Connect with us
Publicidade
Publicidade

Nacional

Portugal: Infarmed já atribuiu 61 licenças e 172 pré-licenças relacionadas com canábis medicinal

Publicado

em

O regulador português já atribuíu à data 172 pré-licenças para as várias actividades que englobam o sector da canábis medicinal

O Infarmed — Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde I.P. atribuiu, até final de Junho de 2022, 61 licenças e 172 pré-licenças a empresas com actividades relacionadas com  canábis medicinal. O relatório foi divulgado ontem em primeira mão ao Cannareporter e demonstra, inequivocamente, a atractividade do sector da canábis em Portugal, com vários pedidos de licenciamento em análise. de acordo com os dados, o número de empresas poderá duplicar nos próximos anos.

Portugal iniciou em 2018 a regulamentação da canábis para fins medicinais, incluindo disposições legais para as actividades de produção e transformação de canábis, destinadas ao mercado medicinal. Apesar do interesse das empresas e de Portugal ter emitido a sua primeira licença em 2014, foi com a progressiva clarificação do enquadramento legal que o volume de licenciamentos  disparou.

De acordo com o relatório publicado pela Direcção de Inspecção e Licenciamento do Infarmed, ao qual o Cannareporter teve acesso ontem, em primeira mão, a indústria da canábis medicinal portuguesa tem vindo a consolidar-se em Portugal e o número de empresas licenciadas pode mais do que duplicar.

Licenças, Pré-Licensas e Autorizações

O relatório publicado pelo regulador português faz um balanço sobre a evolução das actividades relacionadas com a área da canábis para fins medicinais em Portugal, com dados até Junho de 2022. No documento, encontram-se descritos os indicadores relativos ao número de entidades e ao número global de pedidos e engloba as actividades de Cultivo, Fabrico, Importação/Exportação e Comercialização.

De acordo com os dados do Infarmed, à data encontram-se atribuídas 61 licenças, sendo que 20 são de cultivo, 8 de transformação, 23 de importação/exportação e 10 de comercialização.

Importação e exportação disparam

Os sinais de vitalidade da indústria da canábis em Portugal são comprovados pelas mais de 100 entidades que já deram início ao processo de licenciamento.

Segundo o relatório, em Junho encontravam-se 40 entidades na primeira fase de licenciamento (Sem aptidão documental – pedidos que não apresentaram toda a documentação necessária para a continuidade do processo), e 90 na segunda fase (Com aptidão documental – após emissão de pré-licença, onde a actividade é iniciada de forma condicional e controlada).

Os sinais de maturação da indústria em termos europeus e globais são evidentes nos dados apresentados, onde as actividades de importação/exportação assumem maior expressividade, com 93 entidades a solicitar ao regulador licenciamento.

Entre as 40 entidades que se encontram na primeira fase de licenciamento, a actividade que assume maior expressividade é a de cultivo. A actividade primária de produção conta com 33 entidades na primeira etapa de licenciamento. Nas restantes actividades, as entidades na primeira fase do procedimento distribuem-se pelas actividades de fabrico (16 entidades), importação/exportação (14 entidades) e comercialização, com 4 pedidos na primeira fase de análise. (Ver quadro abaixo)

172 pré-licenças atribuídas a 90 entidades 

No que diz respeito às entidades que se encontram num estado mais avançado de licenciamento (segunda fase de licenciamento), as actividades de importação/exportação e de cultivo são as que têm mais expressividade.

No total, o Infarmed atribuíu 172 pré-licenças, distribuídas pelas actividades de cultivo (55 pedidos de licenciamento), importação/exportação (79 pedidos de licenciamento), fabrico (24 pedidos de licenciamento) e comercialização (10 pedidos de licenciamento).(Ver quadro abaixo)

Número de entidades com pedidos de licenciamento em Portugal, distribuídas pelas diversas fases de licenciamento. Relatório “Canábis Medicinal — Evolução e Actividade”, publicado pelo Infarmed

Se todos os pedidos de licenciamento em análise fossem aceites, o número de entidades a operar em território nacional poderá ultrapassar as 150 empresas.

1 Comment
Subscribe
Notify of
1 Comentário
Inline Feedbacks
View all comments
Roberto
1 mês atrás

Is this just a repeat of the Canadian disaster? Where are the medical products that were supposed to be produced for patients? This seems to me like another greedy government taking in licensing fees and not realizing they are setting them selves up for disaster.

Publicidade
Publicidade cannadouro

Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Nacional12 horas atrás

Portugal: Movimento Mães pela Canábis lança petição pelo direito ao cultivo pessoal e associativo

O Movimento Mães pela Canábis, fundado em Portugal em Maio de 2022 por centenas de pacientes que procuram aceder à canábis...

Comunicados de Imprensa6 dias atrás

GNR: 10 meses de investigação para apreender 32 doses de haxixe e 48 de cocaína

O Comando Territorial do Porto, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Felgueiras, no dia 28 de novembro, deteve...

Entrevistas6 dias atrás

André Paquete Carvalho: “Amesterdão é muito aberta, mas ainda se vivem tempos de tolerância. A canábis aqui continua a ser ilegal”

As entrevistas “Trabalhar com Canábis”, publicadas na Cannadouro Magazine, procuram dar a conhecer portugueses que trabalham no sector da canábis...

Cânhamo2 semanas atrás

Canábis ou cânhamo? Estará Espanha a cometer os mesmos erros de Portugal?

A Guardia Civil anunciou recentemente a maior apreensão de canábis de sempre em Espanha, mas logo em seguida várias vozes vieram...

Nacional3 semanas atrás

Conta da Cannadouro desaparece do Instagram a 1 dia do evento

A conta de Instagram da CannaDouro terá sido apagada ou bloqueada pelo provedor da rede social. O acesso à página foi...

Cânhamo3 semanas atrás

As receitas da Pedrêz: Como fazer betão de cânhamo cofrado in situ

Em 2018, a oficina Pedrêz iniciou, na rua do Paraíso 331, no centro histórico do Porto, a construção do primeiro...

Eventos3 semanas atrás

Cannadouro regressa à Alfândega do Porto já no próximo fim-de-semana

Pouco depois de o Porto ter sido eleito pelos World Travel Awards como o melhor destino de cidade do mundo...

Internacional3 semanas atrás

Irlanda: People Before Profit quer alterar legislação para permitir o uso adulto de canábis

O partido político irlandês People Before Profit vai apresentar dentro de duas semanas um projecto de lei que pretende alterar a...

Internacional3 semanas atrás

EUA: Presidente do Instituto Nacional de Justiça Militar exige extensão do indulto por delitos de canábis a militares

A presidente do Instituto Nacional de Justiça Militar dos Estados Unidos da América (EUA) pediu ao presidente Joe Biden que...

Entrevistas3 semanas atrás

César Cardoso: “Construir em cânhamo é uma verdadeira alternativa verde”

Estimular a inovação na arquitectura moderna, recorrendo a materiais naturais ou reciclados, de baixo impacto ambiental, é  uma das prioridades...