Connect with us
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Internacional

Gana faz história: Nova lei abre portas ao cultivo de canábis

Publicado

em

Ouvir este artigo

O Parlamento do Gana alcançou um marco importante ao aprovar um projecto de lei da Comissão de Controlo de Estupefacientes, concedendo ao Ministério do Interior a autoridade para emitir licenças para o cultivo de canábis. Esta medida abre uma infinidade de possibilidades de utilização desta planta versátil em diversas aplicações benéficas. Mas o caminho para a aprovação desta legislação não foi fácil e teve de ultrapassar alguns obstáculos.

Com a entrada em vigor da nova lei, o Gana dá um salto gigantesco no sentido de aproveitar os potenciais benefícios do cultivo de canábis. Ao permitir o cultivo controlado com um teor limitado de THC, o governo pretende explorar o seu potencial industrial e várias aplicações na produção de fibras e sementes. Além disso, as propriedades medicinais da canábis podem agora ser estudadas em profundidade e utilizadas de forma regulamentada.

Espera-se que esta conquista legislativa lance as bases para o desenvolvimento de uma indústria de canábis bem regulamentada no Gana. O cultivo e a utilização da canábis obedecerão agora a directrizes e normas de qualidade rigorosas, garantindo a sua aplicação responsável e benéfica. Mas nem tudo foi fácil.

Obstáculos pelo caminho

O artigo 43.º da Lei 1019 tinha anteriormente autorizado o Ministro, com a recomendação da Comissão, a conceder licenças para o cultivo de canábis, vulgarmente conhecida como “wee” no Gana. No entanto, esta cláusula foi eliminada. O Supremo Tribunal interveio e declarou inconstitucional o artigo 43.º da lei, o que dificultou a aprovação do projecto de lei.

No dia 12 de Julho de 2023, o Parlamento aprovou o projecto de lei de 2023 da Comissão de Controlo de Estupefacientes (alteração), que contém uma única cláusula de atribuição de competências. Uma vez aprovada, esta cláusula permitirá ao Ministro conceder licenças para o cultivo de canábis no país.

A legalização do cultivo de canábis não só abre caminhos económicos como também incentiva a investigação e a inovação. As indústrias no Gana podem agora explorar práticas sustentáveis e desenvolver produtos de qualidade, reforçando a posição da nação no mercado global.

A comunidade médica aguarda com expectativa as novas oportunidades de explorar as propriedades medicinais da canábis. Com o cultivo regulamentado, os cientistas e investigadores podem realizar estudos aprofundados para desenvolver tratamentos e medicamentos eficazes, beneficiando potencialmente inúmeros doentes.

Ao adoptar uma abordagem regulamentada ao cultivo da canábis, o Gana dá um passo em frente na abordagem das questões sociais relacionadas com o consumo de drogas. A legislação tem como objectivo reduzir o comércio ilegal de drogas e a criminalidade associada, promovendo uma sociedade mais segura e saudável.

O cultivo controlado de canábis também apresenta benefícios ambientais. Sendo uma planta de crescimento rápido, a canábis pode contribuir para o armazenamento de carbono, ajudando assim a atenuar as alterações climáticas. Além disso, o seu potencial como recurso sustentável e amigo do ambiente pode reduzir a dependência de alternativas nocivas.

Publicidade


Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Eventos6 horas atrás

Festa dos 20 anos da Cognoscitiva é já este Sábado, em Lisboa

A Cognoscitiva celebra 20 anos de existência com uma festa na loja de Benfica, este sábado, dia 23 de Setembro,...

Nacional1 dia atrás

Funeral de Alberto Pires realiza-se hoje em Aver-o-Mar, Póvoa de Varzim

As cerimónias fúnebres de Alberto Pires, que morreu tragicamente na passada sexta-feira num acidente de viação, decorrem hoje no cemitério...

Entrevistas2 dias atrás

Andrew Wilson: “Amamos Portugal e o Infarmed é uma das entidades reguladoras mais avançadas e com visão de futuro do mundo”

Andrew Wilson, fundador e CEO da GrowerIQ, uma plataforma de gestão e software de cultivo de canábis para produtores de...

Nacional2 dias atrás

Portugal prepara-se para legalizar o uso adulto de canábis

Há mudanças significativas no discurso político sobre a legalização da canábis em Portugal. Na sessão de abertura do debate de...

Nacional2 dias atrás

Deputados portugueses partilham posicionamento que pode favorecer a regulamentação

Na conferência “Exposição à canábis na adolescência” os deputados deram a conhecer os seus posicionamentos sobre a regulamentação da canábis...

Economia3 dias atrás

GrowerIQ recebe financiamento de 1 milhão do governo do Canadá

A GrowerIQ, uma empresa de tecnologia de canábis, acaba de receber 1.080.000 de dólares canadianos do governo do Canadá, num projecto...

Notícias3 dias atrás

Estudo diz que utilização regular de canábis por jovens adultos revelou melhorias na funcionalidade cognitiva e diminuição na utilização de medicamentos

Numa investigação inovadora centrada em adolescentes e jovens adultos susceptíveis de desenvolver perturbações psicóticas, um estudo recente conduzido em colaboração por...

Nacional5 dias atrás

Morreu Alberto Pires, da Cannadouro e da Planeta Sensi, aos 45 anos

O sector do cânhamo e da canábis em Portugal estão de luto. Alberto Pires, co-fundador da Cannadouro – Feira Internacional...

Eventos6 dias atrás

Portugal: “Exposição à Canábis na Adolescência e Saúde” vai ser debatida em conferência na Assembleia da República

É já no próximo dia 19 de Setembro que a Iniciativa Cidadã para a Regulamentação Responsável da Canábis para Adultos organiza uma...

Entrevistas6 dias atrás

Alfredo Pascual: “Os mercados de canábis medicinal na Europa estão a crescer. Algumas empresas estão, de facto, a sair-se bem”

Aos 36 anos, Alfredo Pascual é um nome incontornável da indústria da canábis e orador convidado em inúmeras conferências internacionais....