Connect with us
Publicidade
Publicidade

Cânhamo

Alemanha: Transportes Públicos testam aceitação da canábis com bilhetes comestíveis de cânhamo

Publicado

em

Foto: D.R. | BVG

Já não é novidade que o novo governo da Alemanha se prepara para legalizar o uso adulto de canábis, mas a operadora de transportes públicos de Berlim, a BVG (Berliner Verkehrsbetriebe) foi mais longe e lançou um bilhete comestível com óleo de sementes de cânhamo que, segundo a empresa, “pode ajudar a minimizar o stress durante as viagens no Natal e aliviar o infame mau humor dos berlinenses”. Os bilhetes custam 8,80 euros e são válidos por 24 horas.

A BVG garante que os bilhetes não contêm substâncias proibidas, são feitos de papel comestível regado com óleo de sementes cânhamo e têm “supostamente, um efeito relaxante”.

O bilhete comestível de cânhamo da BVG numa estação de metro de Berlim. Foto: Bild

O óleo de cânhamo usado para “regar” os bilhetes não contém canabidiol (CBD) e muito menos tetrahidrocanabinol (THC), servindo apenas como uma forma de testar a aceitação dos alemães em geral e dos berlinenses em particular à regulamentação do uso adulto da canábis.

Os bilhetes, que vão estar disponíveis durante uma semana, custam 8,80 euros e são válidos por 24 horas. A empresa de transportes públicos BVG já é conhecida pelas suas campanhas promocionais atrevidas e esta explora as notícias sobre a nova coligação do governo alemão se preparar para regulamentar a canábis para uso adulto.

“É claro que tudo isto deve ser visto como um piscar de olhos”, disse o porta-voz da BVG, Jannes Schwentu, acrescentando que a ideia do bilhete foi sensibilizar as pessoas para, durante o período stressante do Natal, apanharem o autocarro ou o metro.

“Nós deixamos muito claro que qualquer pessoa que quiser usar o bilhete como uma passagem real, por favor, apenas mordisque ou coma depois da sua viagem, porque se tiver uma dentada, deixará de ser válida”, salientou Schwentu.

Publicidade

Mais recentes

internacional2 dias atrás

Zimbabwe: Presidente pede 27 milhões de canábis medicinal à Swiss Biocieuticals

O Presidente do Zimbabwe, Emmerson Mnangagwa, comissionou a empresa de canábis medicinal Swiss Biocieuticals a produzir cerca de 27 milhões de...

Opinião7 dias atrás

A canábis pode ajudar a estudar?

No mundo contemporâneo, entrar na Universidade tornou-se sinónimo de “futuro”, ao mesmo tempo que também se podem viver as primeiras experiências...

internacional1 semana atrás

Tailândia: Ministro da Saúde quer oferecer um milhão de plantas de canábis à população

O Ministro da Saúde Pública da Tailândia, Anutin Charnvirakul, surpreendeu, mais uma vez, o mundo, ao anunciar que quer oferecer...

Opinião1 semana atrás

O papel da Enfermagem no cuidado ao paciente submetido a tratamento com canabinóides

Hoje, dia 12 de Maio, assinala-se o Dia Mundial do Enfermeiro. De acordo com o código ético e deontológico de...

Opinião2 semanas atrás

Legalização da canábis em Nova York: Equidade social e económica no licenciamento e extinção de condenaçãoCannabis Legalization in New York: Social & Economic Equity Licensing and Conviction Expungement

A aplicação draconiana anti-canábis, perseguida ao longo dos anos nos Estados Unidos, é uma das coisas mais insanas que uma...

Dá-me música!2 semanas atrás

Playlist da Canábis: #2 – Peter Tosh – “Legalize it”

A pedido dos leitores – porque também vos ouvimos – a seguinte entrada na nossa playlist é o hino pró-legalização...

Eventos2 semanas atrás

PTMC – Portugal Medical Cannabis regressa em 2022 a Lisboa e à Madeira

A PTMC – Portugal Medical Cannabis está de volta! Lisboa – 16 e 17 de Junho – Auditório dos Contabilistas...

internacional2 semanas atrás

Alemanha: Ministro da Saúde vai avançar com a legalização do uso adulto de canábis

O Ministro da Saúde alemão, Karl Lauterbach, anunciou ontem novas medidas sobre a assistência médica na Alemanha, onde incluiu a...

Entrevistas3 semanas atrás

Tej Virk tem uma mensagem para o Governo Português: “Legalizem antes da Alemanha!”

Tej Virk, CEO da Akanda Corporation, que recentemente adquiriu a portuguesa Holigen por 26 milhões de euros, ganhou reputação no espaço global...

internacional3 semanas atrás

Depois da Itália, Curaleaf obtém licença para medicamentos à base de extractos de canábis em Malta

A Curaleaf International obteve licença para uma linha de medicamentos à base de extractos de canábis em Malta. A gama de...

Publicidade