Connect with us

Economia

Holigen prevê colher 2 toneladas de canábis em Sintra. Flowr com os olhos postos na legalização do uso adulto em Portugal

Publicado

em

Ouvir este artigo
Foto: D.R. | Flowr Corporation

A Holigen Holdings Limited, subsidiária da canadiana Flowr que tem instalações certificadas GMP (Good Manufacturing Practices) em Sintra, anunciou hoje em comunicado de Imprensa que vai colher cerca de 300kg de flores de canábis no primeiro trimestre de 2022 e que este ano deverá atingir uma produção a rondar as duas toneladas. Tom Flow, co-fundador da Flowr e Chief Operating Officer (COO), mudou-se para Portugal, para supervisionar as operações e está confiante na legalização do uso adulto em Portugal.

A Holigen lança-se também no negócio de serviços de co-fabricação EU-GMP, fornecendo serviços a outros produtores, incluindo os de laboratório, agora disponível para clientes externos.

“Acreditamos firmemente que a equipa e os activos da Holigen são um ponto de entrada único na União Europeia. A instalação de Sintra é uma das poucas unidades da União Europeia (UE) certificada com GMP. Se um concorrente quiser entrar hoje na UE vai enfrentar longos prazos de aprovação regulatória, construção, importação de genéticas e montagem de uma equipa de qualidade com a experiência necessária para ter sucesso”, comentou Darryl Brooker, CEO da Flowr. Com a mudança de Tom Flow para Portugal e a parceria com a Cookies Creative Consulting and Promotions Inc., a Flowr acredita que a Holigen está pronta para ter grande sucesso no curto prazo. “Há várias razões para estar em Portugal – o panorama regulatório está a mudar, a estrutura de custos é altamente competitiva e ainda não existem concorrentes reais no mercado premium de cannabis.”

Tom Flow atento à legalização do uso adulto de canábis em Portugal

Tom Flow, co-fundador da Flowr e agora Director de Operações em Portugal fez também considerações sobre a sua mudança para Portugal: “Estive envolvido no planeamento, construção e operação de várias das principais instalações de canábis do mundo e a unidade de Sintra é, sem dúvida, uma das melhores instalações do mundo para cultivar canábis premium e com alto teor de THC”. Mas além do medicinal, Tom Flow está também a pensar na legalização do uso adulto, que acredita estar para breve: “Em Portugal, vejo não apenas um crescente mercado de canábis medicinal, mas as discussões em torno de um regime de uso adulto também são muito animadoras. Na Holigen, construímos uma instalação que será capaz de atender a um regime de canábis medicinal, fornecendo aos pacientes produtos consistentes e de alta qualidade, mas também estamos a olhar para quando houver um mercado de uso adulto. A parceria com a Cookies também nos permite estar prontos para essa mudança.”

Unidade de Sintra totalmente operacional

Segundo a Flowr, nas instalações de Sintra, todas as despesas de capital foram feitas e a unidade está totalmente operacional. A instalação de canábis medicinal da Holigen tem cerca de 7.600 metros quadrados com seis salas de cultivo, que agora estão totalmente operacionais e a produzir variedades com alto teor de THC – BC Black Cherry e BC Strawnana. A Holigen espera receber a genética Cookies ainda no primeiro trimestre de 2022. Os testes iniciais em processo para ambas as genéticas de canábis medicinal estão a indicar altos níveis de teor de THC, superiores a 25% e 27%, respectivamente.

Além disso, a Holigen iniciou os testes de estabilidade e de longo prazo nessas variedades com o objectivo de as ter no mercado com a sua própria marca no segundo semestre de 2022. Entretanto, a empresa está à procura de negócios business-to-business ou vendas a granel de canábis medicinal como forma de levar o produto a vários mercados e gerar receita imediata.

Portfólio de Genética da Holigen

A empresa exportou do Canadá para Portugal as suas principais variedades com alto teor de THC – a BC Pink Kush, a BC Black Cherry e a BC Strawnana, tendo estabelecido um estoque robusto de plantas-mãe saudáveis ​​para iniciar a sua primeira colheita. Além do portfólio de genética Flowr, a Holigen recebeu licenças de importação para uma ampla variedade de genéticas da Cookies, incluindo as suas conhecidas variedades ​​Gary Payton, Cereal Milk, Gelatti, Pancakes e Pink Runtz.

O processo de registo do produto e o pedido de ACM (autorização de comercialização no mercado) em Portugal, Alemanha e Reino Unido são os passos que se seguem, esperando obter aprovação no segundo semestre de 2022.

Serviços de co-fabricação

Em Portugal, existem vários cultivadores GACP, predominantemente a operar em estufas, que requerem serviços de GMP. Depois de concluir com sucesso os lotes de validação em 2021 e gerar aproximadamente 500 mil euros em receita de serviços de “pedágio” no ano passado, a empresa está agora a oferecer esses serviços para clientes adicionais. Os serviços de pedágio incluem principalmente o corte, secagem, cura e embalagem de canábis medicinal para os clientes da Holigen.

Serviços de laboratório

A unidade de Sintra tem equipamento laboratorial de última geração, incluindo máquinas de diagnóstico por GC e HPLC. Com a licença de teste de canábis GMP, a Holigen iniciou serviços de laboratório para terceiros, fornecendo testes de canábis medicinal, como testes de potência de canabinóides, alfatoxinas e ocratoxinas e testes microbiológicos. A Holigen espera que o lançamento de serviços de laboratório para terceiros resulte também numa receita anual significativa.

 

____________________________________________________________________________________________________

[Aviso: Por favor, tenha em atenção que este texto foi originalmente escrito em Português e é traduzido para inglês e outros idiomas através de um tradutor automático. Algumas palavras podem diferir do original e podem verificar-se gralhas ou erros noutras línguas.]

____________________________________________________________________________________________________

O que fazes com 3€ por mês? Torna-te um dos nossos Patronos! Se acreditas que o Jornalismo independente sobre canábis é necessário, subscreve um dos níveis da nossa conta no Patreon e terás acesso a brindes únicos e conteúdos exclusivos. Se formos muitos, com pouco fazemos a diferença!

Licenciada em Jornalismo pela Universidade de Coimbra, Laura Ramos tem uma pós-graduação em Fotografia e é Jornalista desde 1998. Foi correspondente do Jornal de Notícias em Roma, Itália, e Assessora de Imprensa no Gabinete da Ministra da Educação. Tem uma certificação internacional em Permacultura (PDC) e criou o arquivo fotográfico de street-art “O que diz Lisboa?” @saywhatlisbon. Laura é actualmente Editora do CannaReporter e da CannaZine, além de fundadora e directora de programa da PTMC - Portugal Medical Cannabis. Realizou o documentário “Pacientes” e integrou o steering group da primeira Pós-Graduação em GxP’s para Canábis Medicinal em Portugal, em parceria com o Laboratório Militar e a Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa.

Clique aqui para comentar
Subscribe
Notify of

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade


Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Comunicados de Imprensa11 horas atrás

Tilray recebe a primeira nova licença de cultivo de canábis na Alemanha, ao abrigo dos novos regulamentos

Foi concedida uma nova licença de cultivo de canábis às instalações Aphria RX da Tilray na Alemanha, permitindo um aumento...

Comunicados de Imprensa11 horas atrás

Sanity Group garante capital de crescimento adicional no valor total de 17 milhões de euros

O Sanity Group GmbH, uma das principais empresas de canábis da Alemanha, anunciou a conclusão de um investimento do Jupiter...

Internacional16 horas atrás

Rigoroso limite de 0,0001% de THC pode isolar Japão dos mercados internacionais de CBD

A 30 de Maio de 2024, um choque sísmico atingiu a indústria japonesa de CBD. Em resposta à revisão da...

Nacional18 horas atrás

Portugal: Médicos já podem prescrever 8 derivados de canábis – saiba quais

O Infarmed – Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde, I.P. aprovou na semana passada duas novas ACMs (Autorização...

Internacional4 dias atrás

Tailândia: Activistas suspendem greve de fome para preparar novas formas de protesto: “Estamos confiantes de que a canábis não será reclassificada como narcótico”

O grupo de activistas tailandês que se auto-intitula “Writing Thailand’s Cannabis Future Network”, liderado por Kitty Chopaka, anunciou hoje o...

Internacional5 dias atrás

Alemanha: Médicos de 16 especialidades já podem prescrever canábis sem aprovação dos seguros

O Comité Federal Misto Alemão (Gemeinsamer Bundesausschuss, ou G-BA) anunciou esta semana as excepções aos requisitos de aprovação para a...

Nacional6 dias atrás

Infarmed aprova duas novas ACM’s de preparações à base de canábis

O Infarmed – Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde, I.P. aprovou duas novas ACMs (Autorização de Colocação no...

Cânhamo6 dias atrás

Leonardo Sousa: “É literalmente a auto-suficiência de um país que está aqui atrás, a quase todos os níveis”

Aos 31 anos, Leonardo Rodrigues Sousa tem-se destacado como um dos mais jovens empreendedores no sector do cânhamo industrial em...

Entrevistas7 dias atrás

Adonis Georgiadis: “A única discussão é sobre o uso farmacêutico. Não há efeito dominó na Grécia”

Encontrámos Adonis Georgiadis, Ministro da Saúde da Grécia, em Londres, na Cannabis Europa, uma das mais antigas conferências sobre canábis...

Cânhamo7 dias atrás

CBD… What the FAQ? — Tudo o que precisa de saber sobre Canabidiol

Está em milhares de produtos. É apresentado como a nova panaceia para quase todas as maleitas e embora pareça que...