Connect with us

Nacional

Ferraz Pharma investe no CBD e os animais não estão esquecidos

Publicado

em

Ouvir este artigo
Pedro Ferraz, gerente, nas instalações da Ferraz Pharma em Santa Comba Dão. Foto: D.R.

A Ferraz Pharma está a estudar soluções inovadoras para facilitar a toma de produtos à base de canábis e aposta nas fórmulas para uso veterinário, enquanto aguarda que a União Europeia regulamente o CBD como novo alimento.

A Ferraz Pharma, que integra o Ferraz Group, quer ser uma referência no mundo da canábis em Portugal. A empresa familiar, que opera na indústria farmacêutica e nutracêutica (nutrição para fins terapêuticos) desde 1981, pretende transformar a forma como se toma canábis, com soluções “vanguardistas” e “inovadoras”, apostando nos produtos com CBD e em novas formulações para fins terapêuticos, não só para uso humano como também para animais.

A empresa diz que é a única portuguesa envolvida no actual processo de aprovação do dossier para o uso de CBD como “novel food” (novo alimento, ou seja, alimentos descobertos ou criados depois de 1997, que devem obedecer a uma normativa própria para ser comercializados), e espera ter resposta por parte da UE no início deste ano.

Licença do Infarmed chegou em Maio do ano passado
A nova unidade de produção, localizada perto da sede do grupo, em Santa Comba Dão, recebeu a licença do Infarmed para Investigação e Desenvolvimento de produtos à base de canábis no passado mês de Maio e já está a funcionar. A empresa produz medicamentos à base de canábis e está agora a estudar várias fórmulas, também com THC, e a testar diferentes soluções, como cápsulas, óleos com sabores agradáveis, comestíveis ou um aplicador nasal, que irá facilitar a vida aos utilizadores. Isto tendo por base “duas variáveis importantes: um efeito mais rápido e que dure mais tempo”, explica Pedro Ferraz, membro do conselho de administração do grupo. “A opção de dar ao consumidor a flor para ser vaporizada ou fumada não faz sentido e o uso de gotas, apesar de ser uma das formas mais rápidas a ser absorvida, não é a mais cómoda nem prática”, salienta. “O core da marca é o uso de CBD “full spectrum”, sublinha, “por ser muito mais eficaz que os isolados de canábis.”

Numa primeira fase, a unidade vai dedicar-se a desenvolver fórmulas para saúde animal e, posteriormente, irá dedicar-se aos produtos para uso humano, focando-se na cosmética – os únicos produtos em que, para já, se pode usar CBD. A estratégia da empresa passa por fabricar os seus próprios extractos, recorrendo a fornecedores portugueses e estrangeiros para adquirir a matéria prima.

Problemas do cânhamo atrasam processos

Pedro Ferraz, gerente da empresa, diz que nesta questão, porém, é que se depararam com as maiores dificuldades. Se o processo de licenciamento do laboratório por parte do Infarmed foi relativamente fácil e célere, nem tudo foi um mar de rosas. Os processos ainda são demorados e a burocracia é imensa, sobretudo no que se refere ao cânhamo. Portugal foi dos primeiros países a descriminalizar as drogas, mesmo em termos de regulamentação da canábis para uso medicinal, mas agora, e sobretudo em relação ao cânhamo, “pela falta de experiência nesta área e pelos problemas que as autoridades estão a levantar, torna-se muito castrador. É difícil investir nesta área, chegando ao ponto de poder tornar todo o processo inviável”, lamenta.

Para o empresário, “se queremos estar na vanguarda, não podemos perder mais tempo”. O interesse pela planta é intrínseco à filosofia da empresa. “A génese do grupo esteve sempre ligada à natureza – as plantas sempre proporcionaram à Humanidade soluções médicas, com muitos benefícios associados”. E as vantagens da canábis, neste aspecto, parecem-lhe indiscutíveis. “Temos visto a aplicação em doentes oncológicos com resultados incríveis”, diz. Mas para a Ferraz Pharma, os animais também podem beneficiar enormemente do uso de CBD. “Temos casos de animais com problemas a nível de ansiedade ou Parkinson em que a aplicação do CBD tem um efeito quase milagroso”, conclui.

___________________________________________________________
Artigo originalmente publicado no #2 da Cannadouro Magazine

Publicidade


Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Saúde4 dias atrás

CBD e CBC mostram resultados promissores no carcinoma espinocelular de cabeça e pescoço

Um estudo publicado na revista Cancers descobriu que os extractos de canábis ricos em CBD (canabidiol) podem matar células cancerosas da...

Internacional5 dias atrás

Ucrânia: Zelensky assina projecto de lei para legalizar a canábis medicinal

O presidente ucraniano Volodymyr Zelensky assinou um projecto de lei que legaliza a canábis medicinal na Ucrânia, prevendo-se que os...

Nacional2 semanas atrás

Portugal: Associação Mães pela Canábis publica e-book sobre canábis medicinal

A Associação de Mães pela Canábis (AMC) anunciou o lançamento de um e-book intitulado “Fronteiras da Cannabis: CIÊNCIA, TERAPÊUTICA &...

Corporações3 semanas atrás

Akanda assina carta de intenção para vender RPK Biopharma à Somaí. “Será uma das poucas empresas verticais de canábis da UE”, diz Michael Sassano

A Akanda Corporation, uma empresa internacional de canábis medicinal cotada na Nasdaq (AKAN) e que detém a empresa portuguesa Holigen, anunciou...

Cânhamo3 semanas atrás

Portugal: DGAV admite que o CBD é a sua “grande dor de cabeça” e produtores reclamam utilização da planta inteira

A conferência “Cânhamo Industrial – o (Re)nascer da Fileira em Portugal” promovida pela Cânhamor e pela Consulai, que decorreu dia...

Internacional3 semanas atrás

Pensionista espanhol contorna segurança do aeroporto de Lisboa com 21 kg de canábis

Um pensionista espanhol de 63 anos foi detido em Malta, depois de aterrar no aeroporto num voo proveniente de Lisboa,...

Cânhamo3 semanas atrás

Portugal: O futuro do cânhamo industrial discute-se amanhã em Beja

  O auditório EDIA, em Beja, vai receber amanhã, dia 30 de Janeiro, a partir das 14 horas, uma ronda...

Internacional4 semanas atrás

Espanha: Directora da Fiscalia Especial Antidroga propõe campanhas sobre o risco do consumo de canábis

A directora da Fiscalia Especial Antidroga, Rosa Ana Morán Martínez, alertou recentemente que Espanha se tornou ‘o principal produtor de...

Entrevistas1 mês atrás

Elena Battaglia, Veterinária: “Tenho pacientes oncológicos que se esperava que morressem há dois anos e ainda estão vivos”

Falámos com a veterinária italiana Elena Battaglia, que tem vasta experiência a utilizar canabinóides em animais, e nos explicou de...

Cânhamo1 mês atrás

Canhify aposta no cânhamo com biorrefinaria verde, em parceria com a Universidade de Coimbra

A Canhify, ex-Hemporama, reforçou o seu compromisso com a sustentabilidade e a missão de liderar o desenvolvimento de produtos de...