Connect with us
Publicidade
Publicidade

Saúde

O potencial terapêutico da canábis em patologias do foro oncológico

Publicado

em

Foto: D.R.

De acordo com a União Europeia (UE), o cancro é a segunda principal causa de mortalidade nos países da UE, após as doenças cardiovasculares. Todos os anos, 2,6 milhões de pessoas são diagnosticadas com cancro e mais 1,2 milhões de pessoas morre devido à doença. A descoberta do sistema endocanabinóide impulsionou não apenas a investigação científica sobre a planta canábis como também a sua utilização na atenuação de sintomas decorrentes de diversas patologias, nomeadamente do foro oncológico.

A investigação constante, numa área de intervenção tão importante como o cancro, é, inquestionavelmente, necessária. A maioria dos tratamentos que existem actualmente não é eficaz e provoca efeitos adversos significativos, reduzindo a qualidade de vida do paciente e colocando em causa a adesão do mesmo ao tratamento.

A procura de soluções e consequentemente de informação sobre o potencial terapêutico dos canabinóides na área de oncologia por parte de pacientes aumentou exponencialmente nos últimos anos.

Se por um lado é evidente o impacto benéfico dessa procura, nomeadamente através da legalização da canábis para fins medicinais em Portugal, por outro lado torna-se extremamente importante a intervenção por parte dos profissionais de saúde no esclarecimento e educação destes pacientes. Grande parte da informação disponível não está fundamentada em evidencia científica, promovendo a criação de falsas expectativas e obtenção de produtos por vias contestáveis, colocando em risco a saúde dos doentes.

CONTROLO DA DOR

Cannabis and Pain – Fonte: 2. Multicenter, Double-Blind, Randomized, Placebo-Controlled, Parallel-Group Study of the Efficacy, Safety, and Tolerability of THC:CBD Extract and THC Extract in Patients with Intractable Cancer-Related Pain

A dor é um sintoma associado à doença oncológica e que afeta cerca de 70 a 90% dos doentes com cancro em estádios avançados. Pode ser caracterizada como dor neuropática, quando o tumor invade o tecido nervoso, causando uma lesão ou disfunção primária do sistema nervoso central ou periférico.  Quando o tumor exerce pressão sobre algum órgão ou irradia sobre tecidos adjacentes, provoca uma dor visceral de características inflamatórias.

Não existe evidência científica que comprove a eficácia dos fitocanabinóides quando utilizados isoladamente, como monoterapia, no tratamento da dor, no entanto, quando integrados no protocolo terapêutico associados a outros analgésicos são eficazes na atenuação da dor, na redução da medicação coadjuvante (opióides) a na atenuação de efeitos adversos decorrentes de outros medicamentos.

  1. Results of a Double-Blind, Randomized, Placebo-Controlled Study of Nabiximols Oromucosal Spray as an Adjunctive Therapy in Advanced Cancer Patients with Chronic Uncontrolled Pain (https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/28923526/)
  2. Multicenter, Double-Blind, Randomized, Placebo-Controlled, Parallel-Group Study of the Efficacy, Safety, and Tolerability of THC:CBD Extract and THC Extract in Patients with Intractable Cancer-Related Pain (https://www.jpsmjournal.com/article/S0885-3924(09)00787-8/fulltext)
  3. The effects of cannabis, cannabinoids, and their administration routes on pain control efficacy and safety: A systematic review and network meta-analysis (https://www.japha.org/article/S1544-3191(19)30353-X/fulltext)
  4. Efficacy, tolerability and safety of cannabis-based medicines for cancer pain : A systematic review with meta-analysis of randomized controlled trials (https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/31073761/)

CONTROLO DE NÁUSEAS E VÓMITOS

Os antineoplásicos utilizados para tratamento de doenças oncológicas manifestam diversos efeitos adversos nos doentes, nomeadamente náuseas e vómitos. Estas manifestações secundárias são desconfortáveis para o doente e influenciam não só a sua adesão ao tratamento como a sua dieta. De acordo com ensaios clinicos realizados em humanos, os fitocanabinóides (THC) são eficazes na atenuação das náuseas e vómitos associados a tratamentos oncológicos.

  1. Oral THC:CBD cannabis extract for refractory chemotherapy-induced nausea and vomiting: a randomised, placebo-controlled, phase II crossover trial. (https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/32801017/)
  2. Preliminary efficacy and safety of an oromucosal standardized cannabis extract in chemotherapy-induced nausea and vomiting (https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2997305/)
  3. Efficacy of dronabinol alone and in combination with ondansetron versus ondansetron alone for delayed chemotherapy-induced nausea and vomiting.(https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/17355735/)
  4. Dronabinol and prochlorperazine in combination for treatment of cancer chemotherapy-induced nausea and vomiting(https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/088539249190026Z)
  5. Nabilone versus prochlorperazine for control of cancer chemotherapy-induced emesis in children: a double-blind, crossover trial(https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/3035479/)
  6. Prospective randomized double-blind trial of nabilone versus domperidone in the treatment of cytotoxic-induced emesis(https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/3017596/)

ESTIMULAÇÃO DO APETITE   

Cannabis and Pain: Cannabinoid Delivery Systems for Pain and Inflammation Treatment

A anorexia e caquexia são síndromes multifatoriais caracterizados por crescente perda de massa dos músculos esqueléticos com ou sem perda de massa gorda que não podem se completamente revertidas pelo suporte nutricional convencional e que levam a uma incapacidade funcional progressiva. Sabemos que o sistema endocanabinóide desempenha um papel crucial na regulação de várias funções biológicas, nomeadamente na regulação do apetite e vários estudos científicos comprovam o potencial terapêutico dos fitocanabinóides, nomeadamente o THC, na estimulação do apetite. Por este motivo e tendo em conta a reduzida toxicidade os fitocanabinóides representam uma ferramenta importante para pacientes oncológicos, em que a falta de apetite e a desnutrição são sintomas frequentes.

  1. Efficacy of medicinal cannabis for appetite-related symptoms in people with cancer: A systematic review (https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/35360989/)
  2. Medical marijuana for cancer (https://acsjournals.onlinelibrary.wiley.com/doi/full/10.3322/caac.21260)
  3. Pharmacokinetics of Cannabis in Cancer Cachexia-Anorexia Syndrome (https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/26883879/)
  4. New Prospect for Cancer Cachexia: Medical Cannabinoid (https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6360413/)

QUALIDADE DE VIDA

Quando o tratamento à base de canabinóides é implementado de forma adequada e com acompanhamento de profissionais de saúde o impacto do mesmo é, inicialmente, observável através da atenuação de certos sintomas como a dor, espasticidade etc.  A modulação destes sintomas tem um impacto direto na melhoria da qualidade do sono o que por consequência promove uma melhoria do humor, redução dos níveis de ansiedade e melhoria da qualidade de vida no geral.

Qualidade de Sono:

  1. Treating insomnia symptoms with medicinal cannabis: a randomized, crossover trial of the efficacy of a cannabinoid medicine compared with placebo (https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/34115851/)
  2. Effect Of D-9-Tetrahydrocannabinol And Cannabidiol On Nocturnal Sleep And Early-Morning Behavior In Young Adults (https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/15118485/)
  3. Medical cannabis and cannabinoids for impaired sleep: a systematic review and meta-analysis of randomized clinical trials (https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/34546363/)

Humor e Ansiedade:

  1. Effects of ∆9-tetrahydrocannabinol on aversive memories and anxiety: a review from human studies (https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC7448997/)
  2. Cannabidiol presents an inverted U-shaped dose-response curve in a simulated public speaking test. (https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/30328956/)
  3. Neural Basis Of Anxiolytic Effects Of Cannabidiol (CBD) In Generalized Social Anxiety Disorder: A Preliminary Report (https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/20829306/)
  4. Effects of Cannabidiol (CBD) on Regional Cerebral Blood Flow (https://www.nature.com/articles/1300340)

ATIVIDADE ANTI-TUMORAL

Mechanisms of antiproliferative, proapoptotic and proautophagic effects of cannabinoids on cancer cells. – Cannabinoids as anticancer drugs: current status of preclinical research

Em modelos pré-clínicos foi possível demonstrar as propriedades anti tumorais dos fitocanabinóides (THC e CBD) em vários tipos de tumores, nomeadamente gliomas, melanoma, entre outros. O mecanismo de ação anti tumoral assenta na capacidade de bloqueio de várias vias envolvidas na progressão de células cancerígenas. Assim, e de acordo com os estudos realizados, os canabinóides exercem a sua atividade anti tumoral através da inibição da proliferação de células cancerígenas, interferindo com a angiogénese e processos metastáticos e induzindo a sua morte por autofagia e apoptose.

O efeito anti tumoral dos canabinóides demonstrado através de linhas celulares e modelos animais é notável, no entanto, não é possível garantir que se alcancem os mesmos resultados em humanos.

  1. The use of cannabinoids as anticancer agentes (https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/26071989/)
  2. Towards the use of cannabinoids as antitumour agentes (https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/22555283/)
  3. Anti-tumoral action of cannabinoids: involvement of sustained ceramide accumulation and extracellular signal-regulated kinase activation (https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/10700234/)
  4. Antineoplastic activity of cannabinoids (https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/1159836/)
  5. Cannabinoid action induces autophagy-mediated cell death through stimulation of ER stress in human glioma cells (https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/19425170/
  6. Inhibition of tumor angiogenesis by cannabinoids (https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/12514108/)
  7. Cannabinoids inhibit glioma cell invasion by down-regulating matrix metalloproteinase-2 expression (https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/18339876/)
  8. A combined preclinical therapy of cannabinoids and temozolomide against glioma (https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/21220494/)
  9. Review of Various Herbal Supplements as Complementary Treatments for Oral Cancer (https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/26863913/)

CONCLUSÃO

É evidente e incontestável o potencial terapêutico dos canabinóides em patologias do foro oncológico, nomeadamente a nível do controlo de diversos sintomas adversos decorrentes dos tratamentos e da própria patologia, existindo cada vez mais estudos que permitem a aquisição e consolidação de conhecimentos nesta área. A escassez de estudos que permitam examinar o potencial anti tumoral dos canabinóides em humanos é uma realidade e é da responsabilidade dos profissionais de saúde que acompanham estes doentes a clarificação dos resultados expectáveis da implementação de um tratamento à base de canabinóides.
___________________________________________________

*Soraia Tomás é Enfermeira, licenciada pela Escola Superior de Enfermagem de Coimbra em 2015. Desempenhou funções nos cuidados intensivos de cirurgia Cardio-Torácica e transplantação pulmonar em Lisboa. Neste momento trabalha no Spine Center, serviço de cirurgia à coluna e unidade de cuidados intensivos de cirurgia geral no Hospital da Luz em Coimbra, cidade onde reside. Entusiasta na área da Canábis Medicinal, é membro do conselho científico do Observatório Português de Canábis Medicinal, esteve presente em conferências neste âmbito (Portugal Medical Cannabis, Cannabis Europa, CannX, entre outras) e obteve uma pós-graduação em GMP’s para Canábis Medicinal, curso realizado pelo Observatório Português de Canábis Medicinal em parceria com o Laboratório Militar de Produtos Químicos e Farmacêuticos e a Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa. Presidente da Direcção da APCANNA – Associação Portuguesa de Informação sobre Canábis, pretende desenvolver projetos dedicados à divulgação, educação e formação em canábis medicinal a profissionais de saúde e ao público em geral, promovendo desta forma a excelência na prática profissional e o acesso seguro e eficaz a terapias com canabinóides.

Publicidade

Mais recentes

Entrevistas4 dias atrás

Paulo Correia: “Foi com a erva que deixei o álcool e as outras drogas”

Paulo Correia talvez represente aquelas pessoas que não tiveram igualdade de oportunidades na vida, logo desde a infância. O segundo...

Internacional4 dias atrás

Espanha: Congresso dos Deputados aprova lei da canábis medicinal

O Congresso dos Deputados de Espanha aprovou esta semana a regulamentação da canábis medicinal. O relatório que foi a votação na subcomissão...

Eventos1 semana atrás

Cannabis Europa: Mercado do Reino Unido pode crescer mais de 1000 milhões de libras até 2026

Uma análise da Prohibition Partners mostra que o mercado do Reino Unido pode crescer mais de mil milhões de libras...

Eventos2 semanas atrás

Vasco Bettencourt, Director da Unidade de Licenciamentos do Infarmed, preside sessão de abertura da PTMC – Portugal Medical Cannabis

O Director da Unidade de Licenciamentos do INFARMED, Vasco Bettencourt, vai presidir a sessão da abertura da conferência PTMC –...

Internacional2 semanas atrás

EFSA suspende avaliação de pedidos de CBD como “novo alimento”

A avaliação de pedidos de submissão do canabidiol (CBD) enquanto novo alimento na Agência Europeia de Segurança Alimentar (EFSA) está...

Internacional3 semanas atrás

Luxemburgo aprova auto-cultivo de 4 plantas de canábis por residência

O Conselho de Ministros do Luxemburgo aprovou formalmente, na passada sexta feira, alterações legislativas que permitem o consumo de canábis...

Nacional3 semanas atrás

Luís Figo lança a sua marca de produtos de CBD

Já não é notícia que o CBD (canabidiol) ajuda na recuperação de lesões desportivas e que muitos atletas são embaixadores...

Saúde3 semanas atrás

O potencial terapêutico da canábis em patologias do foro oncológico

De acordo com a União Europeia (UE), o cancro é a segunda principal causa de mortalidade nos países da UE,...

Economia3 semanas atrás

Turismo de canábis nos EUA é uma indústria de 17 mil milhões e está apenas a descolar, diz a Forbes

O turismo relacionado com a canábis está prestes a explodir no mundo legalizado, em especial nos Estados Unidos da América...

Nacional3 semanas atrás

João Gama lança o livro “Regular e Proteger: por uma nova política de drogas”

O advogado e professor da Universidade Católica, João Taborda da Gama, lança amanhã o livro “Regular e Proteger: por uma...

Publicidade