Connect with us
Publicidade
Publicidade

Internacional

Suíça legaliza canábis para uso medicinal, incluindo a exportação

Publicado

em

Foto: Montagem de João Xabregas

Desde o início de Agosto que a Suíça se juntou aos países europeus que já permitem  a utilização de canábis para fins medicinais através de receita médica. Antes desta lei, os pacientes tinham que fazer um pedido ao Gabinete Federal de Saúde Pública, mas com a nova legislação o acesso torna-se mais fácil e passa também a ser permitida a exportação de canábis para fins medicinais. Para isso, as empresas têm de adquirir uma autorização junto da Swissmedic, a autoridade reguladora de medicamentos e dispositivos médicos na Suíça. 

De forma a proceder à legalização da canábis para fins medicinais no país, o Conselho Federal Suíço retirou a proibição da canábis para fins medicinais, alterando assim novamente a lei sobre narcóticos que o parlamento tinha aprovado em Março do 2021, noticiou a Forbes. A nova regulamentação para fins medicinais veio no seguimento da crescente procura de autorizações nos últimos anos. 

Segundo a SWI swissinfo.ch, o Gabinete Federal de Saúde Pública emitiu cerca de 3.000 autorizações para pacientes com cancro, doenças neurológicas ou esclerose múltipla em 2019. No entanto, este número excluiu os pacientes que obtiveram canábis no mercado ilegal.

Até hoje, a lei permitia produtos contendo níveis elevados de CBD e com menos de 1% de THC, que é o limite estabelecido para a indústria do cânhamo no país, enquanto a canábis para uso adulto é ainda considerada ilegal. No entanto, a Suíça iniciou um programa experimental para o uso adulto de canábis, com o objectivo de obter e fornecer informações para regulamentar a canábis em todo o país através da venda de produtos de canábis para uso adulto em Basel a cerca de 400 voluntários. Zurique também já tem um programa piloto a decorrer.

Em Junho, a Universidade de Genebra publicou um estudo que estimava que o impacto económico da legalização na Suíça geraria um volume de negócios anual de cerca de 1,02 mil milhões de euros e criaria cerca de 4.400 empregos a tempo inteiro, enquanto outro estudo publicado em 2020 estimava que o mercado suíço de canábis valeria até 514 milhões de euros. 

Em termos económicos, a legalização da canábis para fins medicinais beneficiaria as inúmeras empresas de CBD do país, uma vez que estas poderiam exportar produtos com um nível de THC de até 1%, como canábis para fins medicinais, tornando o país competitivo no continente europeu. 

Segundo a Forbes, sector do CBD ganhou popularidade na Suíça nos últimos anos, uma vez que não está sujeito à Lei dos Narcóticos, porque não produz quaisquer efeitos psicoactivos. No entanto, a Associação Suíça de Químicos advertiu em Fevereiro que a grande maioria dos produtos vendidos contendo CBD não cumprem os requisitos legais, uma vez que a quantidade de THC excede os limites legais. 

Ao legalizar a canábis para fins medicinais, a Suíça procura uma regulamentação adequada para permitir o acesso ao tratamento médico com produtos de canábis e, simultaneamente, proteger a população, contendo e combatendo o mercado ilegal de canábis, que há anos que abastece amplamente os doentes com canábis para fins medicinais. 

Além disso, o programa de ensaios para a venda de canábis para uso adulto poderia convencer os legisladores a legalizar a canábis para uso adulto no país. A Suíça tem demonstrado ter uma abordagem progressista ao estabelecer a sua política de drogas ao longo dos anos.  

A legalização da canábis para fins medicinais é, portanto, o último passo que traça uma nova tendência na Europa no que diz respeito às políticas sobre a canábis. Nos últimos anos, vários países europeus têm demonstrado interesse em legalizar a canábis para uso adulto ou medicinal como uma nova solução para proteger a saúde pública e combater o mercado ilegal. 

Publicidade

Mais recentes

Nacional5 horas atrás

Portugal: Exportações de canábis não param de crescer, mas Infarmed rectifica números divulgados em Março

A canábis produzida em Portugal já ruma para quatro continentes, de acordo com os dados do relatório divulgado pelo Infarmed,...

Nacional3 dias atrás

Em Portugal já foram prescritos mais de 10kg de canábis, mas só há 5 pedidos de ACM no Infarmed

As vendas de canábis para fins medicinais em Portugal ainda são pouco expressivas, mas mostram sinais de crescimento, de acordo...

Nacional3 dias atrás

Portugal: Infarmed já atribuiu 61 licenças e 172 pré-licenças relacionadas com canábis medicinal

O Infarmed — Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde I.P. atribuiu, até final de Junho de 2022, 61...

Internacional3 dias atrás

Espanha substitui multas de consumo e posse de drogas por “actividades de reeducação”

Os seis grupos parlamentares espanhóis (PSOE, Unidas Podemos, PNV, ERC, Junts e EH Bildu), chegaram a acordo para a reforma...

Nacional4 dias atrás

Infarmed publica relatório sobre a evolução da actividade da canábis medicinal em Portugal

O Infarmed — Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde I.P. publicou uma análise relativa às actividades desenvolvidas no sector da...

Corporações4 dias atrás

Snoop Dog e British American Tobacco investem no Sanity Group

O Sanity Group anunciou esta semana um dos maiores financiamentos numa empresa de canábis na Europa, com de 37.6 milhões de dólares...

Internacional4 dias atrás

Austrália: 1 milhão de dólares em multas por “falsas” alegações de saúde

A entidade reguladora de medicamentos australiana, a Therapeutic Goods Administration (TGA), emitiu 73 notificações de infracção sobre as alegações das...

Comunicados de Imprensa4 dias atrás

Cannadouro Magazine: Número 7 já está nas bancas. Veja aqui como receber a revista em casa

O número 7 da Cannadouro Magazine já está nas bancas, com muita informação em português sobre a actualidade do mundo...

Comunicados de Imprensa5 dias atrás

Portugal: Mais um arguido por tráfico de estupefacientes

O Comando Territorial de Braga, através do Posto Territorial do Braga, ontem, dia 27 de setembro, deteve um homem de...

Comunicados de Imprensa5 dias atrás

Akanda vai exportar uma tonelada de canábis de Portugal para a Alemanha

O acordo entre a portuguesa Akanda e a Cansativa GmbH vai arrancar com a exportação de uma tonelada de canábis...