Connect with us

internacional

Brasil: Cannabis Thinking 2.0 debate cultivo regulamentado da canábis

Laura Ramos

Published

on

Começa hoje a segunda edição do Cannabis Thinking, uma série de palestras organizadas no Brasil pela The Green Hub, que pretendem lançar o debate sobre o direito ao cultivo de canábis no Brasil. Ao estilo das TED Talks, a Cannabis Thinking 2.0 conta com conteúdos exclusivos de especialistas e profissionais qualificados na área da canábis a nível mundial, com uma abordagem baseada em dados, referências e conhecimento. 

Steve de Angelo, Mara Gordon, Dustin Sulak ou Sandra Carrillo, são alguns dos participantes desta edição, que devido à pandemia estará disponível numa plataforma inteiramente digital. A programação inclui palestras de diversos temas ligados à indústria legal da canábis, com uma abordagem construtiva para inspirar debates e descortinar novas soluções para o Brasil a partir do cultivo da planta.

A equipa da The Green Hub. Da esquerda para a direita: Marcelo Grecco, Diretor de Negócios – Damaris Ribeiro, Assistente Executiva – Alex Lucena, Head de Inovação e Marcel Grecco, CEO

As palestras estão disponíveis a partir de hoje, 1 de Dezembro de 2020, com acesso ao website por meio de assinatura, no valor de 99,90 reais brasileiros (cerca de 15,50 euros), com acesso ilimitado aos conteúdos durante três meses. Aqui serão disponibilizadas as apresentações em estreia de especialistas e profissionais qualificados no mercado de Canábis a nível internacional, com uma dinâmica similar ao formato TED Talks.

Os vídeos têm cerca de 15 minutos, mantendo o espírito criativo e inovador da The Green Hub, uma consultora brasileira e aceleradora de start-ups com foco específico no mercado da canábis, responsável pela realização do Cannabis Thinking. Com a iniciativa, a empresa disponibiliza informações de qualidade, contribuindo tanto na tomada de decisões quanto na construção do ecossistema produtivo para este setor. Serão mais de 20 palestrantes internacionais e do Brasil.

O corpo de speakers internacionais conta com:

  • Steve DeAngelo, reconhecido mundialmente como pai da indústria legal da cannabis nos Estados Unidos e também pelo ativismo a favor da reforma e legalização da cannabis;
  • Sebastian Marroquin, nascido Juan Escobar, mudou de nome após a morte de seu pai, Pablo Escobar. Ele é arquiteto e escritor. Atua como pacificador com o intuito de provocar no público uma reflexão para as circunstâncias que levam o surgimento de pessoas como seu pai;
  • Juan Manuel Galán, filho do candidato à presidência Luis Carlos Galán, assassinado a mando do Pablo Escobar. Dedica sua vida à política. Eleito Senador, luta pela descriminalização de drogas e se posiciona contra a guerra às drogas;
  • Dustin Sulak, norte-americano pioneiro da medicina integrativa com foco em osteopatia e cannabis. Ele é fundador da Integr8 Health, no Maine (EUA);
  • Sandra Carrillo, médica colombiana especialista no uso medicinal da cannabis e no sistema endocanabinóide. Ela é presidente da Associação Médica Colombiana de Cannabis Medicinal;
  • Saul Kaye, fundador da iCAN e empreendedor engajado na construção e desenvolvimento do ecossistema de cannabis em Israel;
  • Sibusiso Xaba, co-fundador e CEO da Africa Cannabis Advisory Group (ACA Group) e especialista em mercado de capitais, derivativos financeiros, captação de recursos de capital de risco e gerenciamento de portfólio;
  • Tseli Khiba, advogada atuante na indústria de cannabis do Lesoto, nomeada para o Comitê de Especialistas em Cannabis da União Africana;
  • Mara Gordon, defensora, empresária e pesquisadora da cannabis, criou regimes de dosagem terapêutica para pacientes em todo o mundo;
  • Luis Armendariz, advogado de negócios e transações transfronteiriças, representa clientes mexicanos e estrangeiros que investem no México;
  • Andrew Freedman, primeiro diretor de Coordenação de Cannabis do Estado do Colorado (EUA);
  • Facundo Alvarez, médico especialista no uso e aplicação de fitocanabinoides na prática clínica. Co-fundador e Vice-presidente da CANNAMERICA (organização dedicada à divulgação e informação sobre Cannabis Medicinal e Política de Drogas).

Entre os palestrantes brasileiros estão:

  • Altair Lira, coordenador técnico e gestor de Projetos da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. É mestre em Saúde Coletiva e bacharel em Ciências Sociais, com ênfase em Antropologia da Saúde;
  • Fabrício Pamplona, cientista e empreendedor, já atuou como pesquisador convidado do Instituto de Psiquiatria Max Planck, na Alemanha e é pesquisador do Instituto D’Or de Pesquisa e Inovação;
  • Luciano Ducci, médico e deputado federal;
  • Marilia Zaluar, doutora em Ciências Biológicas, é membro da Sociedade Internacional de Pesquisa Canabinoide e da Associação Internacional para a Cannabis Medicinal. Também faz parte do Comitê Científico da aliança brasileira de pacientes em uso de cannabis medicinal Ama-me;
  • Rose Gracie, empresária e neta do grão-mestre Helio Gracie. Está em campanha para o uso da cannabis por atletas que sofrem da chamada síndrome do pugilista.
  • Pedro Pierro, neurocirurgião funcional e diretor Médico do Centro de Excelência Canabinóide, foi um dos primeiros médicos a preescreve medicamentos à base de cannabis no Brasil;
  • Viviane Sedola, fundadora e CEO do Dr. Cannabis, foi eleita uma das 50 mulheres mais importantes do mundo canábico pela High Times, em 2019;
  • Cida Carvalho, presidente da Associação de Cannabis e Saúde – A Cultive e ativista pelos direitos de acesso pleno à saúde por meio do autocultivo de cannabis;
  • Patricia Montagner, médica com experiência nas áreas de medicina geral, medicina de urgência, neurointensivismo e neurologia;
  • Rede Reforma, associação de fins não econômicos atuante pelas reformas de leis e políticas sobre drogas.

Start-ups

A Cannabis Thinking 2.0 também contará com Pitch Sessions para apresentação de cinco start-ups aceleradas pela The Green Hub – Centro de Excelência Canabinóide, Cannapag Bank, Jamba Estúdios, Reset e Instituto de Pesquisas Sociais e Econômicas da Cannabis (Ipsec). Essa seção também dará espaço para mais de 25 projetos selecionados em chamada de start-ups, realizada pela The Green Hub entre setembro e novembro, com o objetivo de encontrar soluções criativas e inovadoras para o mercado nacional da cannabis.

Outro destaque, ainda no Pitch Sessions, fica por conta do espaço concedido às associações que atuam no mercado de cannabis, incluindo Associacão Brasileira de Cannabis Medicinal (Abracam), Santa Cannabis, Associação de Apoio à Pesquisa e a Pacientes de Cannabis Medicinal (Apepi) e Abrace Esperança.

De acordo com Alex Lucena, Head de Inovação da The Green Hub, o mercado legal da cannabis está em franco desenvolvimento em todo o mundo. “As perspectivas de crescimento e lucro são grandes, mas os desafios não ficam atrás. Nesse cenário de estruturação, faz toda a diferença contar com o evento, que reúne um poderoso conjunto de especialistas, com informações de qualidade e exemplos práticos de novos negócios”, destaca.

A realização do evento conta com patrocínio de Entourage, Centro de Excelência Canabinóide (CEC), Merck Life Science, Merse, Buchi, Huber, Memmert, Heidolph, Abrão Filho, Clínica Gravital, MJBizDaily e Flowermind. Além disso, tem apoio de Civi-Co, The Arcview-Group, Harborside, Dr. Cannabis, Steep Hill, Last Prisoner Project, USA CBD Expo, WNTC, OnixCann, Sechat, Humanitas360, Senai e MJBIz.

Sobre a The Green Hub

Nascida em dezembro de 2017, é a primeira plataforma brasileira especializada em tecnologia e inovação com foco na Cannabis Medicinal. A sua proposta é actuar como hub voltado para pesquisa, educação e conexão entre empreendedores, inovadores, sector corporativo, academias, associações, governo e investidores para o universo da Cannabis.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *