Connect with us
Publicidade
Publicidade

internacional

EUA: Estudo mostra que maioria dos médicos não tem conhecimentos sobre canábis medicinal

Publicado

em

Foto: D.R. | docsofcannabis.com

Um estudo levado a cabo nos Estados Unidos da América (EUA) revela que quase dois terços dos médicos não tem conhecimentos sobre canábis medicinal, divulgou ontem a Forbes. A pesquisa contou com a participação de mais de 400 profissionais de saúde e concluiu que 65 por cento dos questionados sobre a canábis como tratamento para a dor crónica não conseguiu responder às perguntas dos seus pacientes. A mesma percentagem de médicos admitiu, ainda, que os próprios pacientes são a sua fonte dominante de informação sobre o tema da canábis para fins terapêuticos.

O estudo foi encomendado pela Cannaceutica, uma empresa de canábis medicinal, que entrevistou 445 médicos que tratam da dor crónica, incluindo clínicos gerais e especialistas em áreas como ortopedia, reumatologia e medicina do desporto, sobre os seus conhecimentos sobre a canábis medicinal. Os médicos que participaram no estudo tinham de dois a 35 anos de prática, algum conhecimento sobre canábis medicinal e, pelo menos, alguma probabilidade de a recomendar aos seus pacientes com dor crónica, presumindo que a canábis medicinal estava legalmente disponível.

Uma esmagadora maioria (84%) dos prestadores de cuidados de saúde inquiridos disse que os seus doentes pediram ou perguntaram sobre canábis para dores crónicas, com 72% a relatar que tinham sido questionados sobre isso nos 30 dias anteriores. Daniele Piomelli, directora do Instituto para o Estudo da Cannabis da Universidade da Califórnia, Irvine, e membro do Conselho de Revisão Institucional da UCI, que aprovou a pesquisa, disse em comunicado de imprensa que o estudo “enfatiza o interesse público sobre a canábis como analgésico e a falta de dados fidedignos ​​e / ou educação médica sobre o seu uso correcto. ”

O estudo, que ainda não foi publicado ou revisto por pares, descobriu também que quase dois terços (64%) dos médicos disseram que os próprios pacientes eram a sua fonte dominante de informação sobre canábis, seguido pela Internet (44%) e revistas médicas (40%). A pesquisa revela uma gritante falta de conhecimento sobre os usos terapêuticos da canábis entre os profissionais de saúde, a maioria dos quais recebe pouca ou nenhuma formação sobre canábis medicinal ou sobre o Sistema Endocanabinóide na Faculdade de Medicina.

Publicidade

Mais recentes

internacional2 dias atrás

Zimbabwe: Presidente pede 27 milhões de canábis medicinal à Swiss Biocieuticals

O Presidente do Zimbabwe, Emmerson Mnangagwa, comissionou a empresa de canábis medicinal Swiss Biocieuticals a produzir cerca de 27 milhões de...

Opinião7 dias atrás

A canábis pode ajudar a estudar?

No mundo contemporâneo, entrar na Universidade tornou-se sinónimo de “futuro”, ao mesmo tempo que também se podem viver as primeiras experiências...

internacional1 semana atrás

Tailândia: Ministro da Saúde quer oferecer um milhão de plantas de canábis à população

O Ministro da Saúde Pública da Tailândia, Anutin Charnvirakul, surpreendeu, mais uma vez, o mundo, ao anunciar que quer oferecer...

Opinião1 semana atrás

O papel da Enfermagem no cuidado ao paciente submetido a tratamento com canabinóides

Hoje, dia 12 de Maio, assinala-se o Dia Mundial do Enfermeiro. De acordo com o código ético e deontológico de...

Opinião2 semanas atrás

Legalização da canábis em Nova York: Equidade social e económica no licenciamento e extinção de condenaçãoCannabis Legalization in New York: Social & Economic Equity Licensing and Conviction Expungement

A aplicação draconiana anti-canábis, perseguida ao longo dos anos nos Estados Unidos, é uma das coisas mais insanas que uma...

Dá-me música!2 semanas atrás

Playlist da Canábis: #2 – Peter Tosh – “Legalize it”

A pedido dos leitores – porque também vos ouvimos – a seguinte entrada na nossa playlist é o hino pró-legalização...

Eventos2 semanas atrás

PTMC – Portugal Medical Cannabis regressa em 2022 a Lisboa e à Madeira

A PTMC – Portugal Medical Cannabis está de volta! Lisboa – 16 e 17 de Junho – Auditório dos Contabilistas...

internacional2 semanas atrás

Alemanha: Ministro da Saúde vai avançar com a legalização do uso adulto de canábis

O Ministro da Saúde alemão, Karl Lauterbach, anunciou ontem novas medidas sobre a assistência médica na Alemanha, onde incluiu a...

Entrevistas3 semanas atrás

Tej Virk tem uma mensagem para o Governo Português: “Legalizem antes da Alemanha!”

Tej Virk, CEO da Akanda Corporation, que recentemente adquiriu a portuguesa Holigen por 26 milhões de euros, ganhou reputação no espaço global...

internacional3 semanas atrás

Depois da Itália, Curaleaf obtém licença para medicamentos à base de extractos de canábis em Malta

A Curaleaf International obteve licença para uma linha de medicamentos à base de extractos de canábis em Malta. A gama de...

Publicidade