Connect with us
Publicidade
Publicidade

Nacional

Amigos lançam campanha para ajudar agricultor de cânhamo de Estremoz a pagar defesa em tribunal

Publicado

em

Foto: D.R.

Os amigos e a família de Barry McCullough, o agricultor de cânhamo industrial detido pela GNR no passado dia 28 de Julho por “suspeitas de tráfico de droga”, lançaram uma campanha para ajudar a financiar as despesas da sua defesa em tribunal.

Com esta iniciativa (que consiste em donativos através do Paypal) os amigos esperam conseguir pelo menos os 1.500 euros que Barry já gastou com o início do processo, mas os custos “vão aumentar”.

Barry, 42 anos, de nacionalidade inglesa, foi detido a 28 de Julho passado, constituído arguido e a sua plantação de cânhamo totalmente destruída. Passou uma noite na cadeia, o seu computador e telemóvel foram apreendidos e no dia seguinte foi presente a Tribunal. Entre as medidas de coacção foi-lhe aplicado o termo de identidade e residência, com apresentações semanais obrigatórias numa esquadra e impossibilidade de se ausentar do país nos 90 dias seguintes.

Na imagem da apreensão é possível ver o saco de sementes de cânhamo que Barry importou de França. Foto: D.R. | GNR

A detenção aconteceria numa operação levada a cabo pelo Núcleo de Investigação Criminal da Guarda Nacional Republicana (GNR), com origem numa “informação” não divulgada pela GNR. No mesmo dia, o Comando Distrital de Évora emitiu um comunicado de Imprensa, amplamente difundido pelos meios de comunicação social, onde referia que os militares tinham “apreendido mais de 450 plantas de canábis” e que “o produto já preparado daria para cerca de 50.000 doses individuais”, num “valor superior a 500 mil euros”. Referia ainda que ““o suspeito assumiu ser o proprietário e produtor, não possuindo qualquer tipo de autorização para o cultivo ou venda desta planta.”

Em entrevista ao Cannareporter, Barry McCullough garante que cultivou “cânhamo industrial”, para o qual “já tinha obtido autorização em 2018 e 2109”, mas confessa que, este ano, “ainda aguardava o deferimento final da DGAV”, após duas trocas de e-mails e de documentação com Teresa Pais Coelho, Chefe de Divisão de Variedades e Sementes (entretanto substituída por Conceição Carvalho, no passado mês de Julho). A resposta tardou e, receando a mesma situação de 2020 (em que a DGAV não emitiu autorizações), Barry decidiu cultivar “apenas 1 quilo de sementes”. O objectivo era “experimentar o desempenho da planta na produção biológica de óleo de sementes de cânhamo”. O Cannareporter teve acesso à documentação enviada, mas Barry admite que “talvez tenha ficado perdido na tradução” das novas regras e da nova legislação, publicada no Despacho n.º 10953/2020, de 09 de Novembro do ano passado.

Agricultores queixam-se de bloqueios à cultura do cânhamo em Portugal

Esta não é uma situação inédita em Portugal. Desde 2018 que vários agricultores se queixam de “perseguição” por parte das forças policiais e de “inacção” ou “dualidade de critérios” por parte da DGAV. Fará sentido bloquear ou não incentivar a indústria do cânhamo em Portugal? Quem se responsabiliza pelos custos desnecessários para os agricultores e para os contribuintes com os infindáveis processos em tribunal, que acabarão, provavelmente, arquivados?

O Cannareporter falou com Barry McCullough, com a GNR, com a DGAV, agricultores, advogados e associações do cânhamo industrial em Portugal, para tentar perceber os contornos deste e de outros casos já conhecidos de apreensões de cânhamo em Portugal. Esta informação será publicada em breve, em exclusivo, na Newsletter do Cannareporter no Patreon, e na edição em papel da Cannadouro Magazine (nas bancas a 21 de setembro).

Certificado FELINA 32

1 Comment
Subscribe
Notify of
1 Comentário
Inline Feedbacks
View all comments

[…] ao cultivo de cânhamo industrial em Portugal, acusando os governos de não os querer ouvir e excluir os pequenos produtores. Alertam ainda para os interesses da indústria farmacêutica em controlar o mercado do […]

Publicidade

Mais recentes

Entrevistas4 dias atrás

Paulo Correia: “Foi com a erva que deixei o álcool e as outras drogas”

Paulo Correia talvez represente aquelas pessoas que não tiveram igualdade de oportunidades na vida, logo desde a infância. O segundo...

Internacional5 dias atrás

Espanha: Congresso dos Deputados aprova lei da canábis medicinal

O Congresso dos Deputados de Espanha aprovou esta semana a regulamentação da canábis medicinal. O relatório que foi a votação na subcomissão...

Eventos1 semana atrás

Cannabis Europa: Mercado do Reino Unido pode crescer mais de 1000 milhões de libras até 2026

Uma análise da Prohibition Partners mostra que o mercado do Reino Unido pode crescer mais de mil milhões de libras...

Eventos2 semanas atrás

Vasco Bettencourt, Director da Unidade de Licenciamentos do Infarmed, preside sessão de abertura da PTMC – Portugal Medical Cannabis

O Director da Unidade de Licenciamentos do INFARMED, Vasco Bettencourt, vai presidir a sessão da abertura da conferência PTMC –...

Internacional2 semanas atrás

EFSA suspende avaliação de pedidos de CBD como “novo alimento”

A avaliação de pedidos de submissão do canabidiol (CBD) enquanto novo alimento na Agência Europeia de Segurança Alimentar (EFSA) está...

Internacional3 semanas atrás

Luxemburgo aprova auto-cultivo de 4 plantas de canábis por residência

O Conselho de Ministros do Luxemburgo aprovou formalmente, na passada sexta feira, alterações legislativas que permitem o consumo de canábis...

Nacional3 semanas atrás

Luís Figo lança a sua marca de produtos de CBD

Já não é notícia que o CBD (canabidiol) ajuda na recuperação de lesões desportivas e que muitos atletas são embaixadores...

Saúde3 semanas atrás

O potencial terapêutico da canábis em patologias do foro oncológico

De acordo com a União Europeia (UE), o cancro é a segunda principal causa de mortalidade nos países da UE,...

Economia3 semanas atrás

Turismo de canábis nos EUA é uma indústria de 17 mil milhões e está apenas a descolar, diz a Forbes

O turismo relacionado com a canábis está prestes a explodir no mundo legalizado, em especial nos Estados Unidos da América...

Nacional3 semanas atrás

João Gama lança o livro “Regular e Proteger: por uma nova política de drogas”

O advogado e professor da Universidade Católica, João Taborda da Gama, lança amanhã o livro “Regular e Proteger: por uma...

Publicidade