Connect with us

Opinião

Trabalhar na indústria da canábis: que empregos existem?

Publicado

em

Ouvir este artigo

A indústria europeia de canábis está a crescer e a gerar empregos em quase todos os países, devido à regulamentação da canábis medicinal. Com a esperada legalização do uso adulto em vários países europeus, espera-se que a indústria da canábis crie centenas de milhares de empregos e valha até 57.000 milhões de dólares nos próximos 5 anos. Este é um óptimo momento para encontrar uma carreira no que provavelmente será a indústria de crescimento mais rápido que a Europa já viu. Como em qualquer área de negócio, se conseguir entrar cedo no mercado, poderá ganhar experiência e crescer com o sector.

Então a questão é: quais os empregos que existem na indústria da canábis? Bem, a indústria da canábis tem uma gama completa de empregos, assim como qualquer outra indústria, desde principiantes até profissionais altamente qualificados, de baixa tecnologia a alta tecnologia e de ‘tocadores’ de plantas a ‘não tocadores’ de plantas.

Vamos analisar as diferentes categorias de emprego e tipos de trabalho que pode esperar encontrar neste sector. Em artigos futuros, analisaremos maneiras de se preparar e de se candidatar a esses empregos.

A maneira mais ampla de dividir os trabalhos de canábis é ‘tocar em plantas’ versus ‘não tocar em plantas’. Simplesmente, ‘tocar em plantas’ é qualquer trabalho em que se toca fisicamente nas plantas. Isso é o que muitas pessoas imaginam quando pensam em empregos com canábis. Mas, na verdade, também existem muitos trabalhos que não envolvem as plantas.

Embora tenhamos determinados empregos listados em diversas áreas, existem muitos cruzamentos. Por exemplo, todas as áreas precisam de controlo de qualidade e gerentes de nível médio (dependendo do tamanho da operação).

Lembre-se também de que todos começam com pouca ou nenhuma experiência e devem adquiri-la em algum lugar. Portanto, muitas empresas estão dispostas a fornecer formação no local de trabalho e ajudar funcionários entusiasmados e aplicados a obter o conhecimento e a experiência necessários para progredir.

1 – TOCAR NAS PLANTAS

Cultivo nas instalações da CannPrisma, em Portugal. Foto: Laura Ramos | Cannareporter

Os trabalhos de ‘tocar nas plantas’ são principalmente nas áreas do cultivo, processamento/fabrico e vendas (dispensários).

Cultivo:

A maioria das instalações de cultivo são operações de alta tecnologia, com o cultivo num armazém ou numa estufa. Todos os aspectos do cultivo das plantas são monitorizados e ajustados, incluindo iluminação, fluxo de ar, temperatura, humidade, níveis de nutrientes e pH, entre outros.

Director de cultivo: O director de cultivo é responsável pela instalação de cultivo, gerindo todos os aspectos, incluindo conformidade, pessoal, logística, etc. Garante que toda a instalação está a funcionar sem problemas, dentro do orçamento e seguindo todos os regulamentos e leis. Essa função requer uma ampla experiência em gestão e na indústria de canábis.

Master Grower: O master grower é responsável pelas plantas reais, certificando-se de que estejam saudáveis, gerindo pragas e todos os insumos complexos no processo de cultivo. Deve ser capaz de solucionar todos os aspectos do crescimento a qualquer momento, para manter as plantas saudáveis e vivas. Isso requer uma vasta experiência no cultivo de canábis. Formação superior em agricultura ou áreas afins é uma vantagem.

Trimmer: Esta pode ser a posição inicial na instalação de cultivo, embora a operação também exija trimmers (ou aparadores) experientes. Os trimmers são orientados pelo master grower sobre como cuidar das plantas, colher e secar a canábis, limpar as áreas de cultivo, mover e ajustar equipamentos e todas as outras tarefas, conforme indicado pelo master grower.

Controlo de qualidade nas instalações da CannPrisma, em Portugal. Foto: Laura Ramos | Cannareporter

Processamento/Fabrico:

A canábis deve ser seca, aparada e embalada. Se extractos e/ou comestíveis estão também a ser produzidos, então há um extenso processamento adicional a ser feito.

Processador de extracção: Este é o processo de transformar flores de canábis em óleos ou outras formas de extracto. Esta função requer uma vasta experiência como técnico de laboratório e é extremamente detalhada.

Chef de comestíveis: O chef é o cozinheiro de produtos de canábis. Esta pode ser uma função divertida e criativa, mas requer experiência.

Controlo de qualidade (ou QP – Qualified Person): A pessoa do controlo de qualidade está envolvida no cultivo, processamento e nas configurações do dispensário. No processamento e extracção, o controlo de qualidade  talvez seja mais complicado e importante, pois a matéria-prima está a ser transformada num material diferente e existe o risco de introduzir impurezas. Isso requer experiência e formação adicionais.

Embaladores: Esta pode ser uma posição de nível de entrada e muitas vezes é feita pelos aparadores em operações menores. Em grandes operações, porém, haverá embaladores separados dos aparadores.

Um budtender num dispensário dos EUA. Foto: D.R.

Dispensários:
O dispensário é a instalação de vendas na indústria de canábis.

Gerente do dispensário: Esta pessoa é responsável pelo local de vendas e garante que todas as leis e regulamentos são seguidos. É também responsável pelas finanças, gestão de pessoal e atendimento ao cliente. Essa pessoa geralmente tem uma vasta experiência em comércio e canábis e muitas vezes trabalhou em posições iniciais ou foi transferida da gestão de vendas noutras indústrias.

Budtender: Este é o vendedor da linha de frente do dispensário. Pode ser básico e ter alguma formação no trabalho, mas normalmente são necessários profissionais com algum conhecimento e experiência em canábis.

Operador de Caixa: Esta é geralmente uma posição de nível de entrada, mas alguma experiência anterior em caixa é desejável.

2 – SEM TOCAR NAS PLANTAS

Existem empregos sem contacto com plantas em todas as áreas da indústria da canábis, tanto em instalações onde a canábis está presente, quanto em escritórios e outras empresas que prestam serviços à indústria. Nas mesmas instalações (cultivo, processamento/fabricação, dispensários) onde existem funcionários que tocam nas plantas, também há funcionários que não tocam nas plantas.

Funcionários administrativos: Secretárias e outros funcionários de apoio do escritório são necessários para manter a empresa e as instalações a funcionar sem problemas.

Segurança nas instalações da Medicane, em Campo Maior, Portugal. Foto: Laura Ramos | Cannareporter

Segurança: Dado o alto valor da canábis e as grandes quantias de dinheiro envolvidas, a segurança é uma preocupação primordial. Alguma formação é necessária, mas pode ser uma posição de nível básico, até uma posição experiente e altamente qualificada.

Pessoal de limpeza: Todas as instalações devem ser mantidas limpas. Estes são tipicamente iniciantes, mas requerem gerentes com experiência.

Manutenção: As instalações de cultivo e extracção/processamento/fabrico são complexas e requerem manutenção diária, reparações e actualizações regulares. Estes podem variar de nível de entrada para exigir uma vasta experiência.

Recursos Humanos: geralmente, estas posições exigem experiência e formação, mas podem ser de outro sector, não necessariamente dentro da canábis.

Web designers e gráficos: como todas as empresas de comércio hoje, os serviços de design são necessários. Formação e experiência são necessários, mas a experiência na indústria de canábis não é necessariamente exigida. Esses cargos geralmente exigem experiência, mas a ela pode vir de outro sector. Muitas vezes, também há alguns cargos de nível básico disponíveis com formação específica no trabalho.

Tecnologias de Informação (TI): A canábis é uma indústria altamente técnica e as TI são necessárias em todos os aspectos/instalações. Essas posições podem ser de nível básico, com alguma educação e experiência, até exigir uma vasta experiência e formação específica, educação e certificações de nível superior.

Transporte de canábis nos EUA. Foto: D.R

Logística: A canábis é altamente regulamentada, desde o transporte de sementes e clones no início do processo até ao transporte de produtos acabados (flores, extractos, comestíveis, etc). Isso requer uma logística coordenada e rigorosamente controlada. A posição requer experiência, mas também pode ter formação no trabalho.

Contabilidade: Alguém precisa garantir que as contas, facturas, impostos e funcionários sejam pagos e que o dinheiro que entra seja rastreado e alocado adequadamente. Isso requer formação e experiência. No entanto, a experiência não precisa ser especificamente na indústria da canábis.

Área Legal: Dadas as leis e regulamentos complexos, que variam de um país para outro, o aconselhamento jurídico é crucial para administrar uma empresa de canábis. Também são necessárias leis trabalhistas e corporativas típicas. Esta é uma posição altamente educada e treinada, mas não precisa vir da indústria da canábis.

Gerentes e Executivos: Quanto maior a empresa, maior será a equipa e mais gerentes serão necessários para supervisionar as operações e as pessoas. Muitas vezes, gerentes e executivos vêm de outras indústrias. A chave é ter um bom histórico e experiência.

Como pode ver, existem todos os tipos de empregos em diferentes níveis de experiência, formação e educação. Como o sector está a crescer rapidamente, não é possível preencher todos os cargos com pessoas já com experiência em canábis. Como candidato à procura de uma posição na indústria, avalie sua experiência anterior, as suas capacidades e as suas paixões e veja como poderá aplicá-las aos empregos do seu interesse na indústria da canábis.

Boa sorte e divirta-se!
____________________________________________________________
Bjoern „Andy“ Mannsfeld, MD, nasceu em Colónia, na Alemanha, e mudou-se com a sua família para os EUA quando criança. Teve o privilégio de visitar a Alemanha regularmente enquanto crescia, mantendo laços familiares e amigos no seu país natal. Depois de receber o Mestrado em Ciências Biomédicas, Andy formou-se em Medicina e mudou-se para o Colorado, onde praticou Medicina por muitos anos, antes de entrar em serviços de consultoria médica. Durante esse tempo, esteve envolvido com várias startups, inclusive em genética e software médico. Depois de morar no Vietnam durante 4 anos, mudou-se para Berlim, na Alemanha, e em 2020 envolveu-se directamente na indústria da canábis. Através de amizades no Vietnam e na Alemanha, Andy fundou a EUCannaJobs em 2020, para responder à necessidade das indústrias europeias de canábis, CBD e cânhamo de uma plataforma abrangente de empregos.

 

____________________________________________________________________________________________________

[Aviso: Por favor, tenha em atenção que este texto foi originalmente escrito em Português e é traduzido para inglês e outros idiomas através de um tradutor automático. Algumas palavras podem diferir do original e podem verificar-se gralhas ou erros noutras línguas.]

____________________________________________________________________________________________________

O que fazes com 3€ por mês? Torna-te um dos nossos Patronos! Se acreditas que o Jornalismo independente sobre canábis é necessário, subscreve um dos níveis da nossa conta no Patreon e terás acesso a brindes únicos e conteúdos exclusivos. Se formos muitos, com pouco fazemos a diferença!

1 Comment
Subscribe
Notify of

1 Comentário
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade


Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Nacional16 horas atrás

Infarmed aprova duas novas ACM’s de preparações à base de canábis

O Infarmed – Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde, I.P. aprovou duas novas ACMs (Autorização de Colocação no...

Cânhamo21 horas atrás

Leonardo Sousa: “É literalmente a auto-suficiência de um país que está aqui atrás, a quase todos os níveis”

Aos 31 anos, Leonardo Rodrigues Sousa tem-se destacado como um dos mais jovens empreendedores no sector do cânhamo industrial em...

Entrevistas2 dias atrás

Adonis Georgiadis: “A única discussão é sobre o uso farmacêutico. Não há efeito dominó na Grécia”

Encontrámos Adonis Georgiadis, Ministro da Saúde da Grécia, em Londres, na Cannabis Europa, uma das mais antigas conferências sobre canábis...

Cânhamo2 dias atrás

CBD… What the FAQ? — Tudo o que precisa de saber sobre Canabidiol

Está em milhares de produtos. É apresentado como a nova panaceia para quase todas as maleitas e embora pareça que...

Cânhamo4 dias atrás

Itália: Alteração que queria proibir canábis light foi arquivada

A alteração que o governo de Giorgia Meloni queria fazer na lei da canábis em Itália e que pretendia proibir...

Cânhamo4 dias atrás

A confusão do cânhamo em Portugal: ASAE apreende CBD na Kings Yard, mas deixa flores por serem para “coleccionismo”

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) apreendeu cerca de 845 produtos numa loja da Kings Yard, que “apresentavam na sua...

Cânhamo7 dias atrás

Portugal: Estudo revela disparidades alarmantes na rotulagem do CBD, que continua proibido no país

Um estudo recente sobre os produtos de CBD em Portugal revela disparidades alarmantes entre o conteúdo de canabinóides anunciado e...

Internacional7 dias atrás

Espanha: Câmara de Barcelona encerra dezenas de clubes de canábis

A Câmara Municipal de Barcelona deu início a uma forte repressão contra os clubes de canábis da cidade, ordenando o...

Internacional1 semana atrás

Alemanha aprova o primeiro clube social de canábis após a legalização

A Ministra da Agricultura da Baixa Saxónia, Miriam Staudte, anunciou esta segunda-feira que o seu gabinete autorizou o primeiro clube...

Cânhamo2 semanas atrás

Tailândia cada vez mais perto de reclassificar a canábis e o cânhamo como substâncias controladas

A Tailândia deu mais um passo decisivo no sentido de voltar a proibir a canábis no país. Na passada sexta-feira,...