Connect with us
Publicidade
Publicidade

Economia

Holigen prevê colher 2 toneladas de canábis em Sintra. Flowr com os olhos postos na legalização do uso adulto em Portugal

Publicado

em

Foto: D.R. | Flowr Corporation

A Holigen Holdings Limited, subsidiária da canadiana Flowr que tem instalações certificadas GMP (Good Manufacturing Practices) em Sintra, anunciou hoje em comunicado de Imprensa que vai colher cerca de 300kg de flores de canábis no primeiro trimestre de 2022 e que este ano deverá atingir uma produção a rondar as duas toneladas. Tom Flow, co-fundador da Flowr e Chief Operating Officer (COO), mudou-se para Portugal, para supervisionar as operações e está confiante na legalização do uso adulto em Portugal.

A Holigen lança-se também no negócio de serviços de co-fabricação EU-GMP, fornecendo serviços a outros produtores, incluindo os de laboratório, agora disponível para clientes externos.

“Acreditamos firmemente que a equipa e os activos da Holigen são um ponto de entrada único na União Europeia. A instalação de Sintra é uma das poucas unidades da União Europeia (UE) certificada com GMP. Se um concorrente quiser entrar hoje na UE vai enfrentar longos prazos de aprovação regulatória, construção, importação de genéticas e montagem de uma equipa de qualidade com a experiência necessária para ter sucesso”, comentou Darryl Brooker, CEO da Flowr. Com a mudança de Tom Flow para Portugal e a parceria com a Cookies Creative Consulting and Promotions Inc., a Flowr acredita que a Holigen está pronta para ter grande sucesso no curto prazo. “Há várias razões para estar em Portugal – o panorama regulatório está a mudar, a estrutura de custos é altamente competitiva e ainda não existem concorrentes reais no mercado premium de cannabis.”

Tom Flow atento à legalização do uso adulto de canábis em Portugal

Tom Flow, co-fundador da Flowr e agora Director de Operações em Portugal fez também considerações sobre a sua mudança para Portugal: “Estive envolvido no planeamento, construção e operação de várias das principais instalações de canábis do mundo e a unidade de Sintra é, sem dúvida, uma das melhores instalações do mundo para cultivar canábis premium e com alto teor de THC”. Mas além do medicinal, Tom Flow está também a pensar na legalização do uso adulto, que acredita estar para breve: “Em Portugal, vejo não apenas um crescente mercado de canábis medicinal, mas as discussões em torno de um regime de uso adulto também são muito animadoras. Na Holigen, construímos uma instalação que será capaz de atender a um regime de canábis medicinal, fornecendo aos pacientes produtos consistentes e de alta qualidade, mas também estamos a olhar para quando houver um mercado de uso adulto. A parceria com a Cookies também nos permite estar prontos para essa mudança.”

Unidade de Sintra totalmente operacional

Segundo a Flowr, nas instalações de Sintra, todas as despesas de capital foram feitas e a unidade está totalmente operacional. A instalação de canábis medicinal da Holigen tem cerca de 7.600 metros quadrados com seis salas de cultivo, que agora estão totalmente operacionais e a produzir variedades com alto teor de THC – BC Black Cherry e BC Strawnana. A Holigen espera receber a genética Cookies ainda no primeiro trimestre de 2022. Os testes iniciais em processo para ambas as genéticas de canábis medicinal estão a indicar altos níveis de teor de THC, superiores a 25% e 27%, respectivamente.

Além disso, a Holigen iniciou os testes de estabilidade e de longo prazo nessas variedades com o objectivo de as ter no mercado com a sua própria marca no segundo semestre de 2022. Entretanto, a empresa está à procura de negócios business-to-business ou vendas a granel de canábis medicinal como forma de levar o produto a vários mercados e gerar receita imediata.

Portfólio de Genética da Holigen

A empresa exportou do Canadá para Portugal as suas principais variedades com alto teor de THC – a BC Pink Kush, a BC Black Cherry e a BC Strawnana, tendo estabelecido um estoque robusto de plantas-mãe saudáveis ​​para iniciar a sua primeira colheita. Além do portfólio de genética Flowr, a Holigen recebeu licenças de importação para uma ampla variedade de genéticas da Cookies, incluindo as suas conhecidas variedades ​​Gary Payton, Cereal Milk, Gelatti, Pancakes e Pink Runtz.

O processo de registo do produto e o pedido de ACM (autorização de comercialização no mercado) em Portugal, Alemanha e Reino Unido são os passos que se seguem, esperando obter aprovação no segundo semestre de 2022.

Serviços de co-fabricação

Em Portugal, existem vários cultivadores GACP, predominantemente a operar em estufas, que requerem serviços de GMP. Depois de concluir com sucesso os lotes de validação em 2021 e gerar aproximadamente 500 mil euros em receita de serviços de “pedágio” no ano passado, a empresa está agora a oferecer esses serviços para clientes adicionais. Os serviços de pedágio incluem principalmente o corte, secagem, cura e embalagem de canábis medicinal para os clientes da Holigen.

Serviços de laboratório

A unidade de Sintra tem equipamento laboratorial de última geração, incluindo máquinas de diagnóstico por GC e HPLC. Com a licença de teste de canábis GMP, a Holigen iniciou serviços de laboratório para terceiros, fornecendo testes de canábis medicinal, como testes de potência de canabinóides, alfatoxinas e ocratoxinas e testes microbiológicos. A Holigen espera que o lançamento de serviços de laboratório para terceiros resulte também numa receita anual significativa.

Publicidade
Publicidade

Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Internacional8 horas atrás

Japão dá passos para legalizar o uso medicinal de canábis

O governo do Japão está a considerar uma revisão da sua Lei de Controlo da Canábis, que permitiria o uso...

Comunicados de Imprensa1 dia atrás

EUA: Curaleaf encerra operações na Califórnia, Colorado e Oregon

A Curaleaf Holdings anunciou hoje em comunicado de Imprensa o encerramento proactivo da maioria das suas operações na Califórnia, Colorado...

Corporações1 dia atrás

Bedrocan expande produção de canábis medicinal para a Dinamarca

O produtor holandês de canábis medicinal Bedrocan vai abrir uma nova instalação na Dinamarca, de forma a responder à procura...

Internacional1 dia atrás

Malta: Registo para obter licenças de canábis inicia a 28 de Fevereiro

Já passou quase um ano desde que Malta aprovou a legislação para regulamentar o uso adulto da canábis, permitindo a posse...

Internacional2 dias atrás

França dá um passo em frente na legalização da canábis

O Conselho Económico, Social e Ambiental (Cese) de França propôs uma “legalização supervisionada” da canábis, num esforço para “ser orientado...

Comunicados de Imprensa2 dias atrás

Suíça: Linnea obtém licença para produção e exportação de API’s com alto teor de THC

A Linnea SA obteve a licença de narcóticos da Swissmedic, a equivalente suíça ao Infarmed I.P., tornando-a numa das primeiras...

Internacional2 dias atrás

Alemanha pretende concluir projecto de lei e parecer técnico sobre a legalização até final de Março

O projecto de lei do governo alemão para a legalização da canábis deverá estar concluído até ao final de Março,...

Internacional4 dias atrás

EUA: Supremo Tribunal do Arizona decide que uso de canábis medicinal durante a gravidez não constitui negligência infantil

O Supremo Tribunal do Arizona decidiu que o uso materno de canábis para enjôos matinais não constitui negligência infantil, avançou a...

Internacional4 dias atrás

República Checa: Projecto para a legalização do uso adulto poderá ser apresentado já em Março

A legislação que regulamentará a canábis para fins recreativos na República Checa poderá ver a luz do dia dentro de...

Nacional4 dias atrás

Clever Leaves despede 63 pessoas e sai de Portugal

A Clever Leaves anunciou hoje que vai abandonar as suas operações em Portugal, tendo procedido ao despedimento colectivo de 63 trabalhadores....