Connect with us

Culinária

Receita: Gomas de frutos silvestres com canábis

Luís Narciso

Published

on

Foto: D.R. | Luís Narciso Cozinha Natural e Holística

Se por acaso tiver ou souber fazer tinturas e/ou óleo de canábis, pode transformar quase qualquer alimento de base num comestível à base de canábis. De todos os alimentos que experimentei, os meus favoritos são as gomas e o chocolate.
Receita de Luís Narciso*

Para começar, as gomas são pequenas e fáceis de comer, não sujam e pode prepará-las com inúmeros sabores. E uma vez que são feitas com óleo de canábis, pode ajustar a potência às suas necessidades: alta, delicada, subtil, ou qualquer coisa intermediária.

INGREDIENTES:

50 ml de água
200 ml de sumo de frutos vermelhos a gosto, sem adição de açúcar
50 ml de concentrado de maçã
50 ml de geleia de arroz
2 colheres de sopa de agar agar em pó
1 colher de sopa de amido de milho

Que extrato de Canábis utilizar?

As gomas de canábis são feitas com óleo de canábis. Isso faz com que se obtenham altos níveis de potência sem tanto do forte “sabor de erva” que geralmente acompanha os alimentos. No entanto, o extracto com o qual se começa aumentará ou diminuirá ainda mais o “indesejável” sabor “verde”. Existem duas opções principais quando se trata do seu extracto inicial.

– Começando com tintura (bom método)

Requer tintura, que é mais fácil de fazer do que o óleo. No entanto, as gomas feitas com este método terão um sabor mais “verde”. Além disso, ainda terá que transformar a tintura em óleo. O óleo também vem de uma tintura, mas a forma como esta é feita faz toda a diferença.

– Começando com óleo de canábis (melhor método)

O óleo de canábis bem feito contém muito pouca matéria verde, então o sabor é muito mais agradável. Se tiver canábis, tempo e paciência, recomendo fazer gomas com óleo de canábis puro.

Preparação:

Misture bem a água com o agar agar e o amido num copo. Reserve.

Se usar tintura, use 25-50ml para esta proporção e leve-a a reduzir a melaço num tachinho de fundo grosso, sobre lume baixo. Adicione então o sumo com os adoçantes e leve ao lume a ferver durante mais 6 minutos em lume baixo.
Retire do lume, adicione a mistura de agar agar e amido e leve a ferver em lume mínimo durante mais 3 minutos, mexendo sempre.

Se usar óleo, utilize 7 a 14 gotas. Adicione-as também no início, mas vai logo a ferver juntamente com o sumo e adoçantes, durante 6 minutos. Retire do lume, adicione a mistura de agar agar e amido e leve a ferver em lume mínimo durante mais 3 minutos, mexendo sempre.

Verta sobre os moldes sobre uma base estável para levar ao frigorífico.
Desenforme passadas 2 horas. Guarde num frasco fechado, no frigorífico, até um mês.
____________________________________________________________
*Desde cedo que Luís Narciso se manifestou um apaixonado por cozinha. Entre os seus livros e revistas de culinária, as primeiras experiências caseiras foram influência próxima da sua avó ou de cozinheiras profissionais de referência, como a mãe do amigo Marco Fonseca, que observava no seu dia-a-dia de cozinha e trabalho. Em 2003 ingressou o curso de Produção Alimentar na ESHTE (Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril), onde adquiriu conhecimento técnico e principalmente a oportunidade de estagiar no Instituto Macrobiótico de Portugal (IMP), onde confirmou o seu fascínio pela dinâmica da nutrição e o organismo humano, pela cozinha vegan, com princípios nutracêuticos e práticas holísticas ancestrais, que visam o equilíbrio físico, mental e espiritual. Fez o curso curricular de Macrobiótica no IMP e em 2016 abriu uma a pastelaria online 6 Sentidos — saudável, personalizada e virada para o mercado sem glúten e macrobiótica. Actualmente é estudante no domínio da saúde através da canábis e canabinóides, aromaterapia, superalimentos, como o cacau, e “gut healing”, de forma a regular e optimizar os sistemas nervoso, endocanabinóide, digestivo e a flora intestinal, com a introdução de alimentos fermentados e probióticos na dieta, com notáveis benefícios para a saúde e bem estar físico em geral.

Advertisement

O CannaReporter é um projecto independente e completamente suportado pela comunidade.

Para continuar a desenvolver este projecto e para garantir os recursos para acompanhar a indústria em Portugal, o apoio dos leitores é fundamental.


l

Clique abaixo e torne-se apoiante do CannaReporter!

Torna-te Patreon e contribui para o projecto CannaReporter!
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *