Connect with us

Internacional

Canadá: 5 anos depois da legalização, mercado de canábis ilegal continua a prosperar. C3 apela ao governo para fazer mudanças

Publicado

em

Ouvir este artigo

O quinto aniversário da legalização da canábis no Canadá, no passado dia 17 de Outubro, assinalou um marco significativo para o Conselho Canadiano da Canábis (C3) e para toda a comunidade canábica do país. No entanto, a par desta celebração, constatam-se muitos desafios e uma necessidade urgente de mudança. O mercado ilícito continua a prosperar, com quase metade dos consumidores a optarem por produtos ilegais, em detrimento dos legais. Reconhecendo os desafios enfrentados pela indústria emergente, o C3 apelou ao governo do Canadá para que cumpra a promessa da legalização, abordando os obstáculos financeiros que impedem o crescimento do sector legal da canábis.

Um inquérito recente realizado pelo C3 a 122 Produtores Licenciados (LPs) de todo o país revelou estatísticas alarmantes:

  • 71% dos inquiridos relatou um aumento acentuado nos pagamentos de impostos especiais de consumo de 2021 a 2022, uma consequência da escalada dos impostos especiais de consumo devido à compressão dos preços e às pesadas taxas regulamentares;
  • 83% dos LPs relatou um lucro líquido negativo em 2022, indicando a grave tensão financeira causada pela escalada da carga tributária do imposto especial de consumo, dificultando sua capacidade de investir em crescimento e inovação.

Para enfrentar estes desafios e revitalizar a indústria da canábis, o C3 delineou três recomendações urgentes no seu documento de posição:

  1. Reformar o quadro dos impostos especiais de consumo: A C3 defende um sistema de tributação mais justo, propondo a redução do imposto especial de consumo para uma taxa fixa de 10% das vendas. As mudanças estruturais são também imperativas para eliminar as ineficiências, garantindo o crescimento sustentável da indústria diversificada da canábis e a sua capacidade de competir com o mercado ilícito.
  2. Eliminar as taxas regulamentares excessivas: As taxas regulamentares excessivas, exclusivas do sector da canábis, têm sufocado o crescimento e a rentabilidade dos LPs. O C3 apela ao governo para que elimine estas taxas injustas, alinhando os regulamentos com os de outros sectores, como o álcool e o tabaco.
  3. Reformar a categoria de produtos comestíveis: A C3 apela a um aumento do limite de THC permitido nos produtos comestíveis para 100 mg. Este ajustamento alinha a regulamentação com as normas de protecção dos consumidores e visa recuperar a quota de mercado do mercado ilícito.

George Smitherman, presidente e director executivo do Cannabis Council of Canada, sublinhou a urgência destas reformas, afirmando que “após cinco anos de legalização, a indústria regulamentada da canábis debate-se com impostos elevados, regulamentação excessiva e concorrência desenfreada do mercado ilícito. Para concretizar o potencial da legalização, o sector precisa de uma reforma urgente.”

Mike Schilling, Presidente e CEO da Community Savings, destacou os benefícios económicos que um sector da canábis próspero pode trazer ao Canadá e sublinhou que “uma indústria da canábis revitalizada pode servir como uma fonte valiosa de receitas fiscais e oportunidades de emprego. É tempo de o governo apoiar o potencial económico da nascente indústria canábica do Canadá.”

Neste significativo quinto aniversário da legalização da canábis no Canadá, o Cannabis Council of Canada apela ao governo para que implemente rapidamente estas reformas críticas. A indústria encontra-se numa encruzilhada e o apoio do governo é crucial para garantir o seu sucesso. Ao adoptar uma tributação justa, eliminar taxas excessivas e adaptar a regulamentação às exigências do mercado, o Canadá pode abrir caminho a uma indústria de canábis próspera e legal que não só contribua significativamente para a economia, como também garanta a segurança e a satisfação dos consumidores canadianos.

 

____________________________________________________________________________________________________

[Aviso: Por favor, tenha em atenção que este texto foi originalmente escrito em Português e é traduzido para inglês e outros idiomas através de um tradutor automático. Algumas palavras podem diferir do original e podem verificar-se gralhas ou erros noutras línguas.]

____________________________________________________________________________________________________

O que fazes com 3€ por mês? Torna-te um dos nossos Patronos! Se acreditas que o Jornalismo independente sobre canábis é necessário, subscreve um dos níveis da nossa conta no Patreon e terás acesso a brindes únicos e conteúdos exclusivos. Se formos muitos, com pouco fazemos a diferença!

+ posts
Clique aqui para comentar
Subscribe
Notify of

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade


Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Eventos1 semana atrás

CannaTrade regressa a Zurique de 24 a 26 de Maio

A CannaTrade – Feira e Festival Internacional do Cânhamo de Zurique atinge em 2024 a maioridade, celebrando a sua 18ª...

Comunicados de Imprensa1 semana atrás

Grupo SOMAÍ e a sua subsidiária RPK Biopharma ampliam parceria com Cookies para incluir Europa e Reino Unido

LISBOA, PORTUGAL, 16 de maio de 2024 /EINPresswire.com/ — O Grupo SOMAÍ (“SOMAÍ”) e a sua subsidiária, RPK Biopharma expandiram...

Nacional2 semanas atrás

Portugal: Consumo estimado de CBD aumenta, apesar da proibição

O relatório “Cannabis in Portugal”, realizado pela Euromonitor International, divulgou os dados mais recentes sobre a indústria da canábis, os...

Nacional2 semanas atrás

“Canábis. Maldita e Maravilhosa”, de Margarita Cardoso de Meneses, chega às livrarias a 16 de Maio

Margarita Cardoso de Meneses, colaboradora do CannaReporter®, acaba de publicar o livro “Canábis. Maldita e Maravilhosa”, editado pela Oficina do...

Comunicados de Imprensa2 semanas atrás

Montemor-o-Velho: Detido por cultivo de canábis

O Comando Territorial de Coimbra, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) do Destacamento Territorial de Montemor-o-Velho, hoje, dia 9...

Eventos2 semanas atrás

PTMC – Portugal Medical Cannabis reúne indústria da canábis medicinal a 22 de Maio, em Lisboa

A PTMC – Portugal Medical Cannabis vai reunir os profissionais da indústria da canábis medicinal no próximo dia 22 de...

Corporações2 semanas atrás

EUA: MedMen declara falência com 400 milhões de dólares de dívidas

A gigante norte-americana da canábis MedMen entrou em colapso sob o peso da sua dívida, anunciando na semana passada que...

Notícias3 semanas atrás

Estudo revela que legalização da canábis não aumenta consumo de outras substâncias

Um dos argumentos mais usados contra a legalização da canábis para uso adulto ou recreativo tem sido a ideia de...

Cânhamo3 semanas atrás

Letónia: Hemp School, da Obelisk Farm, é finalista do Prémio EFT Green Skills 2024

A Obelisk Farm continua a ser reconhecida mundo fora pela sua abordagem sui generais à exploração do cânhamo industrial. O projecto familiar, que...

Eventos3 semanas atrás

EUA: CannMed 24 Innovation & Investment Summit regressa a Marco Island, na Florida, de 12 a 15 de Maio

É uma das mais importantes conferências científicas sobre a indústria da canábis medicinal e regressa a Marco Island, na Florida,...