Connect with us
Publicidade
Publicidade

Nacional

Portugal: Líder da Juventude Socialista desafia governo a aproveitar maioria para legalizar a canábis

Publicado

em

Miguel Costa Matos e António Costa durante o XXIII Congresso Nacional da Juventude Socialista. Foto: D.R.

O vice-presidente do Grupo Parlamentar do Partido Socialista, Miguel Costa Matos, sugeriu ao governo português que aproveite a maioria absoluta que detém na Assembleia da República para legalizar a canábis. Miguel Costa Matos falou durante o Congresso Nacional da Juventude Socialista, que terminou ontem em Braga, e onde foi reeleito para a liderança da JS.

As reuniões do XXIII Congresso Nacional da Juventude Socialista (JS), que decorreu este fim-de-semana em Braga, terminaram ontem, Domingo, com Miguel Costa Matos a garantir a sua continuidade aos comandos da JS. Matos fez também algumas recomendações ao governo português, liderado por António Costa, nomeadamente em relação à legalização da canábis para fins recreativos.

Para o Secretário Geral da JS, a legalização da canábis é justamente uma questão “estruturante” na área da saúde, refutando que seja um assunto “fracturante”. O Vice-Presidente do Grupo Parlamentar do Partido Socialista foi mais longe e desafiou o Governo Português a “aproveitar esta maioria absoluta do Partido Socialista para fazer avançar [a legalização]”.

10 membros da JS subscrevem proposta pela legalização

Foi apresentado perante o congresso uma proposta subscrita por 10 membros da JS, intitulado “LEGALIZAÇÃO DA CANNABIS COMO MOTRIZ DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL”. O documento, que enquadra a legalização da canábis na temática da “Dignidade e Liberdade”, propõe:

  • Legalização da cannabis para cultivo e consumo recreativo;
  • Investimento público na inovação na indústria da cannabis, permitindo o desenvolvimento e crescimento da indústria nacional numa fase inicial;
  • Criação de programas de incentivo à investigação e inovação na área do cultivo sustentável de cannabis;
  • Consagração da indústria da cannabis no Plano de Ação para a Economia Circular;
  • Desenvolvimento de regulação e medidas que permitam o controlo de qualidade da produção de cannabis.

O documento foi subscrito maioritariamente por membros de Portalegre (João Correia, João Carrapiço Freira, Cristina Azeitona Narciso, Martim José Calisto Serafim Carvalho, Eduardo Garção Cordeiro, Lúcia Isabel da Costa Oliveira, Maria Carolina Barradas Nobre, Margarida Caldeira Parente). A estes juntaram-se Miguel Alexandre Carvalho Camões, de Elvas, Duarte Miguel Sias Vivas de Campo Maior.

89-LEGALIZAÇÃO-DA-CANNABIS-COMO-MOTRIZ-DE-DESENVOLVIMENTO-SUSTENTÁVEL

Uma questão estruturante na Saúde Pública

Para Miguel Costa Matos, a legalização é estruturante na saúde pública por permitir “controlarmos, regularmos, fiscalizarmos a substância que é hoje entregue às ruas. É legislarmos pela evidência, é partirmos dos exemplos do Canadá, do Uruguai, de alguns estados dos Estados Unidos da América, vai ser o caso da Alemanha, vai ser o caso da Malta”, acrescentou.

“Ecologia, progresso e esquerda” será o mote que acompanhará a segunda candidatura de Miguel Costa Matos ao cargo de secretário-geral da JS, depois de um primeiro mandato em que reivindica ter alcançado vários “avanços legislativos”.

Publicidade
Publicidade

Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Internacional11 horas atrás

Japão dá passos para legalizar o uso medicinal de canábis

O governo do Japão está a considerar uma revisão da sua Lei de Controlo da Canábis, que permitiria o uso...

Comunicados de Imprensa1 dia atrás

EUA: Curaleaf encerra operações na Califórnia, Colorado e Oregon

A Curaleaf Holdings anunciou hoje em comunicado de Imprensa o encerramento proactivo da maioria das suas operações na Califórnia, Colorado...

Corporações1 dia atrás

Bedrocan expande produção de canábis medicinal para a Dinamarca

O produtor holandês de canábis medicinal Bedrocan vai abrir uma nova instalação na Dinamarca, de forma a responder à procura...

Internacional2 dias atrás

Malta: Registo para obter licenças de canábis inicia a 28 de Fevereiro

Já passou quase um ano desde que Malta aprovou a legislação para regulamentar o uso adulto da canábis, permitindo a posse...

Internacional2 dias atrás

França dá um passo em frente na legalização da canábis

O Conselho Económico, Social e Ambiental (Cese) de França propôs uma “legalização supervisionada” da canábis, num esforço para “ser orientado...

Comunicados de Imprensa2 dias atrás

Suíça: Linnea obtém licença para produção e exportação de API’s com alto teor de THC

A Linnea SA obteve a licença de narcóticos da Swissmedic, a equivalente suíça ao Infarmed I.P., tornando-a numa das primeiras...

Internacional3 dias atrás

Alemanha pretende concluir projecto de lei e parecer técnico sobre a legalização até final de Março

O projecto de lei do governo alemão para a legalização da canábis deverá estar concluído até ao final de Março,...

Internacional4 dias atrás

EUA: Supremo Tribunal do Arizona decide que uso de canábis medicinal durante a gravidez não constitui negligência infantil

O Supremo Tribunal do Arizona decidiu que o uso materno de canábis para enjôos matinais não constitui negligência infantil, avançou a...

Internacional4 dias atrás

República Checa: Projecto para a legalização do uso adulto poderá ser apresentado já em Março

A legislação que regulamentará a canábis para fins recreativos na República Checa poderá ver a luz do dia dentro de...

Nacional4 dias atrás

Clever Leaves despede 63 pessoas e sai de Portugal

A Clever Leaves anunciou hoje que vai abandonar as suas operações em Portugal, tendo procedido ao despedimento colectivo de 63 trabalhadores....