Connect with us

Economia

EUA: Canábis já rendeu mais de 15 mil milhões de dólares em impostos

Publicado

em

Ouvir este artigo
Foto: D.R.

O Marijuana Policy Project divulgou um novo relatório sobre a receita tributária gerada pela canábis legalizada para uso adulto nos Estados Unidos da América. Ao todo, já entraram nos cofres americanos mais de 15 mil milhões de dólares de impostos relacionados com a venda de canábis para fins recreativos. 

São números que cada vez mais fazem estados e países considerar a legalização para fins recreativos. As receitas estatais em matéria de tributação relativa às transações comerciais de canábis recreativa já ultrapassaram os 15 mil milhões. Apesar de um maior número de estados permitirem esta actividade, a tributação desceu residualmente em 2022, face ao ano anterior. Desde a legalização em 2014, na Califórnia e Washington, o total de impostos arrecadados foi de 15 mil milhões de dólares. Em 2022, os estados com legislação que permite o comércio de canábis recreativa geraram mais de 3,77 mil milhões de dólares em receita tributária.

“Os estados que tomaram a decisão de legalizar e regulamentar a canábis estão a beneficiar de centenas de milhões em receitas fiscais a cada ano. Esses novos fluxos de receita estão a contribuir para financiar serviços e programas sociais cruciais em todo o país, como educação, tratamento de álcool e drogas, serviços para veteranos, treino de profissionais e reinvestimento em comunidades que foram desproporcionalmente afetadas pela guerra contra a canábis. Os estados que ficarem para trás não apenas prestarão um desserviço aos seus constituintes — eles também deixarão dinheiro para trás”, disse Toi Hutchinson, presidente e CEO do Marijuana Policy Project.

Embora as vendas de canábis continuem a gerar milhões em receita fiscal anual, 2022 ficou marcado como o primeiro ano onde as receitas fiscais mostraram um declínio, ainda que ligeiro, em comparação com o ano anterior. Mesmo com a entrada no mercado de novos estados, que actualizaram a sua legislação, houve uma ligeira diminuição na receita total do imposto estadual sobre a canábis (em 2021 foi de 3,86, face aos 3,77 milhares de milhões em 2022).

Conforme explicou o diretor de economia e investigação da Vicente LLP, Andrew Livingston, as reduções de receita de 2022 foram “devidas a uma infinidade de factores” e que um deles provavelmente está relacionado ao COVID. “Embora os impostos sobre a canábis em 2022 sejam mais baixos em alguns mercados estabelecidos do que em 2021, é importante compreender como é que o COVID-19 e as medidas de confinamento da pandemia interferiram com a procura por canábis. As pessoas não podiam gastar seu dinheiro em concertos, jantares ou viagens de férias. Muitas pessoas aumentaram seu consumo de bens de consumo embalados. A canábis era um produto que ainda podia ser comprado e tornava a dificuldade de ficar em casa por meses a fio assistindo a programas de TV e filmes um pouco mais agradável.”

O relatório de receita tributária do MPP inclui a estrutura tributária de canábis para uso adulto de cada estado, a população e a receita fiscal anual de canábis para uso adulto. O documento completo está disponível nesta ligação:

Cannabis-Tax-Revenue-April-2022

 

____________________________________________________________________________________________________

[Aviso: Por favor, tenha em atenção que este texto foi originalmente escrito em Português e é traduzido para inglês e outros idiomas através de um tradutor automático. Algumas palavras podem diferir do original e podem verificar-se gralhas ou erros noutras línguas.]

____________________________________________________________________________________________________

O que fazes com 3€ por mês? Torna-te um dos nossos Patronos! Se acreditas que o Jornalismo independente sobre canábis é necessário, subscreve um dos níveis da nossa conta no Patreon e terás acesso a brindes únicos e conteúdos exclusivos. Se formos muitos, com pouco fazemos a diferença!

Sou um dos directores do CannaReporter, que fundei em conjunto com a Laura Ramos. Sou natural da inigualável Ilha da Madeira, onde resido actualmente. Enquanto estive em Lisboa na FCUL a estudar Engenharia Física, envolvi-me no panorama nacional do cânhamo e canábis tendo participado em várias associações, algumas das quais, ainda integro. Acompanho a industria mundial e sobretudo os avanços legislativos relativos às diversas utilizações da canábis.

Posso ser contactado pelo email joao.costa@cannareporter.eu

Clique aqui para comentar
Subscribe
Notify of

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade


Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Internacional2 dias atrás

Polícia alemã esclarece que não sugeriu consumo de canábis (em vez de álcool) aos adeptos ingleses do Euro 2024

A polícia de Gelsenkirchen, na Alemanha, foi citada numa notícia onde afirmou que as atenções estariam mais centradas nos adeptos...

Eventos3 dias atrás

Substâncias sintéticas ameaçam enorme sucesso da Mary Jane Berlin

Era expectável que esta edição da Mary Jane Berlin fosse a maior concentração de sempre da comunidade da canábis na...

Nacional4 dias atrás

ICAD promove inquérito europeu sobre consumo de drogas em Portugal

O Instituto para os Comportamentos Aditivos e as Dependências (ICAD) iniciou a 4ª edição do European Web Survey on Drugs...

Eventos5 dias atrás

Maren Krings, autora do livro “H is for Hemp”, apresenta documentário sobre a Ucrânia hoje, em Lisboa

Maren Krings, fotojornalista e autora do livro “H is for Hemp” está hoje em Lisboa para apresentar o seu novo...

Internacional7 dias atrás

EUA: Pediatra Bonni Goldstein lança petição contra a proibição de medicamentos de CBD natural na Califórnia

A pediatra norte-americana Bonni Goldstein está a alertar para a tentativa de proibição de medicamentos derivados de CBD natural na...

Internacional7 dias atrás

Europa tem quase 23 milhões de utilizadores de canábis, a mais consumida de todas as substâncias ilícitas

A canábis continua a ser, de longe, a substância ilícita mais consumida na Europa. Estas são as conclusões do “Relatório...

Eventos1 semana atrás

Mary Jane celebra a cultura da canábis legal pela primeira vez na Alemanha

É já no próximo fim-de-semana, de 14  16 de Junho, que se realiza a já habitual Mary Jane, na Messe...

Eventos2 semanas atrás

CB Club reúne profissionais da canábis antecipando a Mary Jane, em Berlim

A antecipar a CB Expo (Cannabis Business Expo and Conference), que acontecerá em Dortmund, em Setembro, a CB Company vai...

Reportagem2 semanas atrás

África do Sul: a legalização de uma indústria que já prospera

Nas semanas que antecederam as eleições para Assembleia Geral na África do Sul, na passada quarta-feira, 29 de Maio, havia...

Entrevistas2 semanas atrás

Rui Reininho: “Eu acho esquisitíssimo andarem os meus colegas da GNR a meter o nariz nas propriedades das pessoas a ver o que é que esta planta faz”

Rui Reininho, músico português que ficou famoso enquanto vocalista dos GNR, dispensa apresentações. Ao contrário do que muitos pensam, não fundou...