Connect with us

Internacional

Sean “Diddy” Combs investe 185 milhões de dólares para tornar a indústria da canábis mais equitativa

Publicado

em

Ouvir este artigo

O rapper e empreendedor Sean Combs, mais conhecido pelos seus nomes artísticos Puff Daddy ou P. Diddy, comprou 9 lojas e 3 instalações de produção de canábis da Columbia Care e da Cresco Labs, duas das maiores empresas da indústria de canábis dos Estados Unidos da América (EUA), pelo valor de 185 milhões de dólares. A aquisição permitirá a Combs criar o primeiro concessionário verticalmente integrado a ser propriedade e operado por uma comunidade minoritária do país.

De acordo com o comunicado de imprensa publicado no passado dia 4 de Outubro, o rapper irá comprar um total de 9 lojas e 3 instalações de produção localizadas em 3 estados, Illinois, Massachusetts e Nova Iorque. Com esta aquisição, é criada “a maior empresa de canábis detida por uma pessoa negra nos EUA”.

“A minha missão sempre foi criar oportunidades para empresários negros em indústrias onde tradicionalmente nos tem sido negado o acesso e esta aquisição proporciona a escala e o impacto imediatos necessários para criar um futuro mais equitativo na canábis”, declarou Combs, presidente e CEO da Combs Enterprises. “Possuir todo o processo – desde o cultivo e fabrico até ao marketing, venda a retalho e distribuição por grosso – é uma vitória histórica para a cultura que nos permitirá capacitar diversos líderes em todo o ecossistema e ser ousados defensores da inclusão”.

Numa entrevista ao The Wall Street Journal, Combs afirmou estar desapontado com a falta de representação por parte das comunidades minoritárias na indústria dos EUA e que pretende torná-la mais equitativa.

“É diabólico”, disse Combs. “Como é que se prendem comunidades de pessoas, se destrói a sua estrutura familiar, o seu futuro, e depois se legaliza e se garante que essas mesmas pessoas não têm uma oportunidade de beneficiar ou restabelecer as suas vidas a partir daí”?

Esta compra por Combs vem de encontro ao negócio de fusão e aquisição da Columbia Care pela Cresco Labs, que foi anunciado em Março deste ano, tendo sido na altura avaliado em 2 mil milhões de dólares, e no qual a Cresco Labs é obrigada a desinvestir em activos seus de forma a cumprir com requerimentos regulamentares.

A aquisição por parte de Combs terá ainda que ser aprovada e validada pelas autoridades reguladoras, tanto a nível estatal como a nível federal. A aquisição apenas terá efeito após a conclusão do negócio de fusão das duas empresas, que está previsto acontecer no final do primeiro trimestre de 2023.

 

____________________________________________________________________________________________________

[Aviso: Por favor, tenha em atenção que este texto foi originalmente escrito em Português e é traduzido para inglês e outros idiomas através de um tradutor automático. Algumas palavras podem diferir do original e podem verificar-se gralhas ou erros noutras línguas.]

____________________________________________________________________________________________________

O que fazes com 3€ por mês? Torna-te um dos nossos Patronos! Se acreditas que o Jornalismo independente sobre canábis é necessário, subscreve um dos níveis da nossa conta no Patreon e terás acesso a brindes únicos e conteúdos exclusivos. Se formos muitos, com pouco fazemos a diferença!

Clique aqui para comentar
Subscribe
Notify of

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade


Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Comunicados de Imprensa2 dias atrás

Cannabis Europa recebe líderes europeus e norte-americanos em Londres para capitalizar o mercado europeu da canábis

A indústria norte-americana de canábis está a criar um movimento significativo através do Atlântico, à medida que os líderes deste...

Internacional5 dias atrás

Polícia alemã esclarece que não sugeriu consumo de canábis (em vez de álcool) aos adeptos ingleses do Euro 2024

A polícia de Gelsenkirchen, na Alemanha, foi citada numa notícia onde afirmou que as atenções estariam mais centradas nos adeptos...

Eventos6 dias atrás

Substâncias sintéticas ameaçam enorme sucesso da Mary Jane Berlin

Era expectável que esta edição da Mary Jane Berlin fosse a maior concentração de sempre da comunidade da canábis na...

Nacional1 semana atrás

ICAD promove inquérito europeu sobre consumo de drogas em Portugal

O Instituto para os Comportamentos Aditivos e as Dependências (ICAD) iniciou a 4ª edição do European Web Survey on Drugs...

Eventos1 semana atrás

Maren Krings, autora do livro “H is for Hemp”, apresenta documentário sobre a Ucrânia hoje, em Lisboa

Maren Krings, fotojornalista e autora do livro “H is for Hemp” está hoje em Lisboa para apresentar o seu novo...

Internacional1 semana atrás

EUA: Pediatra Bonni Goldstein lança petição contra a proibição de medicamentos de CBD natural na Califórnia

A pediatra norte-americana Bonni Goldstein está a alertar para a tentativa de proibição de medicamentos derivados de CBD natural na...

Internacional1 semana atrás

Europa tem quase 23 milhões de utilizadores de canábis, a mais consumida de todas as substâncias ilícitas

A canábis continua a ser, de longe, a substância ilícita mais consumida na Europa. Estas são as conclusões do “Relatório...

Eventos2 semanas atrás

Mary Jane celebra a cultura da canábis legal pela primeira vez na Alemanha

É já no próximo fim-de-semana, de 14  16 de Junho, que se realiza a já habitual Mary Jane, na Messe...

Eventos2 semanas atrás

CB Club reúne profissionais da canábis antecipando a Mary Jane, em Berlim

A antecipar a CB Expo (Cannabis Business Expo and Conference), que acontecerá em Dortmund, em Setembro, a CB Company vai...

Reportagem2 semanas atrás

África do Sul: a legalização de uma indústria que já prospera

Nas semanas que antecederam as eleições para Assembleia Geral na África do Sul, na passada quarta-feira, 29 de Maio, havia...