Connect with us

Internacional

Fluence seleccionada como parceira de tecnologia LED pelos principais cultivadores de canábis no crescente mercado português

Publicado

em

Ouvir este artigo
Instalações da Key Leaves, em Portugal, com iluminação da Fluence. Foto: D.R.

A Fluence, um fornecedor líder global de soluções de iluminação LED energeticamente eficientes para canábis comercial e produção alimentar, está a apoiar a expansão generalizada das operações de cultivo de canábis medicinal de grau farmacêutico em Portugal.

As leis de canábis de Portugal estão entre as mais progressistas do mundo e o seu sistema de licenciamento estabelecido está à frente da maioria dos outros países europeus. Portugal descriminalizou o consumo pessoal de canábis em 2001 e legalizou o uso medicinal em 2018. Desde então, foram emitidas 20 licenças oficiais para produção, processamento, importação, exportação ou uma combinação de categorias de canábis medicinal e a Fluence foi escolhida para fornecer iluminação para mais de metade delas.

“Devido ao excelente clima português, o cultivo ao ar livre é, obviamente, possível. Realizamos pesquisas e análises rigorosas em todas as decisões de construção e, depois de analisar as várias opções, decidimos que cultivar em ambientes fechados é a única maneira de garantir produtos estáveis e de alta qualidade”, refere a Fluence em comunicado de Imprensa.

A Key Leaves, líder no mercado de canábis medicinal em Portugal, é uma das 20 empresas que receberam uma licença de canábis medicinal do governo português. A empresa está focada em fornecer produtos de canábis medicinal de qualidade premium que cumprem os padrões grossistas de Boas Práticas Agrícolas e de Colheita (GACP) e Boas Práticas de Distribuição (GDP), juntamente com todos os regulamentos portugueses relevantes.

Como uma instalação totalmente interna dedicada à pesquisa e desenvolvimento, a Key Leaves depende de iluminação de fonte única para seu sucesso – completando mais de 20 ciclos completos de cultivo usando a tecnologia Fluence LED. Os LEDs da Fluence ajudaram a Key Leaves a optimizar os ciclos de luz de produção e cultivo, aumentar o rendimento da planta, a uniformidade e diminuir o consumo de energia.

“Para atingir nossos objetivos de negócios usando os processos de produção mais eficazes e eficientes possíveis, investimos em tecnologias e parcerias de classe mundial disponíveis”, disse Alessandro Radici, CEO da Key Leaves. “A tecnologia LED líder de mercado da Fluence e o suporte permanente das suas equipas de pesquisa e horticultura permitem-nos cultivar com a máxima eficácia, entregar um produto altamente padronizado e garantir o fornecimento constante aos nossos clientes.”

A Fluence fornece soluções de iluminação LED para 10 outros produtores portugueses de canábis medicinal licenciados – incluindo Bathera, Curaleaf International, Clever Leaves e a AceCann, pré-licenciada – bem como várias empresas adicionais que estão actualmente a aguardar licenciamento. A Bathera, uma empresa alemã, começou recentemente a produzir a sua própria canábis medicinal e decidiu construir a sua instalação interior de cultivo e fabrico perto de Lisboa. O cultivo, actualmente em andamento, abriga 6.000 metros quadrados de salas dedicadas ao cultivo e 3.000 metros quadrados de espaço para áreas de apoio, como zona GMP, seis salas de secagem e espaço para desbaste manual e embalagem manual.

“Devido ao excelente clima português, o cultivo ao ar livre é, obviamente, possível. Realizamos pesquisas e análises rigorosas em todas as decisões de construção e, depois de analisar as várias opções, decidimos que cultivar em ambientes fechados é a única maneira de garantir produtos estáveis e de alta qualidade”, disse Boris Agababov, fundador e CEO da Bathera.

A Curaleaf International concentra-se no avanço do valor terapêutico da canábis usada para fins medicinais para desenvolver produtos que atendam às necessidades dos pacientes em toda a Europa. O compromisso da empresa com a acessibilidade, pesquisa e excelência em produtos baseados em dados trouxe-a para a Fluence quando era necessário um parceiro de iluminação para as suas operações portuguesas.

“O objectivo da Fluence é ajudar os nossos clientes a tornar-se mais inteligentes e criar economias de escala eficientes”, disse Jörg Meyer-Brenken, gerente de contas principal de canábis na região EMEA da Fluence. “Somos liderados pela ciência e a abordagem colaborativa que adoptamos para fornecer aos nossos parceiros soluções de iluminação personalizadas, conhecimento e experiência provou ser insubstituível, especialmente para aqueles em mercados emergentes de canábis medicinal.”

O português André Lagareiro, gerente de contas dedicado da Fluence em Portugal, trabalha em estreita colaboração com os clientes portugueses da Fluence para os ajudar a identificar as soluções de iluminação certas para optimizar o crescimento da planta e as operações das instalações.

“Ajudar as empresas a inovar e promover as operações de canábis medicinal no ambiente legislativo de Portugal requer uma compreensão profunda do cultivo de canábis e das normas regulamentares europeias”, disse Lagareiro. “O produto topo de gama incomparável, a experiência de mercado e a qualidade do serviço prestado pela equipa interna de investigação e desenvolvimento da Fluence são o factor decisivo para muitas empresas portuguesas de canábis que escolheram a Fluence como parceira em tecnologia de iluminação”.

Para obter mais informações sobre a Fluence visite www.fluence.science.

 

____________________________________________________________________________________________________

[Aviso: Por favor, tenha em atenção que este texto foi originalmente escrito em Português e é traduzido para inglês e outros idiomas através de um tradutor automático. Algumas palavras podem diferir do original e podem verificar-se gralhas ou erros noutras línguas.]

____________________________________________________________________________________________________

O que fazes com 3€ por mês? Torna-te um dos nossos Patronos! Se acreditas que o Jornalismo independente sobre canábis é necessário, subscreve um dos níveis da nossa conta no Patreon e terás acesso a brindes únicos e conteúdos exclusivos. Se formos muitos, com pouco fazemos a diferença!

Licenciada em Jornalismo pela Universidade de Coimbra, Laura Ramos tem uma pós-graduação em Fotografia e é Jornalista desde 1998. Foi correspondente do Jornal de Notícias em Roma, Itália, e Assessora de Imprensa no Gabinete da Ministra da Educação. Tem uma certificação internacional em Permacultura (PDC) e criou o arquivo fotográfico de street-art “O que diz Lisboa?” @saywhatlisbon. Laura é actualmente Editora do CannaReporter e da CannaZine, além de fundadora e directora de programa da PTMC - Portugal Medical Cannabis. Realizou o documentário “Pacientes” e integrou o steering group da primeira Pós-Graduação em GxP’s para Canábis Medicinal em Portugal, em parceria com o Laboratório Militar e a Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa.

Clique aqui para comentar
Subscribe
Notify of

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade


Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Cânhamo3 dias atrás

Portugal: Estudo revela disparidades alarmantes na rotulagem do CBD, que continua proibido no país

Um estudo recente sobre os produtos de CBD em Portugal revela disparidades alarmantes entre o conteúdo de canabinóides anunciado e...

Internacional3 dias atrás

Espanha: Câmara de Barcelona encerra dezenas de clubes de canábis

A Câmara Municipal de Barcelona deu início a uma forte repressão contra os clubes de canábis da cidade, ordenando o...

Internacional5 dias atrás

Alemanha aprova o primeiro clube social de canábis após a legalização

A Ministra da Agricultura da Baixa Saxónia, Miriam Staudte, anunciou esta segunda-feira que o seu gabinete autorizou o primeiro clube...

Cânhamo7 dias atrás

Tailândia cada vez mais perto de reclassificar a canábis e o cânhamo como substâncias controladas

A Tailândia deu mais um passo decisivo no sentido de voltar a proibir a canábis no país. Na passada sexta-feira,...

Internacional2 semanas atrás

Observatório Europeu da Droga e da Toxicodependência (OEDT) passa a ser Agência da União Europeia das Drogas (EUDA)

A 2 de Julho de 2024 o Observatório Europeu da Droga e da Toxicodependência (EMCDDA) passará a ser a Agência...

Eventos2 semanas atrás

ICRS – International Cannabinoid Research Society reúne médicos e investigadores em Salamanca para o 34º Simpósio sobre Canabinoides

Se pensa que a investigação com canábis é algo recente e que inda não há estudos suficientes… pense outra vez! É...

Crónica3 semanas atrás

Terroir 101 – Uma Introdução

Este artigo inicia uma série sobre temas necessários para os que acreditam que esta planta merece ser reverenciada e elevada...

Eventos3 semanas atrás

Editora do CannaReporter®, Laura Ramos, nomeada “Jornalista do Ano” nos prémios Business of Cannabis

A indústria da canábis está prestes a reunir-se em Londres para dois dias de Cannabis Europa e uma noite de...

Comunicados de Imprensa4 semanas atrás

Cannabis Europa recebe líderes europeus e norte-americanos em Londres para capitalizar o mercado europeu da canábis

A indústria norte-americana de canábis está a criar um movimento significativo através do Atlântico, à medida que os líderes deste...

Internacional4 semanas atrás

Polícia alemã esclarece que não sugeriu consumo de canábis (em vez de álcool) aos adeptos ingleses do Euro 2024

A polícia de Gelsenkirchen, na Alemanha, foi citada numa notícia onde afirmou que as atenções estariam mais centradas nos adeptos...