Connect with us
Publicidade
Publicidade

Corporações

Canadá: Uber Eats de Toronto vai entregar canábis em casa

Publicado

em

Foto: D.R. | ADVFN News

A Uber anunciou que a plataforma Uber Eats irá permitir aos cidadãos de Toronto encomendar canábis para entrega ao domicílio. Este serviço, que foi anunciado pelo gigante tecnológico no domingo, iniciou-se já na segunda feira.

A partir do dia 17 de outubro foi disponibilizado aos moradores de Toronto um serviço que permite encomendar canábis para entrega directamente nas suas casas. É o resultado de uma parceria entre a Uber Eats, líder global em comércio eletrónico e tecnologia de entrega, e a Leafly, um portal que reune informações sobre canábis e retalhistas em todo o mundo. Com a parceria, os moradores de Toronto com mais de 19 anos podem fazer pedidos aos retalhistas locais de canábis licenciados na aplicação da Uber Eats, sendo a empresa retalhista quem realiza a entrega da canábis à porta do cliente. Apesar do comunicado oficial da Uber anunciar esta ser a primeira iniciativa do género, em 2021 a companhia tinha anunciado um serviço semelhante em Ontário.

Os três primeiros retalhistas na aplicação são a Hidden Leaf Cannabis, Minerva Cannabis e a Shivaa’s Rose.

“Estamos em parceria com líderes do sector, como a Leafly, para ajudar os retalhistas a oferecer opções seguras e convenientes para que as pessoas em Toronto adquiram canábis legal para entrega nas suas casas, o que ajudará a combater o mercado ilegal e a reduzir a condução sobre o efeito de canábis”, disse Lola Kassim, Gerente Geral do Uber Eats Canadá. “Ao longo dos últimos anos, investimos fortemente no nosso negócio de entrega e a oferta expandiu-se tremendamente. O Uber Eats cresceu rapidamente para se tornar uma plataforma versátil que pode ser usada por diversas empresas, grandes e pequenas.”

“A Leafly tem vindo a capacitar o mercado de canábis no Canadá há mais de quatro anos e apoiamos mais de 200 retalhistas. Estamos entusiasmados em trabalhar com o Uber Eats para ajudar os retalhistas licenciados a levar canábis segura e legal para as pessoas em toda a cidade”, disse Yoko Miyashita, CEO da Leafly.

Segundo o comunicado da Uber, a parceria ajudará a combater o mercado ilegal clandestino, que ainda representa mais de 50% de todas as vendas de cannabis não medicinal em Ontário. Além disso, uma pesquisa recente da Public First mostra que alguns utilizadores de canábis conduzem após o consumo, com 1 em cada 7 (14%) dos usuários de canábis admitindo ter dirigido um veículo dentro de 2 horas após o consumo de canábis. Espera-se que opções de entrega como as disponíveis no Uber Eats ajudem a diminuir a condução sob o efeito de canábis e a melhorar a segurança na estrada.

Como irá funcionar:

  • Através da aplicação Uber Eats, o utilizador seleciona a categoria “Cannabis” ou procura um dos revendedores de canábis licenciados. (Verá um aviso de que deve ser maior de idade para entrar na loja virtual)
  • Depois, é realizado o pedido através do menu disponibilizado pelo retalhista. (o utilizador deve estar dentro do raio de entrega do revendedor de canábis para poder fazer um pedido)
  • Tal como quando é pedida comida ou outros itens, o utilizador será notificado quando o revendedor aceitar o pedido e o tempo estimado de entrega.
  • De acordo com os regulamentos provinciais, o pedido só será entregue pela própria equipe certificada CannSell do retalhista.
  • Quando o estafeta chegar, a sua idade e sobriedade serão sujeitas a verificação conforme exigido pelos regulamentos.

 

Publicidade
Publicidade

Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Comunicados de Imprensa14 horas atrás

EUA: Curaleaf encerra operações na Califórnia, Colorado e Oregon

A Curaleaf Holdings anunciou hoje em comunicado de Imprensa o encerramento proactivo da maioria das suas operações na Califórnia, Colorado...

Corporações15 horas atrás

Bedrocan expande produção de canábis medicinal para a Dinamarca

O produtor holandês de canábis medicinal Bedrocan vai abrir uma nova instalação na Dinamarca, de forma a responder à procura...

Internacional18 horas atrás

Malta: Registo para obter licenças de canábis inicia a 28 de Fevereiro

Já passou quase um ano desde que Malta aprovou a legislação para regulamentar o uso adulto da canábis, permitindo a posse...

Internacional2 dias atrás

França dá um passo em frente na legalização da canábis

O Conselho Económico, Social e Ambiental (Cese) de França propôs uma “legalização supervisionada” da canábis, num esforço para “ser orientado...

Comunicados de Imprensa2 dias atrás

Suíça: Linnea obtém licença para produção e exportação de API’s com alto teor de THC

A Linnea SA obteve a licença de narcóticos da Swissmedic, a equivalente suíça ao Infarmed I.P., tornando-a numa das primeiras...

Internacional2 dias atrás

Alemanha pretende concluir projecto de lei e parecer técnico sobre a legalização até final de Março

O projecto de lei do governo alemão para a legalização da canábis deverá estar concluído até ao final de Março,...

Internacional3 dias atrás

EUA: Supremo Tribunal do Arizona decide que uso de canábis medicinal durante a gravidez não constitui negligência infantil

O Supremo Tribunal do Arizona decidiu que o uso materno de canábis para enjôos matinais não constitui negligência infantil, avançou a...

Internacional3 dias atrás

República Checa: Projecto para a legalização do uso adulto poderá ser apresentado já em Março

A legislação que regulamentará a canábis para fins recreativos na República Checa poderá ver a luz do dia dentro de...

Nacional4 dias atrás

Clever Leaves despede 63 pessoas e sai de Portugal

A Clever Leaves anunciou hoje que vai abandonar as suas operações em Portugal, tendo procedido ao despedimento colectivo de 63 trabalhadores....

Corporações6 dias atrás

Portugal: Tribunal de Santarém declara insolvência da VF1883

A VF1883 Pharmaceuticals, uma empresa produtora de canábis medicinal com sede em Benavente, foi declarada insolvente pelo Tribunal de Santarém. A...