Connect with us

Cânhamo

França: Conselho de Estado anula decreto que proibia a venda de flores de cânhamo

Publicado

em

Ouvir este artigo
Foto: Ricardo Rocha | Cannapress

O Conselho de Estado francês anunciou hoje que anulou o decreto de 30 de Dezembro de 2021, que proibia a venda de flores e folhas de cânhamo com teor de THC inferior a 0,3%. A decisão realça que “o CBD não pode ser considerado um narcótico”, porque “não tem efeitos psicotrópicos nem causa dependência”. O Conselho sustenta ainda que “não foi estabelecido que o consumo das flores e folhas dessas variedades de canábis com baixo teor de THC acarrete riscos para a saúde pública”, considerando, portanto, “ilegal a proibição geral e absoluta de sua comercialização”.

Em Dezembro de 2021, toda a indústria francesa ligada ao cânhamo, ao CBD e à sua comercialização foi apanhada de surpresa, quando o governo francês decidiu decretar que o consumo de flores de CBD provenientes de cânhamo era ilegal e que as mesmas não podiam ser comercializadas.

Pouco depois, em Janeiro de 2022, e devido à enorme contestação por parte de diversos profissionais do sector, incluindo agricultores, o Conselho de Estado suspendeu temporariamente o decreto. Agora, passado um ano desde a controversa decisão, a mesma foi definitivamente retirada do decreto governamental publicado em Dezembro de 2021.

Uma proibição pouco consistente
No decreto que definiu a proibição da comercialização de flores de CBD provenientes do cânhamo, o governo francês justificou tal medida afirmando que o facto de as flores de CBD terem o mesmo aspecto e cheiro das flores de canábis com THC trazia demasiadas complicações para os controlos policiais no que toca ao combate às drogas, neste caso a canábis em si. O governo usou também o argumento da forma de consumo mais comum das flores, o tradicional “charro”, por aqueles que procuram uma alternativa à canábis com THC, que continua a ser a substância presente na canábis que a torna proibida.

Tais argumentos não foram suficientes para convencer o CE. Na sua decisão, o mais alto tribunal administrativo francês decidiu que “não foi estabelecido que o consumo das flores e folhas destas variedades de canábis” cujo teor de THC é inferior ao limite legal de 0,3% “implicaria riscos para a saúde pública”. Declarou também que as forças da autoridade poderiam facilmente distinguir entre as flores legais (CBD) e as ilegais (THC) “através de testes rápidos e baratos para identificar variedades com propriedades narcóticas”

Profissionais do cânhamo congratulam-se com a decisão do CE
Esta decisão do CE tem sido muito aguardada pelos profissionais do sector. “A venda de flores representa geralmente três quartos do volume de negócios” das cerca de duas mil lojas especializadas no país”, declarou Charles Morel, presidente da União dos Profissionais de CBD, à franceinfo:, há cerca de duas semanas. Hoje, Morel não escondia a sua satisfação pela revogação da proibição.

“Com esta decisão, é todo um sector que se salva. Não compreendemos porque é que era alvo de uma política proibicionista totalmente incoerente e fora de contacto com a realidade, e que queria atacar um produto não-substancial. Esta é a consagração do Estado de direito.”, disse Morel à franceinfo.

Ao tomar tal decisão a favor do CBD, o CE francês dissipa também uma imprecisão jurídica que remonta a 2014, ano em que foi iniciado o processo contra a Kannavape, que na altura apresentou “o primeiro cigarro electrónico de cânhamo 100% legal”, e que acabou por ganhar o processo da qual foi alvo depois de tanto o Tribunal de Justiça da União Europeia, como depois o Tribunal de Cassação, terem decidido que o CBD não podia ser considerado um produto estupefaciente, pois não tinha “qualquer efeito psicotrópico ou prejudicial para a saúde humana”. No entanto, isso não impediu o governo francês de avançar com a sua decisão de proibir a comercialização de flores de CBD em 2021. Hoje, viu-se obrigado a voltar atrás na sua decisão.

Leia aqui o comunicado de Imprensa do Conselho de Estado francês:

cp_fleurs_cbd_fond_web

 

____________________________________________________________________________________________________

[Aviso: Por favor, tenha em atenção que este texto foi originalmente escrito em Português e é traduzido para inglês e outros idiomas através de um tradutor automático. Algumas palavras podem diferir do original e podem verificar-se gralhas ou erros noutras línguas.]

____________________________________________________________________________________________________

O que fazes com 3€ por mês? Torna-te um dos nossos Patronos! Se acreditas que o Jornalismo independente sobre canábis é necessário, subscreve um dos níveis da nossa conta no Patreon e terás acesso a brindes únicos e conteúdos exclusivos. Se formos muitos, com pouco fazemos a diferença!

Clique aqui para comentar
Subscribe
Notify of

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade


Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Comunicados de Imprensa20 horas atrás

Cannabis Europa recebe líderes europeus e norte-americanos em Londres para capitalizar o mercado europeu da canábis

A indústria norte-americana de canábis está a criar um movimento significativo através do Atlântico, à medida que os líderes deste...

Internacional5 dias atrás

Polícia alemã esclarece que não sugeriu consumo de canábis (em vez de álcool) aos adeptos ingleses do Euro 2024

A polícia de Gelsenkirchen, na Alemanha, foi citada numa notícia onde afirmou que as atenções estariam mais centradas nos adeptos...

Eventos5 dias atrás

Substâncias sintéticas ameaçam enorme sucesso da Mary Jane Berlin

Era expectável que esta edição da Mary Jane Berlin fosse a maior concentração de sempre da comunidade da canábis na...

Nacional7 dias atrás

ICAD promove inquérito europeu sobre consumo de drogas em Portugal

O Instituto para os Comportamentos Aditivos e as Dependências (ICAD) iniciou a 4ª edição do European Web Survey on Drugs...

Eventos1 semana atrás

Maren Krings, autora do livro “H is for Hemp”, apresenta documentário sobre a Ucrânia hoje, em Lisboa

Maren Krings, fotojornalista e autora do livro “H is for Hemp” está hoje em Lisboa para apresentar o seu novo...

Internacional1 semana atrás

EUA: Pediatra Bonni Goldstein lança petição contra a proibição de medicamentos de CBD natural na Califórnia

A pediatra norte-americana Bonni Goldstein está a alertar para a tentativa de proibição de medicamentos derivados de CBD natural na...

Internacional1 semana atrás

Europa tem quase 23 milhões de utilizadores de canábis, a mais consumida de todas as substâncias ilícitas

A canábis continua a ser, de longe, a substância ilícita mais consumida na Europa. Estas são as conclusões do “Relatório...

Eventos2 semanas atrás

Mary Jane celebra a cultura da canábis legal pela primeira vez na Alemanha

É já no próximo fim-de-semana, de 14  16 de Junho, que se realiza a já habitual Mary Jane, na Messe...

Eventos2 semanas atrás

CB Club reúne profissionais da canábis antecipando a Mary Jane, em Berlim

A antecipar a CB Expo (Cannabis Business Expo and Conference), que acontecerá em Dortmund, em Setembro, a CB Company vai...

Reportagem2 semanas atrás

África do Sul: a legalização de uma indústria que já prospera

Nas semanas que antecederam as eleições para Assembleia Geral na África do Sul, na passada quarta-feira, 29 de Maio, havia...