Connect with us

Internacional

Canadá: Mercado legal ultrapassa mercado ilícito

Publicado

em

Ouvir este artigo
Foto: D.R. | Marijuana Business Daily

A diferença entre os mercados legal e ilegal de canábis no Canadá continua a aumentar, segundo os dados mais recentes do Statistics Canada, tendo o mercado legal ultrapassado o ilícito no terceiro trimestre de 2020, noticiou o Marijuana Business Daily. No final de 2020, quase 6,2 milhões de pessoas com 15 anos ou mais, ou 20 por cento dos canadianos nessa faixa etária, relataram ter usado canábis nos últimos três meses.

Os gastos das famílias com produtos de canábis para uso adulto em canais regulamentados aumentaram para 918 milhões de dólares canadianos (622 milhões de euros) em 2020, mais 138 milhões de euros do que o valor estimado gasto com canábis ilícita no mesmo período. A despesa com canábis recreativa legal ultrapassou, assim, as transações do mercado negro, tendo beneficiado da abertura de lojas especializadas e da venda a retalho dos produtos relacionados com canábis em 2020, após a legalização total.

A área de Toronto, que lidera as cidades canadianas na venda de canábis, teve um crescimento significativo das lojas abertas ao público, a passar de sete lojas regulamentadas no início de 2020 para 87 no final do ano. Esse aumento ajudou a impulsionar as vendas de 11,5 milhões de euros em Janeiro de 2020 para 27 milhões em Dezembro. As vendas regulamentadas também beneficiaram da baixa de preços, de uma maior variedade de stocks disponíveis e de uma selecção mais aprimorada de produtos.

As vendas de extractos e concentrados triplicaram durante 2020, encerrando o ano passado com 219 milhões de euros nas vendas a retalho, de acordo com os dados do Statistics Canada. As vendas legais também foram impulsionadas pelos vaporizadores e pelos comestíveis recreativos, que registaram o seu primeiro ano completo de vendas.

Em contraste, o mercado ilícito está a perder força. A Statistics Canada estima que os gastos com canábis ilegal para uso adulto atingiram um pico de cerca de mil milhões de euros no final de 2013, sendo que a última estimativa mostra gastos ilícitos de metade desse valor.

Por seu lado, as vendas de canábis medicinal, registadas separadamente pelo Statistics Canada, continuaram uma tendência de ligeira queda. Em 2020, cerca de 398 milhões de euros foram gastos em produtos de canábis para uso medicinal no Canadá, incluindo a canábis cultivada em casa para fins terapêuticos.

 

____________________________________________________________________________________________________

[Aviso: Por favor, tenha em atenção que este texto foi originalmente escrito em Português e é traduzido para inglês e outros idiomas através de um tradutor automático. Algumas palavras podem diferir do original e podem verificar-se gralhas ou erros noutras línguas.]

____________________________________________________________________________________________________

O que fazes com 3€ por mês? Torna-te um dos nossos Patronos! Se acreditas que o Jornalismo independente sobre canábis é necessário, subscreve um dos níveis da nossa conta no Patreon e terás acesso a brindes únicos e conteúdos exclusivos. Se formos muitos, com pouco fazemos a diferença!

+ posts
Clique aqui para comentar
Subscribe
Notify of

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade


Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Internacional20 horas atrás

Polícia alemã esclarece que não sugeriu consumo de canábis (em vez de álcool) aos adeptos ingleses do Euro 2024

A polícia de Gelsenkirchen, na Alemanha, foi citada numa notícia onde afirmou que as atenções estariam mais centradas nos adeptos...

Eventos1 dia atrás

Substâncias sintéticas ameaçam enorme sucesso da Mary Jane Berlin

Era expectável que esta edição da Mary Jane Berlin fosse a maior concentração de sempre da comunidade da canábis na...

Nacional3 dias atrás

ICAD promove inquérito europeu sobre consumo de drogas em Portugal

O Instituto para os Comportamentos Aditivos e as Dependências (ICAD) iniciou a 4ª edição do European Web Survey on Drugs...

Eventos4 dias atrás

Maren Krings, autora do livro “H is for Hemp”, apresenta documentário sobre a Ucrânia hoje, em Lisboa

Maren Krings, fotojornalista e autora do livro “H is for Hemp” está hoje em Lisboa para apresentar o seu novo...

Internacional6 dias atrás

EUA: Pediatra Bonni Goldstein lança petição contra a proibição de medicamentos de CBD natural na Califórnia

A pediatra norte-americana Bonni Goldstein está a alertar para a tentativa de proibição de medicamentos derivados de CBD natural na...

Internacional6 dias atrás

Europa tem quase 23 milhões de utilizadores de canábis, a mais consumida de todas as substâncias ilícitas

A canábis continua a ser, de longe, a substância ilícita mais consumida na Europa. Estas são as conclusões do “Relatório...

Eventos7 dias atrás

Mary Jane celebra a cultura da canábis legal pela primeira vez na Alemanha

É já no próximo fim-de-semana, de 14  16 de Junho, que se realiza a já habitual Mary Jane, na Messe...

Eventos2 semanas atrás

CB Club reúne profissionais da canábis antecipando a Mary Jane, em Berlim

A antecipar a CB Expo (Cannabis Business Expo and Conference), que acontecerá em Dortmund, em Setembro, a CB Company vai...

Reportagem2 semanas atrás

África do Sul: a legalização de uma indústria que já prospera

Nas semanas que antecederam as eleições para Assembleia Geral na África do Sul, na passada quarta-feira, 29 de Maio, havia...

Entrevistas2 semanas atrás

Rui Reininho: “Eu acho esquisitíssimo andarem os meus colegas da GNR a meter o nariz nas propriedades das pessoas a ver o que é que esta planta faz”

Rui Reininho, músico português que ficou famoso enquanto vocalista dos GNR, dispensa apresentações. Ao contrário do que muitos pensam, não fundou...