Connect with us

Internacional

Medical Cannabis Bike Tour: Como um grupo de ciclistas financiou um ensaio clínico para a canábis no glioblastoma

Publicado

em

Ouvir este artigo

Em 2013, a Medical Cannabis Bike Tour começou a angariar fundos para apoiar o trabalho de uma equipa de investigadores da Universidade Complutense, em Madrid, liderada por Manuel Guzmán e Guillermo Velasco, que investigava os efeitos dos canabinóides nas células cancerígenas e o seu potencial como tratamento para o glioblastoma. 10 anos depois, mais de 400.000 euros foram angariados, ao longo de passeios de bicicleta que percorreram Espanha, Holanda, Alemanha, Bélgica, Eslovénia, Itália, República Checa e Áustria. Agora, o primeiro ensaio clínico independente sobre o potencial da canábis no glioblastoma vai finalmente avançar, em Espanha, com uma preparação disponibilizada pela Tilray Medical.

Fundada por Luc Krol, do banco de genéticas de sementes de canábis Paradise Seeds, da Holanda, e Matej Munih, da Snail Rolling Papers, a Medical Bike Tour Foundation mobilizou a comunidade canábica europeia, atraindo patrocínios significativos da indústria ao longo de cinco eventos. Os rendimentos dos quilómetros pedalados pelo grupo de ciclistas estão agora a financiar este ensaio clínico.

A Medical Cannabis Bike Tour percorreu vários países ao longo de quase 10 anos para angariar fundos para um ensaio clínico

Nos próximos 18 meses, o ensaio estudará o efeito antitumoral sinérgico observado na fase pré-clínica da combinação de Δ9-tetrahidrocanabinol (THC) e canabidiol (CBD) em tratamentos tradicionais de cancro, usando concomitantemente a temozolomida e a radioterapia. O fornecedor da canábis medicinal é a Tilray Medical, que disponibilizou para o ensaio um medicamento com qualidade farmacêutica EU-GMP na proporção de 1:1 THC/CBD.

Conduzido em oito centros médicos de Espanha especializados em neuro-oncologia, o estudo recrutou 30 pacientes e é liderado pelo investigador Juan Manuel Sepúlveda Sánchez, do GEINO (Grupo Espanhol de Investigação em Neuro-Oncologia) e conta com a colaboração de cientistas da Universidade Complutense de Madrid e da MFAR, uma empresa focada na investigação clínica académica.

Canábis: uma nova via terapêutica para tumores cerebrais

O investigador Guillermo Velasco, da Universidade Complutense de Madrid, recebe o prémio de uma das várias etapas da Medical Cannabis Bike Tour de Luc Krol, da Paradise Seeds

Juan Sepúlveda contou ao Cannareporter que “há mais de 15 anos que se acumulam provas biológicas de que os canabinóides têm actividade anti-tumoral nos tumores cerebrais mais agressivos, os glioblastomas. No entanto, não foram realizados ensaios clínicos para comprovar esta hipótese em pacientes, talvez devido à falta de interesse comercial nestes medicamentos. Com este ensaio clínico, podemos finalmente estudar o efeito dos canabinóides em tumores que têm tratamento pouco activo e ajudar a dar aos nossos pacientes uma nova opção, mas também abrir uma via terapêutica”. Também Guillermo Velasco, investigador da Universidade Complutense, disse que este ensaio representa um marco crucial no estudo da acção anti-tumoral dos canabinóides. “É um projecto de longo prazo, que desenvolvemos há mais de 20 anos. Decorrente de observações iniciais quase fortuitas de que o Δ9-tetrahidrocanabinol (THC) tem a capacidade de promover a morte das células do glioma, o nosso trabalho levou-nos a compreender o mecanismo pelo qual os canabinóides exercem as suas acções anti-cancerígenas nas células tumorais cerebrais. Da mesma forma, os nossos estudos pré-clínicos em modelos animais demonstraram um efeito anti-tumoral sinérgico promissor, ao combinar Δ9-tetrahidrocanabinol (THC) e canabidiol (CBD) com temozolomida, contribuindo assim para estabelecer as bases científicas para o desenvolvimento deste estudo clínico”.

Velasco acrescentou ainda que, “como cientista básico, ser capaz de traduzir as nossas descobertas em algo potencialmente útil para os pacientes é a aspiração máxima e, portanto, estamos entusiasmados por ver que o estudo começou e extremamente gratos a todos os que o tornaram possível, incluindo os nossos parceiros Medical Cannabis Bike tour, GEINO, Tilray e MFAR, bem como aos investigadores antigos e actuais do nosso grupo e a todos os nossos colaboradores nacionais e internacionais”.

O investigador disse ainda que espera que “os resultados do ensaio contribuam para fornecer uma nova esperança e opção terapêutica para pacientes com glioblastoma”.

Luc Krol, da Medical Cannabis Bike Tour (MCBT) acrescentou que “o mundo era muito diferente quando começámos a Tour há 10 anos. Na era pré-legalização, o termo ‘canábis medicinal’ ainda era visto por muitas pessoas como uma fantasia. No entanto, acreditámos que era possível. O facto de a MCBT poder financiar de forma independente um ensaio clínico em nome da ciência, e não do lucro, é incrível, graças aos patrocinadores e participantes que fizeram com que isto pudesse acontecer. Esperamos que este ensaio reflicta a esperança iluminada pela pesquisa científica para os participantes envolvidos”.

Também Denise Faltischek, directora de estratégia e de negócios internacionais da Tilray declarou que “este teste inovador é mais do que uma oportunidade para a Tilray: é um farol de esperança para pacientes que sofrem de glioblastoma. O nosso papel nesta iniciativa amplia o nosso compromisso com a investigação médica, levando-nos um passo mais perto de desbloquear todo o potencial terapêutico da canábis medicinal”.

 

____________________________________________________________________________________________________

[Aviso: Por favor, tenha em atenção que este texto foi originalmente escrito em Português e é traduzido para inglês e outros idiomas através de um tradutor automático. Algumas palavras podem diferir do original e podem verificar-se gralhas ou erros noutras línguas.]

____________________________________________________________________________________________________

O que fazes com 3€ por mês? Torna-te um dos nossos Patronos! Se acreditas que o Jornalismo independente sobre canábis é necessário, subscreve um dos níveis da nossa conta no Patreon e terás acesso a brindes únicos e conteúdos exclusivos. Se formos muitos, com pouco fazemos a diferença!

Licenciada em Jornalismo pela Universidade de Coimbra, Laura Ramos é Jornalista desde 1998, tendo desempenhado funções de redactora e repórter em vários meios de comunicação (RTP, Euronotícias, BiT, A Capital, Sábado, JN). Foi correspondente do Jornal de Notícias em Roma, Itália, em 2004/2005, altura em que fez uma pós-graduação em Fotografia Profissional no Istituto Europeo di Design de Roma. De 2006 a 2009 foi Assessora de Imprensa no Gabinete da Ministra da Educação e criou o arquivo fotográfico de street-art “O que diz Lisboa?”. Co-fundadora do jornal A Folha — Cultura Canábica para Adultos (2008) e da CannaPress (2017), Laura Ramos é actualmente Editora do CannaReporter e da Cannadouro Magazine, tendo realizado o documentário “Pacientes”, sobre os utilizadores de canábis medicinal em Portugal. Fundadora e directora de programa das conferências internacionais de cannabis medicinal PTMC - Portugal Medical Cannabis (2018), Laura integrou ainda a equipa de organização da primeira Pós-Graduação em GMP’s para Canábis Medicinal (2019), em parceria com o Laboratório Militar de Produtos Químicos e Farmacêuticos e a Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa.

Clique aqui para comentar
Subscribe
Notify of

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade


Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Comunicados de Imprensa4 dias atrás

Cannabis Europa recebe líderes europeus e norte-americanos em Londres para capitalizar o mercado europeu da canábis

A indústria norte-americana de canábis está a criar um movimento significativo através do Atlântico, à medida que os líderes deste...

Internacional1 semana atrás

Polícia alemã esclarece que não sugeriu consumo de canábis (em vez de álcool) aos adeptos ingleses do Euro 2024

A polícia de Gelsenkirchen, na Alemanha, foi citada numa notícia onde afirmou que as atenções estariam mais centradas nos adeptos...

Eventos1 semana atrás

Substâncias sintéticas ameaçam enorme sucesso da Mary Jane Berlin

Era expectável que esta edição da Mary Jane Berlin fosse a maior concentração de sempre da comunidade da canábis na...

Nacional1 semana atrás

ICAD promove inquérito europeu sobre consumo de drogas em Portugal

O Instituto para os Comportamentos Aditivos e as Dependências (ICAD) iniciou a 4ª edição do European Web Survey on Drugs...

Eventos2 semanas atrás

Maren Krings, autora do livro “H is for Hemp”, apresenta documentário sobre a Ucrânia hoje, em Lisboa

Maren Krings, fotojornalista e autora do livro “H is for Hemp” está hoje em Lisboa para apresentar o seu novo...

Internacional2 semanas atrás

EUA: Pediatra Bonni Goldstein lança petição contra a proibição de medicamentos de CBD natural na Califórnia

A pediatra norte-americana Bonni Goldstein está a alertar para a tentativa de proibição de medicamentos derivados de CBD natural na...

Internacional2 semanas atrás

Europa tem quase 23 milhões de utilizadores de canábis, a mais consumida de todas as substâncias ilícitas

A canábis continua a ser, de longe, a substância ilícita mais consumida na Europa. Estas são as conclusões do “Relatório...

Eventos2 semanas atrás

Mary Jane celebra a cultura da canábis legal pela primeira vez na Alemanha

É já no próximo fim-de-semana, de 14  16 de Junho, que se realiza a já habitual Mary Jane, na Messe...

Eventos3 semanas atrás

CB Club reúne profissionais da canábis antecipando a Mary Jane, em Berlim

A antecipar a CB Expo (Cannabis Business Expo and Conference), que acontecerá em Dortmund, em Setembro, a CB Company vai...

Reportagem3 semanas atrás

África do Sul: a legalização de uma indústria que já prospera

Nas semanas que antecederam as eleições para Assembleia Geral na África do Sul, na passada quarta-feira, 29 de Maio, havia...