Connect with us
Publicidade
Publicidade

Eventos

Conversas 4:20 – Vamos falar sobre canábis, dia 20 de Abril, em Lisboa

Publicado

em

A Social Weed e o Cannareporter promovem esta quarta-feira, dia 20 de Abril, as “Conversas 4:20”, um evento para celebrar do dia da canábis, no espaço cultural da associação Crew Hassan, em Lisboa. O evento inclui um workshop de cultivo de canábis para fins terapêuticos e uma mesa redonda com cinco convidados, que abordarão as oportunidades de trabalho e de negócio na indústria da canábis, além de várias actividades paralelas relacionadas com a planta mais falada no mundo. Veja o programa completo no final da notícia.

O projecto das “Conversas 4:20” nasceu de uma parceria entre a Social Weed, uma produtora audiovisual e cultural voltada para iniciativas relacionadas com a cultura da canábis, e o CannaReporter, um jornal online sobre canábis, fundado em 2017, com o objectivo de promover a socialização, a informação e debater temas actuais ou tendências do mercado canábico. A ideia é também que estas conversas aconteçam pelo menos uma vez por mês, de forma a divulgar mais informação e juntar a comunidade de activistas pela legalização da canábis em Portugal.

Num formato leve e intimista e com vagas limitadas a 100 pessoas, as Conversas 4:20 propõem estimular o networking entre os convidados, levando também o debate a quem não puder estar presente através do live streaming no canal de YouTube da Social Weed.

Para quem não quiser perder a oportunidade de marcar presença nesta estreia, conhecer pessoalmente os convidados e aproveitar para fazer networking o registo pode ser feito aqui

Data:
20 de Abril de 2022 às 16:20

Local:
Crew Hassan – Espaço Cultural
R. Andrade 8A, 1170-014 Lisboa
Horário: 16h20 – 23H00

Bilhetes:
Workshop Cultivo: 30 – Limitado presencialmente a 30 pessoas
Mesa Redonda: 25 – Limitado presencialmente a 100 pessoas
Workshop + Mesa Redonda: 50€

WORKSHOP

“O cultivo de canábis para uso terapêutico”
Facilitador: Thyago Bitencourt Ferreira* – Profissional na Indústria da Canábis Medicinal

Antes de mais, este workshop não incentiva ao cultivo ilegal da planta da canábis em Portugal, mas pretende conferir ferramentas àqueles que, por motivos de saúde e por sua conta e risco, cultivam e/ou pretendem cultivar canábis de forma a ter acesso a terapias à base de canabinóides.

Tópicos:

  • Introdução a planta de Canábis – Diferentes cultivares.
  • Cultivo terapêutico. Torne o seu cultivo num hobby e passe tempo em harmonia com as suas plantas.
  • Faça o seu plano, quantidade estimada que necessitará vs tempo esperado até obter a flor seca.
  • Operações realizadas no cultivo para optimizar a produtividade. 
  • Matérias-primas, equipamentos essenciais, diferentes técnicas de cultivo.
  • Fertilização, cumpra um plano previsto ou faça o seu plano.
  • Colheita, secagem e cura.
  • Como conservar a sua colheita para uso terapêutico.

*Thyago Bitencourt Ferreira é licenciado em Biologia, com mais de 10 anos dedicados a projectos que se destinam ao cultivo de plantas aromáticas e medicinais. Actualmente trabalha na indústria farmacêutica, como director de produção de empresas de canábis medicinal.

MESA REDONDA

“Oportunidades de Trabalho e de Negócio no Mercado da Canábis” 

Trabalhar no sector da canábis é o sonho de muitas pessoas que já têm alguma ligação com esta planta milenar e o momento para entrar no mercado não podia ser mais propício. Prevê-se que o sector da canábis vá gerar centenas de milhares de empregos em todo o mundo e Portugal é um ponto estratégico e de referência a nível internacional. 

Estima-se que mais de 100 empresas tenham licença do Infarmed para operar a partir de Portugal nos próximos dois anos, sendo que o nosso país já é um dos principais exportadores de canábis medicinal do mundo, com 18 empresas licenciadas e 30 toneladas de canábis exportadas em 2021. Além disso, já existem mais de 100 lojas de canábis em todo o país, além de outras empresas que enveredaram por este sector, como empresas de segurança, distribuição, agronomia, biotecnologia, química, iluminação, software, transporte, maquinaria, agências especializadas em formação, comunicação, design e organização de eventos, consultorias e gabinetes de advogados, entre muitas outros. 

Mas além da economia e dos negócios, este é também o momento de educar e de quebrar mitos e estigmas relacionados com a cultura da canábis, o que se traduz também em inúmeras oportunidades de trabalho ao nível formativo, educativo e de comunicação. Se queres saber onde estão as oportunidades para trabalhar com canábis, então não vais querer perder esta mesa redonda. Mas regista-te rápido, pois as vagas são limitadas a 100 participantes!

ORADORES CONVIDADOS

Luna Vargas Antropóloga, fundadora da Inflore
Luna Vargas é cientista social pela PUC-SP e mestre em antropologia social e etnomusicologia pela EHESS-França. Em 2007 iniciou as suas pesquisas no universo da canábis, com foco na cultura. Desde 2018 investiga o mercado de canábis no Canadá, onde desenvolveu um programa de educação, ao mesmo tempo que fez a curadoria e pesquisa de produtos de mais de 500 empresas que operam no mercado legal do Canadá. Sempre com foco na qualidade e segurança, em 2020 criou a INFLORE, um curso de formação para quem quer trabalhar na indústria da canábis nas suas diversas áreas. Com mais de 200 alunos formados, hoje a INFLORE está em 8 países e 3 continentes, promovendo o conhecimento dentro do mercado e elevando a educação da população em geral sobre a planta.

Humberto João NogueiraVice-Presidente da ACCIP
Consultor, vice-presidente da ACCIP e colaborador activo da CannaCasa – Associação do Cânhamo Industrial de Portugal, Humberto João Nogueira é um empreendedor, produtor e consultor agro-industrial luso-angolano, dedicado ao cânhamo industrial, estando também ligado à consultoria direccionada à canábis medicinal. O seu percurso profissional na indústria da canábis começou em 2014, em Angola, para fins medicinais e industriais, e mais tarde, no ano de 2017, em Portugal, com maior foco no cânhamo industrial. Em 2018 foi responsável de produção do primeiro cultivo de flor de cânhamo declarado em Portugal e desde esse ano que cultiva e apoia outros projectos. Desde 2019 que colabora com a CannaCasa e em 2021 assumiu a vice-presidência da ACCIP – Associação de Comerciantes do Cânhamo Industrial de Portugal.

Sérgio Neto – CEO e fundador da Pure Healing
Co-fundador e membro da direcção da Pure Healing, uma empresa 100% portuguesa que se dedica ao cultivo e ao estudo de canábis para fins medicinais e científicos, Sérgio Neto entrou no negócio da canábis medicinal depois de ter visto os benefícios que a planta teve nos últimos anos de vida da sua avó. Vencedor de duas distinções da Dutch Passion ao atingir os níveis mais altos de THC em duas plantas auto-florescentes, Sérgio virá partilhar um pouco da sua experiência no cultivo orgânico de canábis e na criação da Pure Healing.

André Paquete Carvalho – Retail Manager – Sensi Seeds, Amesterdão
André Paquete Carvalho, madeirense, estudou bioquímica antes de se mudar para o Reino Unido, onde trabalhou numa head-shop e aliou a paixão pessoal à carreira profissional. Mais tarde, abriu uma grow-shop no Funchal, mas acabou por se mudar para a Holanda em 2015, onde decidiu começar do zero. Enviou currículos para vários bancos de sementes e a Sensi Seeds chamou-o para uma entrevista. Hoje é o Retail Manager de Amsterdão, gere 4 lojas oficiais e dois espaços do Museu, onde tem uma equipa de 20 a 25 membros. André diz que trabalha muito, mas com gosto.

Marta Vinhas – Fundadora da Sensi Hemp
Marta Vinhas trabalhou durante 20 anos na indústria têxtil e apercebeu-se do impacto negativo que a mesma tinha, quer a nível ambiental quer a nível social. Depois de ter visitado o projecto “Cabril Eco-Rural”, onde aprendeu o ciclo do linho, desde o semear ao tear, e de ter participado na primeira edição da Cannadouro – Feira Internacional do Cânhamo, Marta começou a ter as primeiras ideias para criar algo a partir do cânhamo. Foi em 2021 que o sonho se concretizou. Marta lançou a Sensi Hemp, uma marca com peças sustentáveis, duradouras e intemporais, que pretende ser fair trade, Made in Portugal e com objectivo zero waste.

Publicidade
Publicidade

Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Internacional9 horas atrás

Japão dá passos para legalizar o uso medicinal de canábis

O governo do Japão está a considerar uma revisão da sua Lei de Controlo da Canábis, que permitiria o uso...

Comunicados de Imprensa1 dia atrás

EUA: Curaleaf encerra operações na Califórnia, Colorado e Oregon

A Curaleaf Holdings anunciou hoje em comunicado de Imprensa o encerramento proactivo da maioria das suas operações na Califórnia, Colorado...

Corporações1 dia atrás

Bedrocan expande produção de canábis medicinal para a Dinamarca

O produtor holandês de canábis medicinal Bedrocan vai abrir uma nova instalação na Dinamarca, de forma a responder à procura...

Internacional1 dia atrás

Malta: Registo para obter licenças de canábis inicia a 28 de Fevereiro

Já passou quase um ano desde que Malta aprovou a legislação para regulamentar o uso adulto da canábis, permitindo a posse...

Internacional2 dias atrás

França dá um passo em frente na legalização da canábis

O Conselho Económico, Social e Ambiental (Cese) de França propôs uma “legalização supervisionada” da canábis, num esforço para “ser orientado...

Comunicados de Imprensa2 dias atrás

Suíça: Linnea obtém licença para produção e exportação de API’s com alto teor de THC

A Linnea SA obteve a licença de narcóticos da Swissmedic, a equivalente suíça ao Infarmed I.P., tornando-a numa das primeiras...

Internacional2 dias atrás

Alemanha pretende concluir projecto de lei e parecer técnico sobre a legalização até final de Março

O projecto de lei do governo alemão para a legalização da canábis deverá estar concluído até ao final de Março,...

Internacional4 dias atrás

EUA: Supremo Tribunal do Arizona decide que uso de canábis medicinal durante a gravidez não constitui negligência infantil

O Supremo Tribunal do Arizona decidiu que o uso materno de canábis para enjôos matinais não constitui negligência infantil, avançou a...

Internacional4 dias atrás

República Checa: Projecto para a legalização do uso adulto poderá ser apresentado já em Março

A legislação que regulamentará a canábis para fins recreativos na República Checa poderá ver a luz do dia dentro de...

Nacional4 dias atrás

Clever Leaves despede 63 pessoas e sai de Portugal

A Clever Leaves anunciou hoje que vai abandonar as suas operações em Portugal, tendo procedido ao despedimento colectivo de 63 trabalhadores....