Connect with us
Publicidade
Publicidade

Nacional

Médicos de família debatem hoje os canabinóides na dor crónica

Publicado

em

Os médicos de família vão debater hoje as vantagens do uso dos canabinóides no tratamento da dor crónica e sensibilizar os profissionais de saúde para esta terapêutica. O evento, online, começa às 19h e é promovido pela Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF), destinando-se aos médicos de família, avançou a Agência Lusa. A dor crónica afecta um em cada três adultos em Portugal.

O Webinar, patrocinado pela Tilray Medical, tem o tema “Canabinóides na dor crónica — mitos, factos e opções terapêuticas”. O debate arranca com o médico Hugo Cordeiro, que será o moderador, e conta com a participação de Artur Aguiar, Radioncologista do IPO do Porto, e Raul Marques Pereira, coordenador do Grupo de Estudo da Dor da APMGF.

Em declarações à Lusa, Hugo Cordeiro, médico na Santa Casa da Misericórdia do Porto e membro do Grupo de Estudos de Dor da APMGF, disse que “os canabinóides para fins medicinais são uma novidade em Portugal e, portanto, espera-se que este seja o primeiro de vários eventos que visam difundir as indicações, os riscos e os benefícios” destes derivados da canábis.

Neste momento, explicou, “a maior aplicabilidade deste tipo de produtos é nos casos de doentes que não toleram as doses necessárias de outros tipos de medicação ou aqueles que não estão controlados, apesar do uso das doses máximas desse tipo de medicação”.

“Alguns estudos mostram que os canabinóides permitem inclusivamente reduzir as doses de outros tipos de substâncias, também elas com efeitos secundários importantes, e ao mesmo tempo permitem melhorar a qualidade de vida” dos utentes, salientou Cordeiro.

Questionado se ainda existem barreiras à toma desta substância, o médico disse que, nesta fase, “as maiores barreiras” serão da parte dos profissionais de saúde por “desconhecimento” ou “pouca divulgação”. “O que vemos no terreno é que já começa a haver curiosidade da parte de doentes e familiares, que muitas vezes são os primeiros a inquirir os profissionais de saúde sobre a possibilidade do uso deste tipo de substâncias”, disse Hugo Cordeiro.

Para o coordenador do Grupo de Estudo da Dor da APMGF, Raul Marques Pereira, “a maior” limitação ao uso desta substância será o preço, apesar de ter alguma comparticipação. Sobre as vantagens do seu uso, Raul Marques Pereira afirmou que “o fármaco já tem muitas provas dadas lá fora”, havendo por isso “muita segurança” na sua utilização.

No seu entender, “seria importante conseguir utilizá-lo mais”, o que passa por elucidar os médicos sobre dúvidas que possam existir e as melhores situações clínicas para o utilizar na dor refractária.

Em Portugal, um em cada três adultos tem dor crónica. “Claro que nem todos vão precisar dos canabinóides, mas há uma percentagem que vai precisar”, adiantou Raul Marques Pereira. Por ser um grupo “muito alargado” de doentes que pode beneficiar deste tipo de terapêutica, “é muito importante” expor e discutir esta terapêutica em conjunto, salientou.

Para o médico Hugo Cordeiro, o mais importante será desmistificar os perigos associados a estas substâncias: “Ter noção que são produtos que foram alvo de um extenso estudo de segurança e de qualidade e continuarão a sê-lo após a sua introdução no mercado e inclusivamente estão associados a menos efeitos secundários do que algumas das substâncias que já são utilizadas actualmente. “O uso de canabinóides pode ajudar na poupança de opióides e apresenta uma relação risco-benefício favorável, quando tomados segundo as prescrições e segundo as indicações correctas”, conclui.

Publicidade
Publicidade

Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Internacional9 horas atrás

Japão dá passos para legalizar o uso medicinal de canábis

O governo do Japão está a considerar uma revisão da sua Lei de Controlo da Canábis, que permitiria o uso...

Comunicados de Imprensa1 dia atrás

EUA: Curaleaf encerra operações na Califórnia, Colorado e Oregon

A Curaleaf Holdings anunciou hoje em comunicado de Imprensa o encerramento proactivo da maioria das suas operações na Califórnia, Colorado...

Corporações1 dia atrás

Bedrocan expande produção de canábis medicinal para a Dinamarca

O produtor holandês de canábis medicinal Bedrocan vai abrir uma nova instalação na Dinamarca, de forma a responder à procura...

Internacional2 dias atrás

Malta: Registo para obter licenças de canábis inicia a 28 de Fevereiro

Já passou quase um ano desde que Malta aprovou a legislação para regulamentar o uso adulto da canábis, permitindo a posse...

Internacional2 dias atrás

França dá um passo em frente na legalização da canábis

O Conselho Económico, Social e Ambiental (Cese) de França propôs uma “legalização supervisionada” da canábis, num esforço para “ser orientado...

Comunicados de Imprensa2 dias atrás

Suíça: Linnea obtém licença para produção e exportação de API’s com alto teor de THC

A Linnea SA obteve a licença de narcóticos da Swissmedic, a equivalente suíça ao Infarmed I.P., tornando-a numa das primeiras...

Internacional2 dias atrás

Alemanha pretende concluir projecto de lei e parecer técnico sobre a legalização até final de Março

O projecto de lei do governo alemão para a legalização da canábis deverá estar concluído até ao final de Março,...

Internacional4 dias atrás

EUA: Supremo Tribunal do Arizona decide que uso de canábis medicinal durante a gravidez não constitui negligência infantil

O Supremo Tribunal do Arizona decidiu que o uso materno de canábis para enjôos matinais não constitui negligência infantil, avançou a...

Internacional4 dias atrás

República Checa: Projecto para a legalização do uso adulto poderá ser apresentado já em Março

A legislação que regulamentará a canábis para fins recreativos na República Checa poderá ver a luz do dia dentro de...

Nacional4 dias atrás

Clever Leaves despede 63 pessoas e sai de Portugal

A Clever Leaves anunciou hoje que vai abandonar as suas operações em Portugal, tendo procedido ao despedimento colectivo de 63 trabalhadores....