Connect with us
Publicidade
Publicidade

Nacional

Universidade Católica debate o futuro da regulamentação da canábis

Publicado

em

A Universidade Católica Portuguesa, através da Católica Global School of Law, promove no próximo dia 16 de Dezembro uma conferência online dedicada ao Futuro da Regulamentação da Canábis. The Future of Cannabis Regulation: a global conversation around the most recent events in the UN, US, and EU incidirá numa perspectiva mais académica, de reflexão e antevisão do ponto de vista do direito internacional e da política de drogas, em face dos acontecimentos dos últimos meses. 

O debate está a ser organizado pelo Professor Gonçalo Saraiva Matias, advogado e reitor da Católica Global School of Law, e pelo advogado e professor universitário João Taborda da Gama. Para além dos organizadores, a conferência conta ainda com a participação de Dan Rodriguez, professor de Direito na Northwestern University, Kasia Malinowska, diretora do Open Society Global Drug Policy Program, da Open Society Foundation, e Marie Sanchez, advogada na Nooa Avocats em Paris.

Alguns dos tópicos a ser analisados incluem:

  • a recente decisão da ONU em remover a cannabis da lista do Anexo IV da Convenção sobre Drogas e Narcóticos e os seus efeitos para pacientes e para a indústria da canábis medicinal;
  • os impactos das eleições norte-americanas e o que esperar do novo Presidente Joe Biden, e do Congresso;
  • o sentido e alcance da decisão do Tribunal de Justiça da União Europeia (caso Kanavape) e da posição da Comissão Europeia relativamente ao CBD;
  • os desafios de justiça social colocados pela regulamentação da cannabis  no seu uso responsável por adultos.

A conferência será em inglês e o acesso é gratuito.

Clique aqui para comentar
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade
Publicidade

Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Internacional6 horas atrás

Como vão funcionar as associações de canábis em Malta?

A Autoridade para o Uso Responsável de Canábis (ARUC), entidade Maltesa com responsabilidade na regulamentação da indústria legal e recreativa...

Corporações7 horas atrás

Organigram notificada pela Nasdaq por falhar valor mínimo de negociação

A Organigram Holdings Inc. foi notificada pela Nasdaq de que terá até ao próximo mês de Julho para atingir o...

Cânhamo1 dia atrás

EUA: FDA recusa regulamentar CBD devido a preocupações de segurança

A Food and Drug Administration (FDA) rejeitou iniciar o processo de regulamentação do CBD em produtos alimentares, por não considerar...

Internacional1 dia atrás

Hong Kong: Proibição do CBD entra em vigor a 1 de Fevereiro, com multas milionárias e penas de prisão perpétua

Hong Kong vai classificar oficialmente o Canabidiol (CBD) como uma “droga perigosa” já a partir desta quarta-feira, 1 de Fevereiro,  e...

Internacional4 dias atrás

Japão dá passos para legalizar o uso medicinal de canábis

O governo do Japão está a considerar uma revisão da sua Lei de Controlo da Canábis, que permitiria o uso...

Comunicados de Imprensa5 dias atrás

EUA: Curaleaf encerra operações na Califórnia, Colorado e Oregon

A Curaleaf Holdings anunciou hoje em comunicado de Imprensa o encerramento proactivo da maioria das suas operações na Califórnia, Colorado...

Corporações5 dias atrás

Bedrocan expande produção de canábis medicinal para a Dinamarca

O produtor holandês de canábis medicinal Bedrocan vai abrir uma nova instalação na Dinamarca, de forma a responder à procura...

Internacional5 dias atrás

Malta: Registo para obter licenças de canábis inicia a 28 de Fevereiro

Já passou quase um ano desde que Malta aprovou a legislação para regulamentar o uso adulto da canábis, permitindo a posse...

Internacional6 dias atrás

França dá um passo em frente na legalização da canábis

O Conselho Económico, Social e Ambiental (Cese) de França propôs uma “legalização supervisionada” da canábis, num esforço para “ser orientado...

Comunicados de Imprensa6 dias atrás

Suíça: Linnea obtém licença para produção e exportação de API’s com alto teor de THC

A Linnea SA obteve a licença de narcóticos da Swissmedic, a equivalente suíça ao Infarmed I.P., tornando-a numa das primeiras...