Connect with us
Publicidade
Publicidade

Economia

Turismo de canábis nos EUA é uma indústria de 17 mil milhões e está apenas a descolar, diz a Forbes

Publicado

em

Foto: D.R.

O turismo relacionado com a canábis está prestes a explodir no mundo legalizado, em especial nos Estados Unidos da América (EUA). De acordo com uma reportagem alargada da Forbes, o turismo canábico é uma indústria que vale 17 mil milhões de dólares e está apenas a começar. WeedTour, Hibnb, Emerald Farm Tours, retiros medicinais e até um guia na Lonely Planet, são exemplos de uma indústria cuja procura vai disparar nos próximos tempos.

Segundo uma pesquisa da Harris, realizada em Maio e citada pela Forbes, mais de dois terços dos adultos americanos (68%) apoiam a legalização do uso adulto, sendo que metade de todos os millennials (50%) dizem que o acesso à canábis recreativa legal é importante ao escolher um destino de férias. Mais de quatro em dez millennials (43%) dizem que escolheram especificamente um destino onde a canábis fosse legal.

Até hoje, as viagens relacionadas com a canábis foram largamente ignoradas pelos conselhos de turismo e pela indústria, deixando milhões de dólares na mesa, diz Victor Pinho, co-fundador da Emerald Farm Tours. “Eles são turistas e estão a fazer compras, estão aqui para gastar dinheiro em canábis”, diz, explicando que os seus clientes típicos gastam entre 300 a 400 dólares no dispensário durante as suas visitas, cerca de três vezes mais do que uma transacção média com os restantes locais.

Ainda não está claro qual será o tamanho da indústria emergente de turismo de canábis ou qual será o seu potencial impacto na economia do turismo norte-americana, mas os dados preliminares são muito promissores. Um estudo nacional pré-pandemia de 2020 da empresa de pesquisa de mercado MMGY Travel Intelligence descobriu que quase um em cada cinco (18%) dos viajantes de lazer americanos está interessado em experiências relacionadas com a canábis nas suas férias. O valor sobe para 62%, quando a amostra da pesquisa inclui apenas os adultos com mais de 21 anos e cujo rendimento familiar anual é superior a 50 mil dólares.

“Para cada dólar gasto numa loja de canábis, há um efeito multiplicador, com 2,8 mil milhões direccionados para a economia local” – disse Beau Whitney à Forbes

A canábis legal está a impulsionar outros negócios emergentes. Dos 25 mil milhões em vendas legais de canábis em 2021, a Forbes estima que até 4 mil milhões foram gerados por turistas, que além da canábis gastaram em restaurantes, hotéis, atracções e outras lojas, além de contribuirem para impostos estatais e municipais. “Para cada dólar gasto numa loja de canábis, há um efeito multiplicador, com 2,8 mil milhões direccionados para a economia local”, disse à Forbes Beau Whitney, fundador e economista-chefe da Whitney Economics, líder em consultoria de negócios de canábis e cânhamo nos EUA.

Leia a reportagem completa da Forbes aqui.

Publicidade

Mais recentes

Entrevistas4 dias atrás

Paulo Correia: “Foi com a erva que deixei o álcool e as outras drogas”

Paulo Correia talvez represente aquelas pessoas que não tiveram igualdade de oportunidades na vida, logo desde a infância. O segundo...

Internacional4 dias atrás

Espanha: Congresso dos Deputados aprova lei da canábis medicinal

O Congresso dos Deputados de Espanha aprovou esta semana a regulamentação da canábis medicinal. O relatório que foi a votação na subcomissão...

Eventos1 semana atrás

Cannabis Europa: Mercado do Reino Unido pode crescer mais de 1000 milhões de libras até 2026

Uma análise da Prohibition Partners mostra que o mercado do Reino Unido pode crescer mais de mil milhões de libras...

Eventos2 semanas atrás

Vasco Bettencourt, Director da Unidade de Licenciamentos do Infarmed, preside sessão de abertura da PTMC – Portugal Medical Cannabis

O Director da Unidade de Licenciamentos do INFARMED, Vasco Bettencourt, vai presidir a sessão da abertura da conferência PTMC –...

Internacional2 semanas atrás

EFSA suspende avaliação de pedidos de CBD como “novo alimento”

A avaliação de pedidos de submissão do canabidiol (CBD) enquanto novo alimento na Agência Europeia de Segurança Alimentar (EFSA) está...

Internacional3 semanas atrás

Luxemburgo aprova auto-cultivo de 4 plantas de canábis por residência

O Conselho de Ministros do Luxemburgo aprovou formalmente, na passada sexta feira, alterações legislativas que permitem o consumo de canábis...

Nacional3 semanas atrás

Luís Figo lança a sua marca de produtos de CBD

Já não é notícia que o CBD (canabidiol) ajuda na recuperação de lesões desportivas e que muitos atletas são embaixadores...

Saúde3 semanas atrás

O potencial terapêutico da canábis em patologias do foro oncológico

De acordo com a União Europeia (UE), o cancro é a segunda principal causa de mortalidade nos países da UE,...

Economia3 semanas atrás

Turismo de canábis nos EUA é uma indústria de 17 mil milhões e está apenas a descolar, diz a Forbes

O turismo relacionado com a canábis está prestes a explodir no mundo legalizado, em especial nos Estados Unidos da América...

Nacional3 semanas atrás

João Gama lança o livro “Regular e Proteger: por uma nova política de drogas”

O advogado e professor da Universidade Católica, João Taborda da Gama, lança amanhã o livro “Regular e Proteger: por uma...

Publicidade