Connect with us

Cânhamo

Expo Internacional do Cânhamo em Lisboa quer mudar mentalidades, “rumo à legalização da canábis como um direito humano”

Publicado

em

Ouvir este artigo

Depois do Congresso Internacional da CannAzores, realizado nos Açores em Outubro de 2021, chega a Lisboa a CannaPortugal – Expo Internacional de Cânhamo Industrial, que vai decorrer a 18 e 19 de Junho, na FIL – Centro de Congressos de Lisboa, das 10h às 20h. O evento é organizado pela Neuron Bonus e pela Associação de Comerciantes de Cânhamo Industrial de Portugal, em parceria com a Associação Agrícola da Ilha de S. Miguel, a Associação Terra Verde, o Stoner Chef Inc. e o Conselheiro Matthew Correia, de Toronto, Canadá. 

Este é uma iniciativa que surge na sequência da missão assumida pela Professora Graça Castanho no ano passado nos Açores. “Ambos os eventos foram concebidos para acrescentar valor e acompanhar a expansão da fileira do cânhamo em particular e da indústria da canábis, em geral, bem como para reforçar o papel dos diferentes intervenientes no processo produtivo, desde as sementes até à venda e compra final da vasta gama de soluções baseadas no cânhamo, sem esquecer o impacto positivo que toda a actividade canábica tem no campo dos Direitos Humanos, Qualidade de Vida, Sustentabilidade do Planeta e Desenvolvimento Económico dos Países”, explicou ao Cannareporter.

No ano passado, aquando da realização da Cannazores, o Secretário Regional da Agricultura da Região Autónoma dos Açores, António Ventura, salientou a necessidade de diversificação de culturas para uma agricultura mais sustentável, afirmando que “a região está disponível para experimentar esta cultura com os produtores de cânhamo, investindo na educação e na formação, de forma a criar emprego e atractividade para trazer os jovens à terra”.

Agora os Açores vêm a Lisboa com o mesmo objectivo, diz Graça Castanho, “porque é nossa prioridade divulgar, em diferentes geografias, o conhecimento científico, as práticas e os processos adstritos a esta super-planta e dar a conhecer aos diversos grupos profissionais e à população em geral a necessidade de um investimento sistemático e sério neste sector produtivo”. E porquê Lisboa? “A opção pela cidade de Lisboa foi incontornável, uma vez que é na capital que as decisões políticas são feitas, sendo, portanto, o espaço ideal para o sector mostrar a sua vitalidade, força e determinação em contribuir para um mundo mais sustentável, mais democrático, mais justo e saudável”, refere a professora universitária.

Dando voz a estes desígnios, a CannaPortugal disponibilizará um vasto conjunto de iniciativas, tendo em perspetiva múltiplas metodologias para os diferentes públicos que visitarão o certame.

  • Feira com Stands para expositores nacionais e estrangeiros divulgarem as suas lojas e marcas, fazerem o lançamento e a venda de produtos, ampliarem a sua rede de contactos e partilharem projectos e inovação nas mais diversas áreas em que o cânhamo e a canábis têm vindo a ser integrados com elevado rendimento (construção civil; alimentação; combustíveis, fonte de lítio de origem vegetal, têxteis e calçado; indústria automóvel; cosmética; área de bem-estar e saúde; equipamentos e mobiliário; arte; produção de papel, etc.).
  • Fórum CannaPortugal com conferências, a dinamizar por um vasto leque de oradores nacionais e estrangeiros, especializados nas áreas científica, produção, processamento, industrialização e comercialização do cânhamo, em particular, e da canábis, no geral.
  • Workshops especializados para áreas profissionais específicas: 1. Jornalistas, advogados, forças da lei, políticos e governantes; 2. Chefes, profissionais do sector alimentar e restauração; 3. Sector da cosmética, terapias alternativas e bem-estar; 4. Médicos, enfermeiros, psicólogos, psiquiatras, outras especialidades da área da saúde, etc.; e 5. Agricultores e produtores de cânhamo e da cannabis.
  • Gabinete de Aconselhamento, na área da saúde e bem-estar, no que diz respeito ao uso das múltiplas possibilidades que o cânhamo e a cannabis oferecem ao público em geral.
  • Entrega do Global Cannabis Legalization Award a individualidades, países e projetos que muito têm contribuído para a Legalização da Canábis no mundo, abolindo mitos, tabus e preconceitos injustificados, os quais estão na base do adensar de problemas de injustiça social, económicos e de saúde pública no planeta.
  • Desfile de Moda com roupas e calçado produzidos com cânhamo com a organização da Greenfits – Sofia Fernandes.
  • Apresentação da Confraria Mundial da Cultura Canábica, retomando práticas ancestrais de convivialidade, produção artística e solidariedade em torno da planta da cannabis.
  • Lançamento do Hino da Canábis como um Direito Humano, num apontamento de criatividade e exaltação da Canábis como uma planta que tem acompanhado o evoluir histórico da humanidade, sendo considerada hoje em dia uma super-planta, capaz de garantir a sobrevivência do ser humano e a sustentabilidade do planeta.
  • “Cânhamo de Honra”. Degustação de uma bebida e canapés com cânhamo.

Graça Castanho afirma que espera receber “milhares de visitantes na Expo Internacional CannaPortugal, de diferentes faixas etárias e com interesses e formação diversificados, tendo como denominador comum a vontade de compreender melhor, acompanhar e intervir na mudança de mentalidade e práticas em curso no mundo, rumo à legalização da canábis como um direito humano”.

Como participar no evento

A Expo estará aberta ao público nos dias 18 e 19 de junho, das 10h às 20h, e o acesso às diferentes actividades será feito mediante a aquisição de bilhetes, através da internet (info@cannaportugal.com), ou presencialmente no Centro de Congressos de Lisboa.

Os custos são os seguintes:

Visita à feira – 1 dia = 15 euros; 2 dias = 20 euros

Participação no Fórum/Conferências (com direito a Certificado):
1 dia = 45 euros; 2 dias = 80 euros

Participação nos Workshops (com direito a Certificado):
Entre 50 – 60 euros

Para aquisição de bilhetes, reserva de stands e mais informações, contactar o e-mail info@cannaportugal.com. O website do evento está a ser finalizado e estará disponível em www.cannaportugal.com.

Consulte aqui o programa das Conferências e dos Workshops.

Forum-Conferências CannaPT PROGRAM Workshops CANNAPORTUGAL

 

 

____________________________________________________________________________________________________

[Aviso: Por favor, tenha em atenção que este texto foi originalmente escrito em Português e é traduzido para inglês e outros idiomas através de um tradutor automático. Algumas palavras podem diferir do original e podem verificar-se gralhas ou erros noutras línguas.]

____________________________________________________________________________________________________

O que fazes com 3€ por mês? Torna-te um dos nossos Patronos! Se acreditas que o Jornalismo independente sobre canábis é necessário, subscreve um dos níveis da nossa conta no Patreon e terás acesso a brindes únicos e conteúdos exclusivos. Se formos muitos, com pouco fazemos a diferença!

Licenciada em Jornalismo pela Universidade de Coimbra, Laura Ramos tem uma pós-graduação em Fotografia e é Jornalista desde 1998. Foi correspondente do Jornal de Notícias em Roma, Itália, e Assessora de Imprensa no Gabinete da Ministra da Educação. Tem uma certificação internacional em Permacultura (PDC) e criou o arquivo fotográfico de street-art “O que diz Lisboa?” @saywhatlisbon. Laura é actualmente Editora do CannaReporter e da CannaZine, além de fundadora e directora de programa da PTMC - Portugal Medical Cannabis. Realizou o documentário “Pacientes” e integrou o steering group da primeira Pós-Graduação em GxP’s para Canábis Medicinal em Portugal, em parceria com o Laboratório Militar e a Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa.

Clique aqui para comentar
Subscribe
Notify of

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade


Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Cânhamo14 horas atrás

Itália: Alteração que queria proibir canábis light foi arquivada

A alteração que o governo de Giorgia Meloni queria fazer na lei da canábis em Itália e que pretendia proibir...

Cânhamo15 horas atrás

A confusão do cânhamo em Portugal: ASAE apreende CBD na Kings Yard, mas deixa flores por serem para “coleccionismo”

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) apreendeu cerca de 845 produtos numa loja da Kings Yard, que “apresentavam na sua...

Cânhamo4 dias atrás

Portugal: Estudo revela disparidades alarmantes na rotulagem do CBD, que continua proibido no país

Um estudo recente sobre os produtos de CBD em Portugal revela disparidades alarmantes entre o conteúdo de canabinóides anunciado e...

Internacional4 dias atrás

Espanha: Câmara de Barcelona encerra dezenas de clubes de canábis

A Câmara Municipal de Barcelona deu início a uma forte repressão contra os clubes de canábis da cidade, ordenando o...

Internacional6 dias atrás

Alemanha aprova o primeiro clube social de canábis após a legalização

A Ministra da Agricultura da Baixa Saxónia, Miriam Staudte, anunciou esta segunda-feira que o seu gabinete autorizou o primeiro clube...

Cânhamo1 semana atrás

Tailândia cada vez mais perto de reclassificar a canábis e o cânhamo como substâncias controladas

A Tailândia deu mais um passo decisivo no sentido de voltar a proibir a canábis no país. Na passada sexta-feira,...

Internacional2 semanas atrás

Observatório Europeu da Droga e da Toxicodependência (OEDT) passa a ser Agência da União Europeia das Drogas (EUDA)

A 2 de Julho de 2024 o Observatório Europeu da Droga e da Toxicodependência (EMCDDA) passará a ser a Agência...

Eventos3 semanas atrás

ICRS – International Cannabinoid Research Society reúne médicos e investigadores em Salamanca para o 34º Simpósio sobre Canabinoides

Se pensa que a investigação com canábis é algo recente e que inda não há estudos suficientes… pense outra vez! É...

Crónica3 semanas atrás

Terroir 101 – Uma Introdução

Este artigo inicia uma série sobre temas necessários para os que acreditam que esta planta merece ser reverenciada e elevada...

Eventos3 semanas atrás

Editora do CannaReporter®, Laura Ramos, nomeada “Jornalista do Ano” nos prémios Business of Cannabis

A indústria da canábis está prestes a reunir-se em Londres para dois dias de Cannabis Europa e uma noite de...