Connect with us
Publicidade
Publicidade

Cânhamo

EUA: Cânhamo foi oficialmente aprovado como material de construção

Publicado

em

Foto: D.R | UrbanNext

O cânhamo foi oficialmente aprovado e inserido no modelo de códigos de construção residenciais nos Estados Unidos da América (EUA), depois de uma audiência supervisionada pelo International Code Council. Um novo apêndice com as técnicas e materiais provenientes de cânhamo passíveis de ser utilizados na construção residencial foram aprovados, depois do fecho do período de consulta pública, e entrarão em vigor em 2024, segundo a HempbuildMag.

A construção com cânhamo acontece na Europa há dezenas de anos, mas nos EUA estas técnicas não foram devidamente integradas nos códigos de construção, porque o cânhamo industrial foi ilegal até 2018, altura em que a Farm Bill foi aprovada. O Hempcrete é uma mistura entre lascas da parte fibrosa do cânhamo,  ou “shiv”, e de cal, criando uma argamassa que confere aos edifícios propriedades de isolamento. É resistente ao fogo, sequestra carbono e repele mofo e pragas.

No entanto, os materiais de construção de cânhamo foram oficialmente aprovados no modelo de código de construção residencial dos EUA, depois de uma audiência pública em Louisville, Kentuky, supervisionada pelo International Code Council (ICC) na semana passada. A reunião, que encerrou um período de comentários públicos para as técnicas de construção com cânhamo (argamassa entre cânhamo e cal), decidindo-se pela inclusão de um apêndice no Código Residencial Internacional (IRC) de 2024.

O novo código será publicado em 2023 com a argamassa de cânhamo (Hempcrete) a ficar catalogada no “Apêndice BA”. O IRC é a base para o código residencial em 49 dos 50 estados dos EUA (Wisconsin está de fora). Aplica-se a residências unifamiliares e bifamiliares e moradias geminadas. A aprovação do IRC aplica-se ao hempcrete como um sistema de preenchimento de parede não estrutural usando tecnologia semelhante à do fardo de palha e da construção da parede de espiga, disse o comité.

O Apêndice BA permitirá o uso de cal de cânhamo em regiões de baixo risco sísmico prescritivamente sem engenharia. Regiões de alto risco exigirão um projecto de engenharia. Apesar desta presença na listagem de códigos residenciais dar um impulso aos construtores de casas individuais, para que o hempcrete seja aprovado para edifícios comerciais, é ainda necessária aprovação no International Building Code (IBC), que rege todas as variantes não cobertas pelo IRC. O IBC é renovado a cada três anos e estará aberto para inscrições em 2025.

Publicidade
Publicidade

Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Internacional2 horas atrás

Japão dá passos para legalizar o uso medicinal de canábis

O governo do Japão está a considerar uma revisão da sua Lei de Controlo da Canábis, que permitiria o uso...

Comunicados de Imprensa1 dia atrás

EUA: Curaleaf encerra operações na Califórnia, Colorado e Oregon

A Curaleaf Holdings anunciou hoje em comunicado de Imprensa o encerramento proactivo da maioria das suas operações na Califórnia, Colorado...

Corporações1 dia atrás

Bedrocan expande produção de canábis medicinal para a Dinamarca

O produtor holandês de canábis medicinal Bedrocan vai abrir uma nova instalação na Dinamarca, de forma a responder à procura...

Internacional1 dia atrás

Malta: Registo para obter licenças de canábis inicia a 28 de Fevereiro

Já passou quase um ano desde que Malta aprovou a legislação para regulamentar o uso adulto da canábis, permitindo a posse...

Internacional2 dias atrás

França dá um passo em frente na legalização da canábis

O Conselho Económico, Social e Ambiental (Cese) de França propôs uma “legalização supervisionada” da canábis, num esforço para “ser orientado...

Comunicados de Imprensa2 dias atrás

Suíça: Linnea obtém licença para produção e exportação de API’s com alto teor de THC

A Linnea SA obteve a licença de narcóticos da Swissmedic, a equivalente suíça ao Infarmed I.P., tornando-a numa das primeiras...

Internacional2 dias atrás

Alemanha pretende concluir projecto de lei e parecer técnico sobre a legalização até final de Março

O projecto de lei do governo alemão para a legalização da canábis deverá estar concluído até ao final de Março,...

Internacional3 dias atrás

EUA: Supremo Tribunal do Arizona decide que uso de canábis medicinal durante a gravidez não constitui negligência infantil

O Supremo Tribunal do Arizona decidiu que o uso materno de canábis para enjôos matinais não constitui negligência infantil, avançou a...

Internacional3 dias atrás

República Checa: Projecto para a legalização do uso adulto poderá ser apresentado já em Março

A legislação que regulamentará a canábis para fins recreativos na República Checa poderá ver a luz do dia dentro de...

Nacional4 dias atrás

Clever Leaves despede 63 pessoas e sai de Portugal

A Clever Leaves anunciou hoje que vai abandonar as suas operações em Portugal, tendo procedido ao despedimento colectivo de 63 trabalhadores....