Connect with us
Publicidade
Publicidade

Eventos

Farmaforum decorre hoje e amanhã em Madrid e inclui um Cannabisforum

Publicado

em

Foto: Laura Ramos | Cannareporter

É um dos eventos mais importantes da indústria farmacêutica em Espanha e realiza-se hoje e amanhã no Pavilhão 14 da IFEMA de Madrid. Este ano, a oitava edição do Farmaforum inclui um Cannabisforum, facilitado pela Agropharm, uma empresa de Córdoba que se dedica à concepção, execução e arranque de instalações de cultivo de canábis para uso medicinal.

O Cannabisforum decorre em paralelo com o Farmaforum e inclui várias conferências dedicadas à área da canábis, desde o cultivo à construção de instalações, passando pela produção, fabrico, transporte, regulamentação, suplementos alimentares e benefícios medicinais da canábis nos pacientes.

“Mais e mais países estão a regulamentar o uso de canábis medicinal. A saída da lista IV de estupefacientes das Nações Unidas (ONU), a evidência da sua utilidade em múltiplos alvos terapêuticos, a existência em Espanha de um ambiente com qualidade científica, condições climáticas, conhecimento agronómico específico e fornecedores industriais desenvolvidos e experientes, tornam a canábis medicinal numa grande oportunidade de negócio e geração de riqueza, tendo como perspectiva o exemplo da história de sucesso do seu desenvolvimento em Portugal”, pode ler-se no site do Cannabisforum. “A partir do Farmaforum abordaremos neste congresso as seguintes condições sob vários ângulos, além de eventos actuais no nosso país”, refere a organização do evento.

Agropharm já desenvolveu 4 projectos em Portugal
As conferências sobre canábis são patrocinadas pela Agropharm, uma empresa que agrega a experiência de várias outras que oferecem a melhor assessoria e consultoria técnica para a concepção e construção de projectos para a indústria farmacêutica com canábis. A Agropharm conta com mais de 20 anos de experiência em assessoria, melhoria e consultoria técnica em culturas de alto rendimento, sendo a canábis a mais recente.

Nos últimos anos, a Agropharm foi responsável pela implementação de quatro empresas em Portugal: a Symtomax, a Linneo Health, a Great Soul Pharma e a Kannabeira. Recorrendo ao expertise das suas parceiras, a Agropharm desenvolveu o projecto de iluminação e cultivo da Linneo, construiu a estufa da Symtomax, projectou e integrou a zona agronómica para certificação GACP e GMP da Great Soul Pharma, incluindo a gestão de obras, e geriu o projecto da Kannabeira, com a coordenação e construção de todas as áreas. Amanhã, dia 6 de Outubro, Rafael Rey, CEO da Agropharm, e Jaime Gil-Robles, assessor sénior da mesma empresa, participarão numa mesa redonda intitulada “Fugir dos projectos Frankenstein: Como evitar derrapagens de custos num projecto de canábis”. No debate participam ainda Antonio Bezanilla, advogado especializado em direito farmacêutico e saúde pública, Mar Díaz, gerente Técnico de Validação da Trescal Espanha, Valentín Martínez, gerente de vendas de Ciências da Vida da Trescal Espanha e José Maraver, fundador e sócio-gerente da Kannabeira.

As conferências contam ainda com painéis dedicados aos produtos e tratamentos com canábis medicinal, à regulamentação em Espanha, desenvolvimento de medicamentos de investigação baseados em canabinóides, riscos microbiológicos e melhores práticas de limpeza e desinfecção para garantir a segurança dos pacientes e consumidores de canábis e de cânhamo, entre outros.

Veja aqui o programa completo.

Program-Cannabisforum-Madrid-Agropharm.jpeg

1 Comment
Subscribe
Notify of
1 Comentário
Inline Feedbacks
View all comments
A Taylor
2 meses atrás

Agropharm are scammers, they got kicked out all the jobs they did. Linneo is in Spain not in Portugal and they never did this job.

Publicidade
Publicidade

Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Internacional1 hora atrás

Japão dá passos para legalizar o uso medicinal de canábis

O governo do Japão está a considerar uma revisão da sua Lei de Controlo da Canábis, que permitiria o uso...

Comunicados de Imprensa24 horas atrás

EUA: Curaleaf encerra operações na Califórnia, Colorado e Oregon

A Curaleaf Holdings anunciou hoje em comunicado de Imprensa o encerramento proactivo da maioria das suas operações na Califórnia, Colorado...

Corporações1 dia atrás

Bedrocan expande produção de canábis medicinal para a Dinamarca

O produtor holandês de canábis medicinal Bedrocan vai abrir uma nova instalação na Dinamarca, de forma a responder à procura...

Internacional1 dia atrás

Malta: Registo para obter licenças de canábis inicia a 28 de Fevereiro

Já passou quase um ano desde que Malta aprovou a legislação para regulamentar o uso adulto da canábis, permitindo a posse...

Internacional2 dias atrás

França dá um passo em frente na legalização da canábis

O Conselho Económico, Social e Ambiental (Cese) de França propôs uma “legalização supervisionada” da canábis, num esforço para “ser orientado...

Comunicados de Imprensa2 dias atrás

Suíça: Linnea obtém licença para produção e exportação de API’s com alto teor de THC

A Linnea SA obteve a licença de narcóticos da Swissmedic, a equivalente suíça ao Infarmed I.P., tornando-a numa das primeiras...

Internacional2 dias atrás

Alemanha pretende concluir projecto de lei e parecer técnico sobre a legalização até final de Março

O projecto de lei do governo alemão para a legalização da canábis deverá estar concluído até ao final de Março,...

Internacional3 dias atrás

EUA: Supremo Tribunal do Arizona decide que uso de canábis medicinal durante a gravidez não constitui negligência infantil

O Supremo Tribunal do Arizona decidiu que o uso materno de canábis para enjôos matinais não constitui negligência infantil, avançou a...

Internacional3 dias atrás

República Checa: Projecto para a legalização do uso adulto poderá ser apresentado já em Março

A legislação que regulamentará a canábis para fins recreativos na República Checa poderá ver a luz do dia dentro de...

Nacional4 dias atrás

Clever Leaves despede 63 pessoas e sai de Portugal

A Clever Leaves anunciou hoje que vai abandonar as suas operações em Portugal, tendo procedido ao despedimento colectivo de 63 trabalhadores....