Connect with us
Publicidade
Publicidade

Nacional

Portugal tem 34 empresas licenciadas pelo Infarmed para actividades com canábis. 11 têm certificação EU-GMP

Publicado

em

Infografia: João Xabregas | Cannareporter

São 34 as empresas que obtiveram, até final de 2022, licença do Infarmed I.P. para actividades relacionadas com canábis em Portugal, 11 das quais já têm certificação EU-GMP (Good Manufacturing Practices). Algumas destas empresas acumulam vários tipos de licença, para diferentes áreas de actividade relacionadas com a canábis.

No total, o Infarmed atribuiu, até hoje, 20 licenças para cultivo de substâncias controladas (canábis), 10 para fabrico de preparações e substâncias à base da planta da canábis, 11 para comércio por grosso, 25 para importação e 26 para exportação. De notar que uma das empresas perdeu ou não renovou a licença do Infarmed, a VF1883, que deixou de constar nas listas do Infarmed, reproduzidas abaixo, pela mesma ordem que aparecem no website da Autoridade Nacional do Medicamento.*

Para uma mais fácil compreensão, o Cannareporter actualizou o mapa das empresas de canábis licenciadas em Portugal, com os dados disponibilizados pelo Infarmed até final de 2022. A localização das empresas no mapa corresponde à sua sede fiscal e não necessariamente ao local de cultivo ou actividade desenvolvida. A versão do mapa em inglês está no final do artigo.

Empresas licenciadas para Cultivo de Substâncias Controladas – Canábis:
1 – Key Leaves Lda.
2 – Qanali Lda.
3 – MHI Cultivo Medicinal S.A. (Medicane)
4 – SMC Therapeutic Health Center Production, Lda.
5 – RPK Biopharma, Unipessoal, Lda.
6 – Terra Verde, Lda.
7 – Tilray Portugal, Unipessoal, Lda.
8 – Sabores Púrpura, Lda.
9 – Clever Leaves Portugal Unipessoal Lda.
10 – Grovida Lda.
11 – Pure Healing, Lda.
12 – Canna Forest, Lda.
13 – Agrivabe – Produção Agrícola Lda.
14 – Cannexpor Pharma Lda.
15 – Cannprisma – Pharma, Lda.
16 – Weez Garden, Unipessoal Lda.
17 – Sociedade Agrícola Monte das Barrocas, Lda.
18 – Symtomax Unipessoal Lda.
19 – Agrovete, SA
20 – Galaxiavertical – Unipessoal Lda.

Empresas licenciadas para Fabrico de preparações e substâncias à base da planta da canábis:
1 – Infosaúde – Instituto de Formação e Inovação em Saúde, S.A.
2 – Tilray Portugal, Unipessoal, Lda.
3 – Portocanna, S.A.
4 – Qplab Pharma Services, Lda.
5 – RPK Biopharma, Unipessoal Lda.
6 – Agrivabe Medical Cannabis
7 – Labialfarma Laboratório de Produtos Farmacêuticos e Nutracêuticos, S.A.
8 – Iberfar Indústria Farmacêutica, S.A.
9 – Clever Leaves Portugal, Unipessoal Lda.
10 – MHI Cultivo Medicinal, S.A. (Medicane)

Empresas licenciadas para Comércio por Grosso de preparações e substâncias à base da planta da canábis:
1 – Empifarma-Produtos Farmacêuticos, S.A.
2 – Smart Nature, Lda.
3 – Sabores Púrpura, Lda.
4 – Medlog – Logística Farmacêutica. S.A.
5 – Logista, Transportes, Transitários e Pharma, Unipessoal, Lda. 7 – Cooprofar – Cooperativa dos Proprietários de Farmácia, C.R.L. 8 – Ferraz Lynce Especialidades Farmacêuticas, S.A.
9 – Plural – Cooperativa Farmacêutica, C.R.L.
10 – Alloga Logifarma, S.A.
11 – Noidecs, Unipessoal, Lda.

Empresas licenciadas para Importação de preparações e substâncias à base da planta da canábis:
1 – Key Leaves, Lda.
2 – MHI Cultivo Medicinal, S.A. (Medicane)
3 – Smart Nature, Lda.
4 – Qanali, Lda.
5 – Portocanna, S.A.
6 – SMC Therapeutic Health Center Production, Lda.
7 – Clever Leaves Portugal, Unipessoal Lda.
8 – Sabores Púrpura, Lda.
9 – RPK Biopharma, Unipessoal, Lda.
10 – Terra Verde, Lda.
11 – Tilray Portugal, Unipessoal, Lda.
12 – Grovida, Lda.
13 – Canna Forest, Lda.
14 – Pure Healing, Lda.
15 – Ferraz Lynce Especialidades Farmacêuticas, S.A.
16 – Cannprisma – Pharma, Lda.
17 – Weez Garden, Unipessoal Lda.
18 – Sociedade Agrícola Monte das Barrocas, Lda.
19 – Cannexpor Pharma, Lda.
20 – Agrivabe Medical Cannabis
21 – Symtomax Unipessoal, Lda.
22 – Agrovete, S.A.
23 – Iberfar Indústria Farmacêutica, S.A.
24 – Noidecs, Unipessoal, Lda.
25 – Galaxiavertical – Unipessoal, Lda.

Empresas licenciadas para Exportação de preparações e substâncias à base da planta da canábis:
1 – Key Leaves, Lda.
2 – Ferraz Lynce Especialidades Farmacêuticas, S.A.
3 – Pure Healing, Lda.
4 – Qanali, Lda.
5 – Portocanna, S.A.
6 – SMC Therapeutic Health Center Production, Lda.
7 – Clever Leaves Portugal, Unipessoal Lda.
8 – RPK Biopharma, Unipessoal, Lda.
9 – Sabores Púrpura, Lda.
10 – Terra Verde, Lda.
11 – Tilray Portugal, Unipessoal, Lda.
12 – Canna Forest, Lda.
13 – Sociedade Agrícola Monte das Barrocas, Lda.
14 – Cannexpor Pharma Lda.
15 – Cannprisma – Pharma, Lda.
16 – Grovida, Lda.
17 – Weez Garden, Unipessoal Lda.
18 – Symtomax Unipessoal, Lda.
19 – Agrivabe Medical Cannabis
20 – Agrovete, S.A.
21 – Labialfarma Laboratório de Produtos Farmacêuticos e Nutracêuticos S.A.
22 – Smart Nature, Lda.
23 – Iberfar Indústria Farmacêutica, S.A.
24 – Noidecs, Unipessoal, Lda.
25 – Galaxiavertical, Unipessoal, Lda.
26 – MHI Cultivo Medicinal, S.A. (Medicane)

Empresas com certificação EU-GMP:
1 – Infosaúde – Instituto de Formação e Inovação em Saúde S.A.
2 – Tilray Portugal, Unipessoal, Lda.
3 – Portocanna S.A.
4 – Qplab Pharma Services Lda.
5 – RPK Biopharma Unipessoal Lda.
6 – Agrivabe Medical Cannabis
7 – Labialfarma Laboratório de Produtos Farmacêuticos e Nutracêuticos S.A.
8 – Iberfar Indústria Farmacêutica S.A.
9 – Clever Leaves Portugal Unipessoal Lda.
10 – MHI Cultivo Medicinal S.A. (Medicane)
11 – Alloga Logifarma, S.A.

*O Cannareporter errou. Este artigo referia a não renovação ou perda da licença por parte da empresa EXM Ceuticals, informação que não estava correcta.
De acordo com Paulo Martins, que enviou o pedido de correcção e esclarecimento ao Cannareporter por email, “a autorização atribuída à EXMceuticals Portugal, Lda para “para o fornecimento de substâncias estupefacientes, psicotrópicas e seus preparados para fins de investigação envolvendo a planta de canábis e seus derivados, foi concedida à entidade EXMCEUTICALS Portugal, L.da, nas suas instalações sitas em Tec. Labs — Centro de Inovação — Campus da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa” foi publicada em DR. 2ª série parte C em 11 de Maio de 2020, e, desde essa data, mantém-se válida, sempre cumprindo todos os requisitos legais em vigor para o exercício da sua atividade, de investigação.” O Cannareporter pede desculpa aos visados pelo lapso.
Notícia corrigida no dia 9 de Janeiro de 2023 às 16:05.

Clique aqui para comentar
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade
Publicidade

Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Comunicados de Imprensa15 horas atrás

EUA: Curaleaf encerra operações na Califórnia, Colorado e Oregon

A Curaleaf Holdings anunciou hoje em comunicado de Imprensa o encerramento proactivo da maioria das suas operações na Califórnia, Colorado...

Corporações15 horas atrás

Bedrocan expande produção de canábis medicinal para a Dinamarca

O produtor holandês de canábis medicinal Bedrocan vai abrir uma nova instalação na Dinamarca, de forma a responder à procura...

Internacional19 horas atrás

Malta: Registo para obter licenças de canábis inicia a 28 de Fevereiro

Já passou quase um ano desde que Malta aprovou a legislação para regulamentar o uso adulto da canábis, permitindo a posse...

Internacional2 dias atrás

França dá um passo em frente na legalização da canábis

O Conselho Económico, Social e Ambiental (Cese) de França propôs uma “legalização supervisionada” da canábis, num esforço para “ser orientado...

Comunicados de Imprensa2 dias atrás

Suíça: Linnea obtém licença para produção e exportação de API’s com alto teor de THC

A Linnea SA obteve a licença de narcóticos da Swissmedic, a equivalente suíça ao Infarmed I.P., tornando-a numa das primeiras...

Internacional2 dias atrás

Alemanha pretende concluir projecto de lei e parecer técnico sobre a legalização até final de Março

O projecto de lei do governo alemão para a legalização da canábis deverá estar concluído até ao final de Março,...

Internacional3 dias atrás

EUA: Supremo Tribunal do Arizona decide que uso de canábis medicinal durante a gravidez não constitui negligência infantil

O Supremo Tribunal do Arizona decidiu que o uso materno de canábis para enjôos matinais não constitui negligência infantil, avançou a...

Internacional3 dias atrás

República Checa: Projecto para a legalização do uso adulto poderá ser apresentado já em Março

A legislação que regulamentará a canábis para fins recreativos na República Checa poderá ver a luz do dia dentro de...

Nacional4 dias atrás

Clever Leaves despede 63 pessoas e sai de Portugal

A Clever Leaves anunciou hoje que vai abandonar as suas operações em Portugal, tendo procedido ao despedimento colectivo de 63 trabalhadores....

Corporações6 dias atrás

Portugal: Tribunal de Santarém declara insolvência da VF1883

A VF1883 Pharmaceuticals, uma empresa produtora de canábis medicinal com sede em Benavente, foi declarada insolvente pelo Tribunal de Santarém. A...