Connect with us

Nacional

Em Portugal já foram prescritos mais de 10kg de canábis, mas só há 5 pedidos de ACM no Infarmed

Publicado

em

Ouvir este artigo
Único produto detentor de ACM em Portugal, produzido em Cantanhede pela Tilray.

As vendas de canábis para fins medicinais em Portugal ainda são pouco expressivas, mas mostram sinais de crescimento, de acordo com os dados revelados ontem pelo Infarmed. Com apenas um produto (flor seca com 18% de THC) e um medicamento (Sativex) nas farmácias, os pacientes em Portugal afirmam que ainda há muito caminho a percorrer. Há apenas 5 pedidos de ACM (Autorização de Colocação no Mercado) a aguardar avaliação no regulador português, o que não reponde às necessidades dos pacientes, alerta Paula Mota, do Movimento das Mães pela Canábis.

A canábis para fins medicinais em Portugal foi legalizada em 2018, no entanto, só em 2021 foi autorizada a primeira preparação à base de canábis em Portugal. As prescrições desta preparação, ao abrigo da legislação que prevê as ACM, têm dado sinais de crescimento, ainda que esteja apenas aprovado um produto ao abrigo deste regime (Tilray Flor Seca THC 18).

No primeiro semestre de 2021 foram prescritas 126 embalagens de flores da Tilray, valor que quase triplicou no segundo semestre, com 334 embalagens receitadas pelos médicos. De 2021 a Junho de 2022, o produto já foi prescrito 823 vezes, tendo no primeiro semestre deste ano quase triplicado o seu valor homólogo, para 326 prescrições.

No total, em 2021 f0ram prescritos sensivelmente 5kg de canábis, valor que na primeira metade de 2022 subiu para 10kg e que pode alcançar os 20kg anuais de consumo doméstico. A terapêutica, que não é comparticipada pelo estado, apesar de só poder ser utilizada como último recurso, já custou aos pacientes mais de 120 mil euros.

Prescrições de canábis em Portugal desde 2019

Regulador está a analisar apenas 5 pedidos de ACM

Os pedidos de Autorização de Colocação no Mercado (ACM), preconizados na legislação da canábis para fins medicinais, estabeleceram um conjunto de mecanismos que permitem que as empresas produzam preparações e substâncias à base de canábis para fins medicinais. Estes procedimentos visam permitir que as empresas coloquem os seus produtos no mercado português sem terem que recorrer ao procedimento de Autorização de Introdução no Mercado (AIM) a nível europeu.

Foram realizados treze pedidos de ACM desde 2019. No entanto, apenas um foi aprovado e 5 estão em análise, tendo os outros 7 sido invalidados, indeferidos ou cancelados.

Quadro com informação relativa aos pedidos de ACM de preparações e substâncias à base de canábis, desde 2019. Relatório “Canábis Medicinal – Evolução da atividade” do Infarmed, IP.

Pacientes insatisfeitos com lentidão do processo

Ao CannaReporter, Paula Mota, que encabeça o Movimento Mães pela Canábis, afirma que o produto em causa não satisfaz as necessidades de muitos doentes, pois está “indicado para pacientes acima dos 25 anos e proibida a menores de 18. Além disso, a sua prescrição é só para algumas patologias, nomeadamente a dor crónica, náuseas, espasticidade, glaucoma, o que deixa de fora a epilepsia, por exemplo”. A jurista, que tem uma filha de 13 anos com epilepsia refractária, alerta que não existe nenhum produto com ACM “adequado a crianças e adultos portadores de epilepsia, sendo esta a patologia onde temos verificado mais procura por este tipo de preparações à base de canábis”. Por outro lado, a fundadora do Movimento adverte que o “custo do produto é impraticável para a maioria dos pacientes portugueses” salientando ainda que “o facto de alguns médicos não prescreverem deve-se à falta de informação analítica relativamente ao conteúdo da flor ou ainda porque consideram que vaporizar não é a melhor forma de usar esta planta.”

Paula Mota relembra que “os produtos que os pacientes portugueses mais necessitam são as preparações de óleos à base da planta da canábis, com predominância de CBD e índices de THC mais baixos, uma vez que a maioria destas preparações são também usadas por crianças e por pacientes em que a vaporização não é aconselhada”.

O CannaReporter enviou vários pedidos de declarações adicionais que no momento de publicação do artigo ainda não tinham sido respondidos. Assim, o artigo será actualizado à medida que as declarações sejam dadas pelos vários intervenientes na indústria.  

 

____________________________________________________________________________________________________

[Aviso: Por favor, tenha em atenção que este texto foi originalmente escrito em Português e é traduzido para inglês e outros idiomas através de um tradutor automático. Algumas palavras podem diferir do original e podem verificar-se gralhas ou erros noutras línguas.]

____________________________________________________________________________________________________

O que fazes com 3€ por mês? Torna-te um dos nossos Patronos! Se acreditas que o Jornalismo independente sobre canábis é necessário, subscreve um dos níveis da nossa conta no Patreon e terás acesso a brindes únicos e conteúdos exclusivos. Se formos muitos, com pouco fazemos a diferença!

+ posts

Sou um dos directores do CannaReporter, que fundei em conjunto com a Laura Ramos. Sou natural da inigualável Ilha da Madeira, onde resido actualmente. Enquanto estive em Lisboa na FCUL a estudar Engenharia Física, envolvi-me no panorama nacional do cânhamo e canábis tendo participado em várias associações, algumas das quais, ainda integro. Acompanho a industria mundial e sobretudo os avanços legislativos relativos às diversas utilizações da canábis.

Posso ser contactado pelo email joao.costa@cannareporter.eu

+ posts
1 Comment
Subscribe
Notify of

1 Comentário
Inline Feedbacks
View all comments
Andre Carvalho
1 ano atrás

quantas tonelas Portugal produz? Quanto e’ que e’ prescrito nos paises onde exportamos? para onde vai toda a producao?
Facam as contas!

Last edited 1 ano atrás by Andre Carvalho
Publicidade


Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Eventos6 dias atrás

CannaTrade regressa a Zurique de 24 a 26 de Maio

A CannaTrade – Feira e Festival Internacional do Cânhamo de Zurique atinge em 2024 a maioridade, celebrando a sua 18ª...

Comunicados de Imprensa1 semana atrás

Grupo SOMAÍ e a sua subsidiária RPK Biopharma ampliam parceria com Cookies para incluir Europa e Reino Unido

LISBOA, PORTUGAL, 16 de maio de 2024 /EINPresswire.com/ — O Grupo SOMAÍ (“SOMAÍ”) e a sua subsidiária, RPK Biopharma expandiram...

Nacional1 semana atrás

Portugal: Consumo estimado de CBD aumenta, apesar da proibição

O relatório “Cannabis in Portugal”, realizado pela Euromonitor International, divulgou os dados mais recentes sobre a indústria da canábis, os...

Nacional2 semanas atrás

“Canábis. Maldita e Maravilhosa”, de Margarita Cardoso de Meneses, chega às livrarias a 16 de Maio

Margarita Cardoso de Meneses, colaboradora do CannaReporter®, acaba de publicar o livro “Canábis. Maldita e Maravilhosa”, editado pela Oficina do...

Comunicados de Imprensa2 semanas atrás

Montemor-o-Velho: Detido por cultivo de canábis

O Comando Territorial de Coimbra, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) do Destacamento Territorial de Montemor-o-Velho, hoje, dia 9...

Eventos2 semanas atrás

PTMC – Portugal Medical Cannabis reúne indústria da canábis medicinal a 22 de Maio, em Lisboa

A PTMC – Portugal Medical Cannabis vai reunir os profissionais da indústria da canábis medicinal no próximo dia 22 de...

Corporações2 semanas atrás

EUA: MedMen declara falência com 400 milhões de dólares de dívidas

A gigante norte-americana da canábis MedMen entrou em colapso sob o peso da sua dívida, anunciando na semana passada que...

Notícias3 semanas atrás

Estudo revela que legalização da canábis não aumenta consumo de outras substâncias

Um dos argumentos mais usados contra a legalização da canábis para uso adulto ou recreativo tem sido a ideia de...

Cânhamo3 semanas atrás

Letónia: Hemp School, da Obelisk Farm, é finalista do Prémio EFT Green Skills 2024

A Obelisk Farm continua a ser reconhecida mundo fora pela sua abordagem sui generais à exploração do cânhamo industrial. O projecto familiar, que...

Eventos3 semanas atrás

EUA: CannMed 24 Innovation & Investment Summit regressa a Marco Island, na Florida, de 12 a 15 de Maio

É uma das mais importantes conferências científicas sobre a indústria da canábis medicinal e regressa a Marco Island, na Florida,...