Connect with us
Publicidade
Publicidade

Cânhamo

CBDA e CBGA do cânhamo bloqueiam a entrada celular de SARS-CoV-2 e outras variantes

Publicado

em

O investigador Richard van Breemen. Foto: D.R. Oregon State University

O CBDA (ácido canabidiólico) e o CBGA (ácido canabigerólico), dois canabinóides presentes nas flores de cânhamo industrial, bloqueiam a entrada celular de SARS-CoV-2 e as variantes emergentes, revela um estudo da Universidade do Estado de Oregon, nos Estados Unidos da América (EUA), liderado pelo investigador Richard van Breemen. Os resultados desta investigação pré-clínica (apenas feita em laboratório e não com humanos) foram publicados esta semana na PubMed e na ACS – Chemistry for Life e confirmam que os dois canabinóides na forma ácida (encontrados nas flores cruas da planta) se ligam à proteína Spike, impedindo o vírus da Covid penetrar nas células. 

A notícia está a chegar aos meios de comunicação mainstream, como a Forbes ou o Público, e relata os benefícios dos canabinóides na doença provocada pelo SARS-CoV-2, já avançados numa investigação realizada pelo Cannareporter há precisamente um ano, em Janeiro de 2021.

A equipa de investigadores liderada por van Breemen, professor doutorado e investigador principal da Faculdade de Farmácia e do Centro Global de Inovação do Cânhamo da Universidade, descobriu que o CBDA e o CBGA, dois componentes do cânhamo, uma das variedades da cannabis sativa com baixo teor de THC (tetrahidrocanabinol),  conseguem ligar-se aos “picos” presentes na proteína spike do SARS-CoV-2, impedindo que o vírus penetre nas células.

De acordo com Richard van Breemen, “estes canabinóides ácidos são abundantes no cânhamo e em muitos extractos de cânhamo”, explicou o professor no comunicado da Universidade, que divulgou o seu extenso trabalho. Van Breemen salientou ainda que estes canabinóides “podem ser ingeridos oralmente” e “têm um bom perfil de segurança” nos seres humanos. “Isto significa que substâncias que inibam a entrada do vírus nas células, como os ácidos do cânhamo, poderão ser utilizados para prevenir uma infecção por SARS-CoV-2”, explica o investigador.

Cânhamo também é eficaz noutras variantes, como a Alfa e a Beta
Além destes resultados, as componentes do cânhamo também se revelaram eficazes contra outras variantes do coronavírus. “A nossa investigação mostrou que os componentes do cânhamo foram igualmente eficazes contra as variantes do SARS-CoV-2, incluindo a variante B.1.1.7, que foi detectada pela primeira vez no Reino Unido, e a variante B.1.351, detectada pela primeira vez na África do Sul”, avançou Van Breemen, citando as duas variantes, a Alfa e a Beta, respectivamente.

O Cannareporter enviou questões ao investigador Richard van Breemen e publicará uma entrevista com o investigador logo que obtenha as respostas.

Publicidade

Mais recentes

Entrevistas4 dias atrás

Paulo Correia: “Foi com a erva que deixei o álcool e as outras drogas”

Paulo Correia talvez represente aquelas pessoas que não tiveram igualdade de oportunidades na vida, logo desde a infância. O segundo...

Internacional4 dias atrás

Espanha: Congresso dos Deputados aprova lei da canábis medicinal

O Congresso dos Deputados de Espanha aprovou esta semana a regulamentação da canábis medicinal. O relatório que foi a votação na subcomissão...

Eventos1 semana atrás

Cannabis Europa: Mercado do Reino Unido pode crescer mais de 1000 milhões de libras até 2026

Uma análise da Prohibition Partners mostra que o mercado do Reino Unido pode crescer mais de mil milhões de libras...

Eventos2 semanas atrás

Vasco Bettencourt, Director da Unidade de Licenciamentos do Infarmed, preside sessão de abertura da PTMC – Portugal Medical Cannabis

O Director da Unidade de Licenciamentos do INFARMED, Vasco Bettencourt, vai presidir a sessão da abertura da conferência PTMC –...

Internacional2 semanas atrás

EFSA suspende avaliação de pedidos de CBD como “novo alimento”

A avaliação de pedidos de submissão do canabidiol (CBD) enquanto novo alimento na Agência Europeia de Segurança Alimentar (EFSA) está...

Internacional3 semanas atrás

Luxemburgo aprova auto-cultivo de 4 plantas de canábis por residência

O Conselho de Ministros do Luxemburgo aprovou formalmente, na passada sexta feira, alterações legislativas que permitem o consumo de canábis...

Nacional3 semanas atrás

Luís Figo lança a sua marca de produtos de CBD

Já não é notícia que o CBD (canabidiol) ajuda na recuperação de lesões desportivas e que muitos atletas são embaixadores...

Saúde3 semanas atrás

O potencial terapêutico da canábis em patologias do foro oncológico

De acordo com a União Europeia (UE), o cancro é a segunda principal causa de mortalidade nos países da UE,...

Economia3 semanas atrás

Turismo de canábis nos EUA é uma indústria de 17 mil milhões e está apenas a descolar, diz a Forbes

O turismo relacionado com a canábis está prestes a explodir no mundo legalizado, em especial nos Estados Unidos da América...

Nacional3 semanas atrás

João Gama lança o livro “Regular e Proteger: por uma nova política de drogas”

O advogado e professor da Universidade Católica, João Taborda da Gama, lança amanhã o livro “Regular e Proteger: por uma...

Publicidade