Connect with us
Publicidade
Publicidade

Internacional

Jay-Z é a mais recente celebridade a lançar-se no negócio da canábis

Publicado

em

Foto: D.R. | Greencamp

O rapper e empresário Jay-Z lançou a sua própria marca de canábis, a Monogram, em parceria com a Caliva, uma empresa sediada na Califórnia que já tinha contratado a celebridade como chefe de estratégia da marca no ano passado.

Em Novembro, a Subversive Capital Acquisition Corp. – a maior empresa de aquisição especial de canábis da história – concordou em adquirir a Caliva e outra empresa de canábis da Califórnia, a Left Coast Ventures, para formar uma nova entidade chamada The Parent Company.

O presidente da Subversive Capital, Michael Auerbach, disse à CNBC que espera que a influência do empresário musical gere grande interesse nas suas acções e produtos. “Certamente que Jay-Z e a afiliação com a Roc Nation vão chamar a atenção para a nossa empresa e para as nossas acções”, disse Auerbach. “Esperamos que haja muita procura do nosso nome por causa desse relacionamento.”

Jay-Z assumirá uma função de liderança executiva na The Parent Co., guiando a estratégia da marca como seu director estratégico, ao mesmo tempo que lidera o fundo Social Equity Ventures da empresa, que visa investir em negócios de canábis propriedade de negros e minorias.

A transação SPAC está prevista para ser concluída em Janeiro de 2021. As acções serão negociadas na NEO Exchange, no Canadá, e estarão disponíveis para investidores dos EUA.

“Criei a Monogram para dar à canábis o respeito que ela merece”

“A Monogram marca um novo capítulo na canábis, definido por dignidade, cuidado e consistência. É um esforço colectivo para trazer o melhor e uma busca humilde para descobrir o que o melhor realmente significa ”, destaca o site da Monogram.

4 gramas de flor de canábis com 34% de THC custam 70 dólares, na loja online da Monogram

A canábis é cultivada na principal instalação de cultivo da The Parent Company em San Jose, Califórnia, em pequenos lotes, para manter a qualidade. De acordo com o site, a flor usada nos produtos da Monogram é seleccionada por um conselho de “especialistas em canábis” encarregados de classificar e seleccionar manualmente cada flor que vai para a linha.

O rapper de Nova York ingressou na Caliva em 2019 como estrategista de marca, o que implicava supervisionar a direcção criativa da empresa. Além disso, Jay-Z estava focado nos esforços de equidade social da Caliva enquanto procurava aumentar a participação económica das pessoas prejudicadas pela proibição da canábis na nova indústria legal. Os produtos incluem vários cultivars de canábis designados como leves, médios e pesados, disponíveis em cigarros pré-enrolados ou latas de flores secas.

Em comunicado, Jay-Z partilhou a sua visão para a marca Monogram: “A canábis existe há milhares de anos, mas ainda é uma indústria cujo legado artesanal é frequentemente esquecido. Eu criei a Monogram para dar à canábis o respeito que ela merece, mostrando o tremendo trabalho, tempo e cuidado necessários para criar um “fumo” superior. Os produtos da Monogram são o próximo nível quando se trata de qualidade e consistência e estamos apenas a começar.”

Jay-Z, conhecido também por ser o marido da cantora Beyoncé, junta-se assim a uma lista crescente de artistas e celebridades que estão a investir na indústria da canábis, como o lutador Mike Tyson, o jogador dos Seattle SuperSonics Shawn Kemp, o artista de hip-hop Jim Jones ou o rapper canadiano Drake, entre outros.

Publicidade
Publicidade

Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Internacional7 horas atrás

Como vão funcionar as associações de canábis em Malta?

A Autoridade para o Uso Responsável de Canábis (ARUC), entidade Maltesa com responsabilidade na regulamentação da indústria legal e recreativa...

Corporações7 horas atrás

Organigram notificada pela Nasdaq por falhar valor mínimo de negociação

A Organigram Holdings Inc. foi notificada pela Nasdaq de que terá até ao próximo mês de Julho para atingir o...

Cânhamo1 dia atrás

EUA: FDA recusa regulamentar CBD devido a preocupações de segurança

A Food and Drug Administration (FDA) rejeitou iniciar o processo de regulamentação do CBD em produtos alimentares, por não considerar...

Internacional1 dia atrás

Hong Kong: Proibição do CBD entra em vigor a 1 de Fevereiro, com multas milionárias e penas de prisão perpétua

Hong Kong vai classificar oficialmente o Canabidiol (CBD) como uma “droga perigosa” já a partir desta quarta-feira, 1 de Fevereiro,  e...

Internacional4 dias atrás

Japão dá passos para legalizar o uso medicinal de canábis

O governo do Japão está a considerar uma revisão da sua Lei de Controlo da Canábis, que permitiria o uso...

Comunicados de Imprensa5 dias atrás

EUA: Curaleaf encerra operações na Califórnia, Colorado e Oregon

A Curaleaf Holdings anunciou hoje em comunicado de Imprensa o encerramento proactivo da maioria das suas operações na Califórnia, Colorado...

Corporações5 dias atrás

Bedrocan expande produção de canábis medicinal para a Dinamarca

O produtor holandês de canábis medicinal Bedrocan vai abrir uma nova instalação na Dinamarca, de forma a responder à procura...

Internacional5 dias atrás

Malta: Registo para obter licenças de canábis inicia a 28 de Fevereiro

Já passou quase um ano desde que Malta aprovou a legislação para regulamentar o uso adulto da canábis, permitindo a posse...

Internacional6 dias atrás

França dá um passo em frente na legalização da canábis

O Conselho Económico, Social e Ambiental (Cese) de França propôs uma “legalização supervisionada” da canábis, num esforço para “ser orientado...

Comunicados de Imprensa6 dias atrás

Suíça: Linnea obtém licença para produção e exportação de API’s com alto teor de THC

A Linnea SA obteve a licença de narcóticos da Swissmedic, a equivalente suíça ao Infarmed I.P., tornando-a numa das primeiras...