

A PTMC – Portugal Medical Cannabis está de volta! Lisboa – 16 e 17 de Junho – Auditório dos Contabilistas...

internacional2 semanas atrás

Alemanha: Ministro da Saúde vai avançar com a legalização do uso adulto de canábis

O Ministro da Saúde alemão, Karl Lauterbach, anunciou ontem novas medidas sobre a assistência médica na Alemanha, onde incluiu a...

Entrevistas2 semanas atrás

Tej Virk tem uma mensagem para o Governo Português: “Legalizem antes da Alemanha!”

Tej Virk, CEO da Akanda Corporation, que recentemente adquiriu a portuguesa Holigen por 26 milhões de euros, ganhou reputação no espaço global...

internacional3 semanas atrás

Depois da Itália, Curaleaf obtém licença para medicamentos à base de extractos de canábis em Malta

A Curaleaf International obteve licença para uma linha de medicamentos à base de extractos de canábis em Malta. A gama de...

Publicidade