Connect with us
Publicidade
Publicidade

Nacional

Portugal: Exportações de canábis não param de crescer, mas Infarmed rectifica números divulgados em Março

Publicado

em

Foto: D.R.

A canábis produzida em Portugal já ruma para quatro continentes, de acordo com os dados do relatório divulgado pelo Infarmed, referente ao sector da canábis medicinal em Portugal. No total, Portugal já exportou mais de 15 toneladas de canábis, com Israel, Alemanha e Espanha como principais destinos. Os dados referentes a importações não foram, ainda, divulgados, mas o Cannareporter apercebeu-se de uma discrepância nos valores, relativos às 30 toneladas de exportação divulgadas há seis meses.

Contactado por telefone, Vasco Bettencourt admitiu que pode ter existido um lapso na divulgação dos dados em Março e explicou ao Cannareporter que os valores correctos e que devem ser considerados são os que foram agora anunciados neste relatório. “Há uma rectificação, esses dados eram de produção bruta, não eram de produção líquida nem de exportação. Estes são os dados efectivos, que aconteceram com toda a certeza”, esclareceu.

Os valores anunciados no passado mês de Março referiam-se “apenas à produção bruta e não aos dados finais, depois dos controlos de qualidade e dos certificados de exportação emitidos”, garantiu Vasco Bettencourt, que acrescentou ainda estar certo de que este ano Portugal ultrapassará “as 10 toneladas de exportação”.

Exportações não param de crescer
Ainda assim, a quantidade de canábis produzida em Portugal para exportação não pára de crescer. Nos últimos anos, várias empresas anunciaram exportações bem sucedidas desde Portugal. No entanto, não existia uma noção clara da dimensão das operações de exportação. Segundo os dados do regulador, já foram exportadas mais de 15 toneladas de canábis portuguesa desde 2016 e a tendência é de crescimento. No primeiro semestre de 2022 foram exportados 4327 kg de canábis produzida em Portugal, sendo que poderá vir a ultrapassar as 6 toneladas até ao final do ano. Em 2021, o volume total de exportações foi de 5694kg de canábis, crescendo 17,4% face a 2020 (ano em que foram exportados 4850Kg).

Portugal exportou em 2016 e 2017 algumas centenas de toneladas de canábis (através da operação da empresa Terra Verde, que obteve a primeira licença quando era ainda subsidiária da GW Pharmaceuticals), e só depois de 2018 (ano em que não há registo de exportações) é que as exportações voltaram, sempre a crescer. (Ver quadro abaixo).

Israel domina exportações, que acompanham tendência de crescimento do cultivo

Segundo os dados disponíveis no relatório, Israel é líder na importação de canábis portuguesa, tendo já importado quase 8 toneladas de canábis. Os países cujas exportações são mais expressivas são a Alemanha, Israel e Espanha. Portugal exporta actualmente para um conjunto de 10 países, sendo que os países destino são a Alemanha, Israel, Malta, Espanha e Reino Unido, Estados Unidos da América, Austrália, França, Luxemburgo e República Checa. (Ver Quadro Abaixo)

No entanto, e apesar dos números relativos às exportações serem claros, ficam ainda algumas dúvidas em relação às quantidades efectivamente cultivadas nas instalações portuguesas, em comparação com as várias importações que ocorreram nos últimos anos.

Países destino das exportações, em Kg

Outro dos destaques do relatório, é a possibilidade de o destino das exportações portuguesas vir a ser liderado pela Alemanha, após os anúncios de parceria das empresas portuguesas MHI Cultivo Medicinal e CannexporPharma bem como da Akanda com empresas alemães.

Publicidade
Publicidade cannadouro

Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Nacional12 horas atrás

Portugal: Movimento Mães pela Canábis lança petição pelo direito ao cultivo pessoal e associativo

O Movimento Mães pela Canábis, fundado em Portugal em Maio de 2022 por centenas de pacientes que procuram aceder à canábis...

Comunicados de Imprensa6 dias atrás

GNR: 10 meses de investigação para apreender 32 doses de haxixe e 48 de cocaína

O Comando Territorial do Porto, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Felgueiras, no dia 28 de novembro, deteve...

Entrevistas6 dias atrás

André Paquete Carvalho: “Amesterdão é muito aberta, mas ainda se vivem tempos de tolerância. A canábis aqui continua a ser ilegal”

As entrevistas “Trabalhar com Canábis”, publicadas na Cannadouro Magazine, procuram dar a conhecer portugueses que trabalham no sector da canábis...

Cânhamo2 semanas atrás

Canábis ou cânhamo? Estará Espanha a cometer os mesmos erros de Portugal?

A Guardia Civil anunciou recentemente a maior apreensão de canábis de sempre em Espanha, mas logo em seguida várias vozes vieram...

Nacional3 semanas atrás

Conta da Cannadouro desaparece do Instagram a 1 dia do evento

A conta de Instagram da CannaDouro terá sido apagada ou bloqueada pelo provedor da rede social. O acesso à página foi...

Cânhamo3 semanas atrás

As receitas da Pedrêz: Como fazer betão de cânhamo cofrado in situ

Em 2018, a oficina Pedrêz iniciou, na rua do Paraíso 331, no centro histórico do Porto, a construção do primeiro...

Eventos3 semanas atrás

Cannadouro regressa à Alfândega do Porto já no próximo fim-de-semana

Pouco depois de o Porto ter sido eleito pelos World Travel Awards como o melhor destino de cidade do mundo...

Internacional3 semanas atrás

Irlanda: People Before Profit quer alterar legislação para permitir o uso adulto de canábis

O partido político irlandês People Before Profit vai apresentar dentro de duas semanas um projecto de lei que pretende alterar a...

Internacional3 semanas atrás

EUA: Presidente do Instituto Nacional de Justiça Militar exige extensão do indulto por delitos de canábis a militares

A presidente do Instituto Nacional de Justiça Militar dos Estados Unidos da América (EUA) pediu ao presidente Joe Biden que...

Entrevistas3 semanas atrás

César Cardoso: “Construir em cânhamo é uma verdadeira alternativa verde”

Estimular a inovação na arquitectura moderna, recorrendo a materiais naturais ou reciclados, de baixo impacto ambiental, é  uma das prioridades...