Connect with us
Publicidade
Publicidade

Corporações

Highway utiliza cânhamo na destilação de Vodka

Publicado

em

Foto: D.R. | Highway Vodka

A Highway Vodka, uma empresa fundada por dois amigos de longa data, Ben Williams e Wendell Robbins III, lançou uma variante da bebida utilizando sementes de cânhamo descascadas, anunciou a Houston Chronicle.

A Highway Vodka levou sete anos de experiências de destilação até ser lançada em 2019 e começou como um hobby de Ben Williams. Após visitar um amigo proprietário de um dispensário de canábis na Califórnia, e que por acaso também é um entusiasta da destilação de vodka, Williams conheceu pessoas que estavam a destilar a sua vodka com canábis e Williams sentiu-se inspirado para tentar o mesmo com cânhamo.

“Não se trata de sabor de cânhamo e não se trata de CBD, para ser honesto”, diz Williams. “É realmente sobre o que a planta faz para o meu processo particular”, explicou Williams à Houston Chronicle.

A empresa sediada em Houston, capital do Estado do Texas, tornou-se na primeira destilaria na cidade de propriedade de negros, de acordo com a Highway Vodka, e está a expandir a sua distribuição para além do Texas, para incluir a Geórgia, Califórnia e Flórida, onde a canábis já é legal.

Fórmula perfeita aconteceu por acaso

Quando Williams começou a experimentar diferentes formulações de vodka de cânhamo, a cultura de cânhamo ainda não era legal nos EUA, por isso começou por comprar no Canadá. Mais tarde, os projectos de lei agrícolas federais abriram o cenário legal para o cânhamo em 2014 e 2018, permitindo que Williams expandisse a sua experimentação com o cânhamo cultivado nos EUA.

Ben Williams e Wendell Robbins III lideram a equipa por trás da Highway Vodka. Foto: Brett Coomer, Houston Chronicle

“Eu brinquei com cada parte da planta que pude encontrar”, diz Williams, afirmando ter experimentado diferentes partes da planta e também diferentes formas de grãos, desde a semente de cânhamo integral até grãos torrados. “Aquilo que está mais facilmente disponível acabou por ser o que eu precisava: semente de cânhamo descascada.”

“Um dia eu estava com preguiça e coloquei tudo no destilador (aparelho usado para destilar a vodka). Dei-me de caras com um produto que era simplesmente melhor. Tinha um cheiro e uma sensação melhores”, diz Williams. “Imediatamente começámos a rever, fazer cortes e filtrar. Foi literalmente a melhor coisa que já tínhamos feito.”

Essa formulação consistia em milho, água e semente de cânhamo descascada. A partir daquele dia, Williams e Robbins continuaram a aprimorar essa formulação, experimentando destilá-la várias vezes e optando por seis para o sabor “mais puro e doce”, conta Williams.

Williams, que era dono de um pequeno bar e também abriu um restaurante chamado Lucille’s 1913 com seu irmão, Chris, começou a levar a vodka para os seus estabelecimentos para permitir que as pessoas experimentassem. “Foi uma vitória consistente”, diz Williams. “A minha vontade naquela altura era,‘ Vamos tentar fazer isto.”

O toque do Cânhamo

A vodka é normalmente feita com grãos fermentados que são submetidos a um processo de destilação e isso pode incluir milho, sorgo, centeio, arroz ou trigo, mas o grão de cânhamo é único por ter um alto teor de gordura. Embora a vodka não tenha necessariamente gosto de cânhamo, Williams diz que adicionar a semente proporciona uma sensação diferente na boca.

“Ao destilar seis vezes, depois de passar pelo alambique, você notará que há uma diferença de viscosidade. Não acho que seja espesso ou cremoso – só tem um pouco mais de corpo do que uma vodka típica”, diz Williams. “O que descobrimos é que o óleo e essas gorduras revestem o seu paladar e suavizam o sabor da vodka, então torna-se menos amargo. É um produto mais fácil de beber puro e directo. Também mantém a doçura do milho no seu paladar.”

A Highway usa sementes de cânhamo descascadas na destilação desta nova variedade de Vodka. Foto: D.R. | Reddit

Os dois amigos descobriram também que o cânhamo, na verdade, produz maiores quantidades de álcool. Enquanto os nutrientes do fermento, que são usados ​​para produzir mais álcool, podem produzir um sabor indesejado, Williams diz que o cânhamo não o fez. “Eu descobri que diferentes proteínas no cânhamo agem como um super combustível para meu fermento”, diz Williams.

Raízes no Texas

À medida que a Highway Hemp Vodka ganha popularidade e expande sua distribuição, Williams também busca expandir sua rede de abastecimento. Enquanto os dois parceiros melhoravam a sua fórmula, Williams procurava “a semente de cânhamo mais gorda que pudesse encontrar”. Escolheu um fornecedor no Minnesota e actualmente adquire entre 250 e 350 quilos de sementes por semana.

Williams diz que está no processo de encontrar uma fonte para a semente no Texas, mas tem sido um desafio, já que muitos produtores no Texas começaram apenas em 2020 – o primeiro ano de produção de cânhamo permitido no estado – com variedades de fibras.

Ainda assim, a sua busca continuará, à medida que a Highway Hemp Vodka cresce. Além dos retalhistas que vendem a vodka em vários estados, esta está disponível em mais áreas através de pedidos on-line em reservebar.com. A empresa também está a trabalhar para lançar novos produtos no próximo ano, incluindo o melhoramento de uma fórmula para a produção de whisky de cânhamo.

“Não temos escolha a não ser fazer tudo. Estamos apenas a divertir-nos com isto”, conclui Williams.

Publicidade

Mais recentes

internacional1 dia atrás

Zimbabwe: Presidente pede 27 milhões de canábis medicinal à Swiss Biocieuticals

O Presidente do Zimbabwe, Emmerson Mnangagwa, comissionou a empresa de canábis medicinal Swiss Biocieuticals a produzir cerca de 27 milhões de...

Opinião5 dias atrás

A canábis pode ajudar a estudar?

No mundo contemporâneo, entrar na Universidade tornou-se sinónimo de “futuro”, ao mesmo tempo que também se podem viver as primeiras experiências...

internacional1 semana atrás

Tailândia: Ministro da Saúde quer oferecer um milhão de plantas de canábis à população

O Ministro da Saúde Pública da Tailândia, Anutin Charnvirakul, surpreendeu, mais uma vez, o mundo, ao anunciar que quer oferecer...

Opinião1 semana atrás

O papel da Enfermagem no cuidado ao paciente submetido a tratamento com canabinóides

Hoje, dia 12 de Maio, assinala-se o Dia Mundial do Enfermeiro. De acordo com o código ético e deontológico de...

Opinião1 semana atrás

Legalização da canábis em Nova York: Equidade social e económica no licenciamento e extinção de condenaçãoCannabis Legalization in New York: Social & Economic Equity Licensing and Conviction Expungement

A aplicação draconiana anti-canábis, perseguida ao longo dos anos nos Estados Unidos, é uma das coisas mais insanas que uma...

Dá-me música!2 semanas atrás

Playlist da Canábis: #2 – Peter Tosh – “Legalize it”

A pedido dos leitores – porque também vos ouvimos – a seguinte entrada na nossa playlist é o hino pró-legalização...

Eventos2 semanas atrás

PTMC – Portugal Medical Cannabis regressa em 2022 a Lisboa e à Madeira

A PTMC – Portugal Medical Cannabis está de volta! Lisboa – 16 e 17 de Junho – Auditório dos Contabilistas...

internacional2 semanas atrás

Alemanha: Ministro da Saúde vai avançar com a legalização do uso adulto de canábis

O Ministro da Saúde alemão, Karl Lauterbach, anunciou ontem novas medidas sobre a assistência médica na Alemanha, onde incluiu a...

Entrevistas2 semanas atrás

Tej Virk tem uma mensagem para o Governo Português: “Legalizem antes da Alemanha!”

Tej Virk, CEO da Akanda Corporation, que recentemente adquiriu a portuguesa Holigen por 26 milhões de euros, ganhou reputação no espaço global...

internacional3 semanas atrás

Depois da Itália, Curaleaf obtém licença para medicamentos à base de extractos de canábis em Malta

A Curaleaf International obteve licença para uma linha de medicamentos à base de extractos de canábis em Malta. A gama de...

Publicidade