Connect with us

Corporações

Tilray expande portefólio com aquisição de 8 marcas de cerveja

Publicado

em

A multinacional Tilray, cotada na bolsa de Nova Iorque, anunciou a aquisição de oito marcas à cervejeira Anheuser-Busch, num negócio de 85 milhões de dólares. O negócio permite à Tilray diversificar o seu portefólio de produtos e entrar no mercado das bebidas alcoólicas.

A Tilray Brands, que operava inicialmente com canábis, está a diversificar rapidamente o seu portefólio, tendo comunicado ao regulador dos valores mobiliários uma aquisição que expande a presença da empresa no sector das bebidas alcoólicas. Esse é o resultado do contrato de aquisição firmado com a empresa Anheuser-Busch, que produz cervejas já reconhecidas pelos consumidores. Segundo o acordo, a Tilray vai comprar à Anheuser-Busch (AB) várias marcas, activos e negócios, que incluem a Breckenridge Brewery, Blue Point, 10 Barrel, Redhook, Widmer Brothers, Square Mile, Shock Top e HiBall. Em contrapartida a Tilray tem encargos de 85 milhões de dólares em dinheiro com a aquisição.

A aquisição encontra-se em fase de aprovação pelos reguladores e espera-se que seja concluída até final de Setembro de 2023, estando sujeita ao cumprimento das condições habituais de fecho deste tipo de transacções. Todavia, este parece ter sido um negócio que agradou aos accionistas, por se ter verificado um aumento do valor de negociação das acções da Tilray, tanto na Nasdaq como em Toronto, de acordo com o MJBizDaily. A mesma publicação dá conta de que a Tilray já tem uma quota de mercado de mais de 5% no sector das cervejas artesanais, sendo já uma das maiores produtoras de cerveja artesanal dos EUA.

De acordo com o CEO da Tilray, esta aquisição marca “um passo significativo para a empresa no sector de bebidas”, permitindo-lhe expandir a sua presença no mercado de cerveja artesanal e diversificar o seu portfólio de produtos.

Críticas por diversificar activos com bebidas alcoólicas

A Tilray tem sido alvo de críticas nos últimos anos, por estar a diversificar o seu portfólio ao adquirir marcas que não estão relacionadas com canábis. O MJBizDaily refere que Owen Bennett, vice-presidente sénior de pesquisa de acções da empresa de serviços financeiros Jefferies, com sede em Toronto, mencionou precisamente isso na sua newsletter, na segunda-feira passada. O analista não deixou de avaliar a empresa com a classificação de “compra” e a publicação refere que o próprio afirmou que esta aquisição poderá trazer benefícios no longo prazo: “No final do dia, é só necessário que o negócio continue a criar valor para os accionistas e tenha uma estratégia clara que seja executada, isso é o que realmente importa”, escreveu Bennett.

 

____________________________________________________________________________________________________

[Aviso: Por favor, tenha em atenção que este texto foi originalmente escrito em Português e é traduzido para inglês e outros idiomas através de um tradutor automático. Algumas palavras podem diferir do original e podem verificar-se gralhas ou erros noutras línguas.]

____________________________________________________________________________________________________

O que fazes com 3€ por mês? Torna-te um dos nossos Patronos! Se acreditas que o Jornalismo independente sobre canábis é necessário, subscreve um dos níveis da nossa conta no Patreon e terás acesso a brindes únicos e conteúdos exclusivos. Se formos muitos, com pouco fazemos a diferença!

Clique aqui para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade


Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Internacional3 dias atrás

Utilizadores regulares de canábis podem necessitar de mais anestesia durante procedimentos médicos

Os utilizadores regulares de canábis podem necessitar de mais anestesia durante os procedimentos médicos para permanecerem sedados, se comparados com...

Internacional3 dias atrás

O futuro do CBD no Japão: Como as reformas legais irão moldar o mercado

No final do ano passado, o Japão deu um grande passo em direcção à reforma da canábis depois de aprovar...

Nacional4 dias atrás

Portugal: GreenBe Pharma obtém certificação EuGMP nas instalações de Elvas

A GreenBe Pharma, uma empresa de canábis medicinal localizada em Elvas, Portugal, obteve a certificação EU-GMP, ao abrigo dos regulamentos...

Nacional1 semana atrás

Álvaro Covões, da Everything is New, compra instalações da Clever Leaves no Alentejo por 1.4 milhões de euros

Álvaro Covões, fundador e CEO da agência promotora de espectáculos ‘Everything is New‘, que organiza um dos maiores festivais de...

Eventos1 semana atrás

ICBC regressa a Berlin a 16 e 17 de Abril

É uma das maiores e mais reconhecidas conferências de B2B sobre canábis da Europa e regressa a Berlim já nos...

Internacional2 semanas atrás

A legalização da canábis na Alemanha vista pelos olhos do hacker que criou um mapa essencial

Um hacker de Koblenz, uma cidade do estado da Renânia-Palatinado, criou um mapa com os locais onde, a partir de...

Nacional2 semanas atrás

André Ventura diz que quer “Limpar toda a canábis de Portugal”

André Ventura, o conhecido líder do partido político português de extrema-direita, Chega, disse que quer “limpar toda a canábis de...

Internacional2 semanas atrás

EUA: Kamala Harris diz que classificação actual da canábis é “absurda” e “manifestamente injusta”

A vice-presidente dos Estados Unidos da América (EUA), Kamala Harris, defendeu na semana passada a desclassificação da canábis na tabela...

Eventos2 semanas atrás

EVO NXT: Festival de Produtos da Próxima Geração regressa a Málaga. Canábis estará em destaque

A 2ª edição do Festival de Negócios para os Produtos da Próxima Geração, EVO NXT, regressa a Málaga já na...

Internacional3 semanas atrás

É oficial: Alemanha é o terceiro país da Europa a legalizar o uso recreativo de canábis

O Bundesrat aprovou hoje, sexta-feira, o projecto de lei para regulamentar a utilização de canábis para fins recreativos no país....