Connect with us

Internacional

Syqe Air aprovado na Austrália como dispositivo médico. Empresa israelita pode ser comprada pela Phillip Morris por mais de 600 milhões de dólares

Publicado

em

Ouvir este artigo

A Syqe Medical anunciou que o seu vaporizador, Syqe Air, foi aprovado pelas autoridades de saúde australianas como dispositivo médico. Esta aprovação representa um marco importante para a empresa israelita, que já está na mira da Phillip Morris International. A tabaqueira comprometeu-se a adquirir a Syqe Medical por mais de 600 milhões de dólares, sendo que o sucesso da operação depende da aprovação do Syqe Air como dispositivo médico pela Food and Drug Administration (FDA).  

O inalador de canábis medicinal SyqeAir está agora aprovado como dispositivo médico pela Administração de Bens Terapêuticos (TGA – Therapeutic Goods Administration) na Austrália. A empresa com base em Israel, que conta com aprovações no Canadá, Austrália e Israel, poderá focar-se agora no mercado norte-americano. As informações, avançadas pelo Calcalistechreferem que a Phillip Morris International (PMI) poderá ter colocado uma proposta em cima da mesa para aquisição total da empresa. O valor total do negócio pode ultrapassar os 600 milhões de dólares.

O Syqe Air tem um cartucho que pode ser pré-carregado com 60 doses de flores de canábis

A relação entre a PMI e a Syqe Medical não é recente. Desde 2016 que a PMI faz parte do rol de investidores na empresa israelita, com um investimento realizado à data de 20 milhões de dólares. A Syqe Medical foi assim capaz de desenvolver um inalador de canábis com algumas particularidades, nomeadamente a administração uma dose precisa de canabinóides. O SyqeAir é projectado tanto para uso doméstico como para uso em instituições prestadoras de cuidados de saúde. O dispositivo consiste no conjunto do inalador e de um cartucho pré-carregado contendo 60 doses uniformes de flores de canábis de espectro completo, de grau farmacêutico, e padronizadas. A canábis nos cartuchos é cultivada e processada ao abrigo das boas práticas de fabrico (UE-GMP) pela empresa holandesa Bedrocan.

O dispositivo diferencia-se pela disponibilidade para utilização assim que o cartucho for inserido no inalador, o que elimina a necessidade de preparações prévias ou do manuseio direto da canábis. Isso permite que os pacientes incorporem discretamente o tratamento na sua rotina diária, mas pode também ter repercussões positivas nos reembolsos e comparticipações dos seguros, o que resulta também numa redução dos custos com as terapêuticas para os pacientes.

A CEO da Syqe Medical, Hagit Kamin, manifestou o seu entusiasmo com a aprovação e a possibilidade de trabalhar com os profissionais de saúde na Austrália, ao passo que o director de vendas globais, Jacob Vogel, sublinhou a importância pela procura de padrões médicos modernos. Andrew Heath, gerente de produtos médicos da Novachem, destacou que esta aprovação representa um avanço significativo na indústria da canábis medicinal.

Compra da Syqe Medical pode ultrapassar os 600 milhões de dólares

A Syqe Medical já estava na mira da Phillip Morris International e há, alegadamente, um acordo de aquisição de cerca de 650 milhões de dólares. O takeover estará dependente de algumas metas e a aquisição dependerá do sucesso regulamentar dos produtos da Syqe Medical, nomeadamente na aprovação do inalador Syqe Air como dispositivo médico pela Food and Drug Administration (FDA).

Porém, é expectável que os próximos passos da empresa se concentrem no mercado norte-americano, dado que o acordo prevê um adiantamento de 120 milhões de dólares para a cobertura de custos com os processos regulamentares e ensaios clínicos.

O CannaReporter contactou a Syqe Medical, com o intuito de obter esclarecimentos relativamente aos futuros passos da empresa, porém não obteve qualquer resposta por parte da empresa até ao momento de publicação do artigo.

 

____________________________________________________________________________________________________

[Aviso: Por favor, tenha em atenção que este texto foi originalmente escrito em Português e é traduzido para inglês e outros idiomas através de um tradutor automático. Algumas palavras podem diferir do original e podem verificar-se gralhas ou erros noutras línguas.]

____________________________________________________________________________________________________

O que fazes com 3€ por mês? Torna-te um dos nossos Patronos! Se acreditas que o Jornalismo independente sobre canábis é necessário, subscreve um dos níveis da nossa conta no Patreon e terás acesso a brindes únicos e conteúdos exclusivos. Se formos muitos, com pouco fazemos a diferença!

+ posts

Sou um dos directores do CannaReporter, que fundei em conjunto com a Laura Ramos. Sou natural da inigualável Ilha da Madeira, onde resido actualmente. Enquanto estive em Lisboa na FCUL a estudar Engenharia Física, envolvi-me no panorama nacional do cânhamo e canábis tendo participado em várias associações, algumas das quais, ainda integro. Acompanho a industria mundial e sobretudo os avanços legislativos relativos às diversas utilizações da canábis.

Posso ser contactado pelo email joao.costa@cannareporter.eu

Clique aqui para comentar
Subscribe
Notify of

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade


Veja o Documentário "Pacientes"

Documentário Pacientes Laura Ramos Ajude-nos a crescer

Mais recentes

Eventos1 semana atrás

CannaTrade regressa a Zurique de 24 a 26 de Maio

A CannaTrade – Feira e Festival Internacional do Cânhamo de Zurique atinge em 2024 a maioridade, celebrando a sua 18ª...

Comunicados de Imprensa1 semana atrás

Grupo SOMAÍ e a sua subsidiária RPK Biopharma ampliam parceria com Cookies para incluir Europa e Reino Unido

LISBOA, PORTUGAL, 16 de maio de 2024 /EINPresswire.com/ — O Grupo SOMAÍ (“SOMAÍ”) e a sua subsidiária, RPK Biopharma expandiram...

Nacional2 semanas atrás

Portugal: Consumo estimado de CBD aumenta, apesar da proibição

O relatório “Cannabis in Portugal”, realizado pela Euromonitor International, divulgou os dados mais recentes sobre a indústria da canábis, os...

Nacional2 semanas atrás

“Canábis. Maldita e Maravilhosa”, de Margarita Cardoso de Meneses, chega às livrarias a 16 de Maio

Margarita Cardoso de Meneses, colaboradora do CannaReporter®, acaba de publicar o livro “Canábis. Maldita e Maravilhosa”, editado pela Oficina do...

Comunicados de Imprensa3 semanas atrás

Montemor-o-Velho: Detido por cultivo de canábis

O Comando Territorial de Coimbra, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) do Destacamento Territorial de Montemor-o-Velho, hoje, dia 9...

Eventos3 semanas atrás

PTMC – Portugal Medical Cannabis reúne indústria da canábis medicinal a 22 de Maio, em Lisboa

A PTMC – Portugal Medical Cannabis vai reunir os profissionais da indústria da canábis medicinal no próximo dia 22 de...

Corporações3 semanas atrás

EUA: MedMen declara falência com 400 milhões de dólares de dívidas

A gigante norte-americana da canábis MedMen entrou em colapso sob o peso da sua dívida, anunciando na semana passada que...

Notícias3 semanas atrás

Estudo revela que legalização da canábis não aumenta consumo de outras substâncias

Um dos argumentos mais usados contra a legalização da canábis para uso adulto ou recreativo tem sido a ideia de...

Cânhamo3 semanas atrás

Letónia: Hemp School, da Obelisk Farm, é finalista do Prémio EFT Green Skills 2024

A Obelisk Farm continua a ser reconhecida mundo fora pela sua abordagem sui generais à exploração do cânhamo industrial. O projecto familiar, que...

Eventos3 semanas atrás

EUA: CannMed 24 Innovation & Investment Summit regressa a Marco Island, na Florida, de 12 a 15 de Maio

É uma das mais importantes conferências científicas sobre a indústria da canábis medicinal e regressa a Marco Island, na Florida,...