Connect with us

Internacional

Nova Iorque: Tribunal reduz número de licenças atribuídas a dispensários

Publicado

em

Ouvir este artigo

Mais de 30 titulares de licenças de dispensários que tiveram luz verde em Agosto para avançar com os seus negócios de venda a retalho, viram a situação inverter-se na semana passada, após uma injunção judicial emitida pelo Supremo Tribunal do Condado de Albany. Esta interrupção legal deixou 410 candidatos aprovados  a retalhistas sem saber o que fazer, com as suas esperanças de progresso estagnadas. 

Conflitos legais

O caminho para permitir o acesso à canábis para uso adulto em Nova Iorque tem sido tudo menos rápido. Este abrandamento de um programa já de si lento é o resultado de uma acção judicial instaurada a 2 de Agosto por quatro veteranos incapacitados para o serviço. O seu argumento é que o Gabinete de Gestão da Canábis de Nova Iorque (OCM) violou a Lei de Regulamentação e Tributação da Canábis (MRTA) ao excluí-los, bem como a outros grupos, das oportunidades de licenciamento.

Apenas cinco dias após a apresentação da acção judicial, a 7 de agosto, o juiz Kevin Bryant do Supremo Tribunal do Estado de Nova Iorque emitiu uma injunção preliminar. Esta injunção impediu os reguladores do OCM de concederem licenças adicionais ou de aprovarem a abertura de dispensários para aqueles que se esforçam por estabelecer os seus negócios.

Implicações para os titulares de licenças de dispensários de uso condicional para adultos (CAURD)

A injunção preliminar teve um impacto significativo nas 463 licenças condicionais de dispensários de venda a retalho para uso adulto (CAURD) atribuídas a requerentes de equidade social desde o final de 2022. Dessas licenças, 23 já iniciaram as operações, incluindo 18 dispensários e cinco operadores de distribuição. Estas 23 empresas estão empenhadas em combater o mercado ilícito e em satisfazer a procura de canábis legal num Estado com uma população de cerca de 19,5 milhões de habitantes.

Excepções na injunção: um vislumbre de esperança

Na sequência de uma audiência inicial, o Juiz Bryant introduziu, a 18 de Agosto, uma excepção na ordem de restrição temporária para os premiados CAURD: as empresas que podiam demonstrar perdas económicas significativas para os seus investimentos e que tinham cumprido todos os pré-requisitos de licenciamento. Isto incluía a aprovação do plano local pelo Conselho de Controlo de Canábis do MCO e, se aplicável, pelos municípios locais antes da injunção de 7 de agosto.

O Juiz Bryant sublinhou que o tribunal tinha estabelecido um processo através do qual os titulares de licenças individuais podiam provar que deviam ser isentos da injunção com base nas suas circunstâncias únicas.

Redução dos titulares de licenças afectados

A 22 de agosto, o tribunal divulgou uma lista de 30 titulares de licenças CAURD que cumpriam os critérios de isenção. Como resultado, o número de licenciados afectados pela ordem preliminar foi reduzido de 440 para 410. Embora tenha sido concedido alívio a 30 futuras empresas de canábis, o destino das restantes 410 empresas permanece incerto, uma vez que o litígio continua.

O argumento dos queixosos baseia-se na Lei de Regulamentação e Tributação da Canábis (MRTA), que estipula que o Conselho de Controlo da Canábis da OCM deve abrir o período inicial de pedido de licença de dispensário de venda a retalho de canábis para uso adulto simultaneamente para todos os requerentes.

O Juiz Bryant reconheceu a autoridade persuasiva que apoia a alegação dos queixosos de que a OCM não respeitou a linguagem clara da legislação relevante.

Precedentes e Impactos no Mercado de Canábis de Nova Iorque

Este não é o primeiro processo judicial a perturbar o lançamento do mercado de canábis para uso adulto em Nova Iorque. Outra acção judicial apresentada em Setembro de 2022 pela Variscite NY One Inc. resultou numa injunção que afectou as licenças de venda a retalho de canábis em regiões específicas.

O juiz Bryant criticou o OCM por avançar o programa CAURD, apesar do litígio em curso e do conhecimento de preocupações constitucionais. Salientou que as acções dos arguidos podem ter contribuído para os danos que agora apresentam na sua argumentação.

 

____________________________________________________________________________________________________

[Aviso: Por favor, tenha em atenção que este texto foi originalmente escrito em Português e é traduzido para inglês e outros idiomas através de um tradutor automático. Algumas palavras podem diferir do original e podem verificar-se gralhas ou erros noutras línguas.]

____________________________________________________________________________________________________

O que fazes com 3€ por mês? Torna-te um dos nossos Patronos! Se acreditas que o Jornalismo independente sobre canábis é necessário, subscreve um dos níveis da nossa conta no Patreon e terás acesso a brindes únicos e conteúdos exclusivos. Se formos muitos, com pouco fazemos a diferença!

Clique aqui para comentar
Subscribe
Notify of

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade


Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Cânhamo14 horas atrás

Itália: Alteração que queria proibir canábis light foi arquivada

A alteração que o governo de Giorgia Meloni queria fazer na lei da canábis em Itália e que pretendia proibir...

Cânhamo15 horas atrás

A confusão do cânhamo em Portugal: ASAE apreende CBD na Kings Yard, mas deixa flores por serem para “coleccionismo”

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) apreendeu cerca de 845 produtos numa loja da Kings Yard, que “apresentavam na sua...

Cânhamo4 dias atrás

Portugal: Estudo revela disparidades alarmantes na rotulagem do CBD, que continua proibido no país

Um estudo recente sobre os produtos de CBD em Portugal revela disparidades alarmantes entre o conteúdo de canabinóides anunciado e...

Internacional4 dias atrás

Espanha: Câmara de Barcelona encerra dezenas de clubes de canábis

A Câmara Municipal de Barcelona deu início a uma forte repressão contra os clubes de canábis da cidade, ordenando o...

Internacional6 dias atrás

Alemanha aprova o primeiro clube social de canábis após a legalização

A Ministra da Agricultura da Baixa Saxónia, Miriam Staudte, anunciou esta segunda-feira que o seu gabinete autorizou o primeiro clube...

Cânhamo1 semana atrás

Tailândia cada vez mais perto de reclassificar a canábis e o cânhamo como substâncias controladas

A Tailândia deu mais um passo decisivo no sentido de voltar a proibir a canábis no país. Na passada sexta-feira,...

Internacional2 semanas atrás

Observatório Europeu da Droga e da Toxicodependência (OEDT) passa a ser Agência da União Europeia das Drogas (EUDA)

A 2 de Julho de 2024 o Observatório Europeu da Droga e da Toxicodependência (EMCDDA) passará a ser a Agência...

Eventos3 semanas atrás

ICRS – International Cannabinoid Research Society reúne médicos e investigadores em Salamanca para o 34º Simpósio sobre Canabinoides

Se pensa que a investigação com canábis é algo recente e que inda não há estudos suficientes… pense outra vez! É...

Crónica3 semanas atrás

Terroir 101 – Uma Introdução

Este artigo inicia uma série sobre temas necessários para os que acreditam que esta planta merece ser reverenciada e elevada...

Eventos3 semanas atrás

Editora do CannaReporter®, Laura Ramos, nomeada “Jornalista do Ano” nos prémios Business of Cannabis

A indústria da canábis está prestes a reunir-se em Londres para dois dias de Cannabis Europa e uma noite de...